W3 ao Vivo: Médica diz que ano que vem aumentam casos de Câncer de Mama

Radiologista falou sobre o câncer de mama e também de ser diagnosticada com a doença pela segunda vez

A campanha Outubro Rosa deve ser levada a sério. Neste mês a prevenção é o tema principal dos debates sobre câncer de mama e do colo do útero. E para dividir seu conhecimento no assunto, a convidada do W3 ao vivo desta terça, 20, foi a médica radiologista, Luciana Búrigo, que além de especialista na área, também é paciente em tratamento para câncer de mama.

Doutora Luciana abordou situações importantes durante a live. Disse que o estilo de vida e o apoio psicológico são fundamentais para as mulheres diagnosticadas com câncer, que é importante divulgar o assunto já que existe muito preconceito relacionado a ele, e revelou um importante dado sobre a doença. Segundo a médica, em 2021, muitos casos de câncer de mama devem ser diagnosticados. “Em razão da pandemia, as mulheres não tem procurado fazer os exames de rotina. Acredito que no próximo ano os dados mostrarão um número muito grande de pacientes com câncer de mama, em estágios avançados que poderiam ser tratados desde já se diagnosticados”, avaliou.

Confira o relato da médica que é paciente e que dividiu sua história com o Portal W3 na entrevista completa:

A campanha Outubro Rosa deve ser levada a sério. Neste mês a prevenção é o tema principal dos debates sobre câncer de mama e do colo do útero. E para dividir seu conhecimento no assunto, a convidada do W3 ao vivo desta terça, 20, foi a médica radiologista, Luciana Búrigo, que além de especialista na área, também é paciente em tratamento para câncer de mama.

Doutora Luciana abordou situações importantes durante a live. Disse que o estilo de vida e o apoio psicológico são fundamentais para as mulheres diagnosticadas com câncer, que é importante divulgar o assunto já que existe muito preconceito relacionado a ele, e revelou um importante dado sobre a doença. Segundo a médica, em 2021, muitos casos de câncer de mama devem ser diagnosticados. “Em razão da pandemia, as mulheres não tem procurado fazer os exames de rotina. Acredito que no próximo ano os dados mostrarão um número muito grande de pacientes com câncer de mama, em estágios avançados que poderiam ser tratados desde já se diagnosticados”, avaliou.

Confira o relato da médica que é paciente e que dividiu sua história com o Portal W3 na entrevista completa:

Compartilhe

Voltar às notícias