Veículos apreendidos pegam fogo no pátio da empresa de depósito

Cerca de 80 veículos foram consumidos pelas chamas na empresa no Bairro Operária, em Araranguá

O Corpo de Bombeiros teve muito trabalho na noite de quarta, 12, para tentar conter um incêndio em um pátio que servia de depósito de carros apreendidos, na Rua Tinho Réus, no bairro, Operária, em Araranguá. De acordo com informações, cerca de 80 carros foram consumidos pelas chamas.

Em nota, o Corpo de Bombeiros informou que foi necessário apoio de guarnições de Sombrio e Criciúma para conter o fogo que se alastrou rapidamente.

"Por se tratar de um pátio com uma grande quantidade de veículos e todos empilhados, o quê dificultou bastante no combate das chamas, foi necessário o apoio de um trator e um guincho para abrir um vão entre os veículos e assim conseguir controlar as chamas. Foi realizado o combate através de duas linhas de ataque direto, sendo uma linha de ataque do ABTR-58 e outra linha do ABTR-121. Foram utilizados aproximadamente 34.000 litros de Água para o combate e o rescaldo e 4 galões de LGE (Liquido Gerador de Espuma)", disse o documento oficial encaminhado pela guarnição.

O proprietário do estabelecimento acompanhou a operação, e a policia deverá investigar as causas do incêndio.

O Corpo de Bombeiros teve muito trabalho na noite de quarta, 12, para tentar conter um incêndio em um pátio que servia de depósito de carros apreendidos, na Rua Tinho Réus, no bairro, Operária, em Araranguá. De acordo com informações, cerca de 80 carros foram consumidos pelas chamas.

Em nota, o Corpo de Bombeiros informou que foi necessário apoio de guarnições de Sombrio e Criciúma para conter o fogo que se alastrou rapidamente.

“Por se tratar de um pátio com uma grande quantidade de veículos e todos empilhados, o quê dificultou bastante no combate das chamas, foi necessário o apoio de um trator e um guincho para abrir um vão entre os veículos e assim conseguir controlar as chamas. Foi realizado o combate através de duas linhas de ataque direto, sendo uma linha de ataque do ABTR-58 e outra linha do ABTR-121. Foram utilizados aproximadamente 34.000 litros de Água para o combate e o rescaldo e 4 galões de LGE (Liquido Gerador de Espuma)”, disse o documento oficial encaminhado pela guarnição.

O proprietário do estabelecimento acompanhou a operação, e a policia deverá investigar as causas do incêndio.

Compartilhe

Voltar às notícias