VÍDEO: Meteoro fez a noite virar dia no Extremo Sul de Santa Catarina e RS

Imagens e vídeo registraram a passagem do fenômeno em Turvo, Timbé do Sul, Criciúma, além de outras cidades

Por Dyessica Abadi

A passagem de um meteoro na madrugada desta quinta-feira, 1º de outubro, iluminou os céus de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. Às exatas 1 hora e 09 minutos, conforme horário de Brasília, um superbólido fez a noite clarear como se fosse dia por poucos segundos. Imagens e vídeo registraram a passagem do fenômeno em Turvo, Timbé do Sul, Criciúma, além de outras cidades.

Conforme os astrônomos, o bólido dificilmente traz algum tipo de risco à população — fragmentado e danos são raríssimos. Entretanto, há casos em que a queda chega a gerar estampidos sônicos com vibrações tão fortes a ponto de fazer as pessoas sentirem a terra tremer. Os bólidos são famosos por provocarem uma claridade muito maior do que um meteoro do tipo fireball.

As imagens e vídeo foram divulgadas pela Bramon (Brazilian Meteor Observation Network). Confira abaixo:













Fonte: MetSul

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Por Dyessica Abadi

A passagem de um meteoro na madrugada desta quinta-feira, 1º de outubro, iluminou os céus de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. Às exatas 1 hora e 09 minutos, conforme horário de Brasília, um superbólido fez a noite clarear como se fosse dia por poucos segundos. Imagens e vídeo registraram a passagem do fenômeno em Turvo, Timbé do Sul, Criciúma, além de outras cidades.

Conforme os astrônomos, o bólido dificilmente traz algum tipo de risco à população — fragmentado e danos são raríssimos. Entretanto, há casos em que a queda chega a gerar estampidos sônicos com vibrações tão fortes a ponto de fazer as pessoas sentirem a terra tremer. Os bólidos são famosos por provocarem uma claridade muito maior do que um meteoro do tipo fireball.

As imagens e vídeo foram divulgadas pela Bramon (Brazilian Meteor Observation Network). Confira abaixo:

Fonte: MetSul

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Compartilhe

Voltar às notícias