Usuários da balsa devem renovar a inscrição para travessia

Ação visa evitar o bloqueio para os inscritos em janeiro de 2018

O Governo de Araranguá, através da Secretaria de Obras e Departamento de Trânsito, informa que é tempo de renovação das inscrições de travessia da balsa sobre o rio Araranguá, para quem fez o cadastro a partir de janeiro de 2018.


O recadastramento é obrigatório a cada dois anos, conforma e a Lei Complementar 203/2017 Art. 38/1. Procure o Departamento de Trânsito e evite o bloqueio. Mais informações no fone: 3521 09 26. A inscrição é destinada aos moradores efetivos da comunidade e a solicitação se dá através de processo administrativo.


No momento da inscrição o morador deve levar os seguintes documentos: Identidade, comprovante de residência com domicílio em Hercílio Luz e demais localidades do entorno. Documento do veículo que deve estar no nome do representante e cartão do PSF da comunidade onde mora.


Segundo o agente de Trânsito Sandro Xavier, “quem não fizer o recadastramento será bloqueado no mês que vencer os dois anos de inscrição, e terá que pagar o valor normal de travessia”, explicou.


Quer receber notícias pelo Whatsapp? Clique aqui

O Governo de Araranguá, através da Secretaria de Obras e Departamento de Trânsito, informa que é tempo de renovação das inscrições de travessia da balsa sobre o rio Araranguá, para quem fez o cadastro a partir de janeiro de 2018.

O recadastramento é obrigatório a cada dois anos, conforma e a Lei Complementar 203/2017 Art. 38/1. Procure o Departamento de Trânsito e evite o bloqueio. Mais informações no fone: 3521 09 26. A inscrição é destinada aos moradores efetivos da comunidade e a solicitação se dá através de processo administrativo.

No momento da inscrição o morador deve levar os seguintes documentos: Identidade, comprovante de residência com domicílio em Hercílio Luz e demais localidades do entorno. Documento do veículo que deve estar no nome do representante e cartão do PSF da comunidade onde mora.

Segundo o agente de Trânsito Sandro Xavier, “quem não fizer o recadastramento será bloqueado no mês que vencer os dois anos de inscrição, e terá que pagar o valor normal de travessia”, explicou.

Quer receber notícias pelo Whatsapp? Clique aqui

Compartilhe

Voltar às notícias