Você está interessado na Copa do Mundo?

A reportagem do Grupo W3 traz diferentes perspectivas sobre a torcida araranguaense na Copa do Mundo.

"Nos campos de terra e grama Brasil só é futebol. Nesses noventa minutos de emoção e alegria, esqueço a casa e o trabalho, a vida fica lá fora", embora a letra de autoria de Wilson Simonal retrate uma euforia dos brasileiros quanto a copa, há aqueles que não estão muito animados com a competição.


A empolgação do brasileiro com a Copa do Mundo anda baixa, segundo uma pesquisa realizada este ano pelo Instituto Datafolha, o desinteresse chegou a alcançar 53% dos candidatos. As motivações que levam o país do futebol são as mais diversas, desde o balde de água fria com o 7 a 1 da Alemanha, que eliminou o Brasil na copa passada, até a crise financeira que assola todos os estados.


Uma das pessoas que fazem parte destes 53% é o araranguaense Vanderlei Freitas Júnior, que prefere acompanhar a competição de forma mais moderada. "Acredito que a tradição do país com o futebol seja um traço importante da nossa cultura. Entretanto, vivemos um momento muito delicado da história do nosso país, de polarizações desnecessárias e há poucos meses de uma das mais importantes eleições da história do país", salienta.


Para Vanderlei, os brasileiros devem se manter atentos e não esquecer dos reais problemas que o Brasil vem enfrentado. "Reconheço que a copa do mundo tem - assim como sempre teve - a capacidade de desviar a atenção de uma nação bastante apaixonada pelo futebol, razão pela qual não tenho qualquer interesse pelo campeonato mundial neste momento delicado pelo qual passa nosso país", finaliza

Nos campos de terra e grama Brasil só é futebol. Nesses noventa minutos de emoção e alegria, esqueço a casa e o trabalho, a vida fica lá fora“, embora a letra de autoria de Wilson Simonal retrate uma euforia dos brasileiros quanto a copa, há aqueles que não estão muito animados com a competição.

A empolgação do brasileiro com a Copa do Mundo anda baixa, segundo uma pesquisa realizada este ano pelo Instituto Datafolha, o desinteresse chegou a alcançar 53% dos candidatos. As motivações que levam o país do futebol são as mais diversas, desde o balde de água fria com o 7 a 1 da Alemanha, que eliminou o Brasil na copa passada, até a crise financeira que assola todos os estados.

Uma das pessoas que fazem parte destes 53% é o araranguaense Vanderlei Freitas Júnior, que prefere acompanhar a competição de forma mais moderada. “Acredito que a tradição do país com o futebol seja um traço importante da nossa cultura. Entretanto, vivemos um momento muito delicado da história do nosso país, de polarizações desnecessárias e há poucos meses de uma das mais importantes eleições da história do país“, salienta.

Para Vanderlei, os brasileiros devem se manter atentos e não esquecer dos reais problemas que o Brasil vem enfrentado. “Reconheço que a copa do mundo tem – assim como sempre teve – a capacidade de desviar a atenção de uma nação bastante apaixonada pelo futebol, razão pela qual não tenho qualquer interesse pelo campeonato mundial neste momento delicado pelo qual passa nosso país“, finaliza

Compartilhe

Voltar às notícias