Unesc forma 43 novos médicos em colação de grau virtual

A transmissão reuniu mais de 4 mil pessoas e foi a primeira formatura remota em 53 anos de história da Universidade

Por Dyessica Abadi


A quarentena transformou até os sonhos: a tão esperada formatura não aconteceu em um auditório lotado, mas sim em casa, através de uma transmissão virtual. Entretanto, isso não diminuiu o tamanho da conquistas dos recém formados alunos de medicina da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc). Agora, eles entrarão para um importante capítulo da história: na próxima segunda-feira, 4, os novos médicos e outros colegas iniciarão suas jornadas como profissionais no Centro de Triagem da região Central de Criciúma, atuando diretamente no combate à pandemia da Covid-19.




[caption id="attachment_60924" align="aligncenter" width="800"] Solenidade foi transmitida no canal do YouTube da Unesc TV e reuniu mais de 4 mil espectadores. Foto: Divulgação/Unesc[/caption]

A cerimônia virtual entregou mais 43 profissionais de saúde à comunidade. Diante do desafio de uma pandemia mundial, o egresso Maurício Faermann Barcelos se mostra confiante e ressalta os seis anos de estudos, as práticas vivenciadas e os conhecimentos adquiridos até aqui.“Em primeiro lugar estamos feliz em poder contribuir. Todo acadêmico, ao ingressar na Universidade, sonha com o momento mágico de sua formatura. Nós não teremos, mas sabemos que o momento exige isso e estamos confiantes, prontos para atuar”, afirma.


A transmissão feita através do canal do YouTube da Universidade reuniu mais de 4 mil pessoas, que acompanharam o cerimonial, com direito a juramento e tudo que a colação de grau proporciona. Na casa da família Faermann, a mãe orgulhosa não conseguiu esconder a emoção de compartilhar o momento com os dois filhos. “É um dia gratificante, que recompensa toda a luta de cursar uma graduação de tamanha importância para a sociedade. Hoje chegamos ao fim de um novo começo. Tenho certeza de que ele não vai parar por aí”, comemora Adriana Faerman.


O evento foi antecipado e regulamentado pelo MEC (Ministério da Educação), com o objetivo de reforçar a frente de trabalho diante da pandemia. De acordo com a Universidade, a grade curricular de Medicina tem duas mil horas a mais do que as 7.200 requisitadas pelo Ministério — totalizando 9.200 horas. O curso está completando 20 anos e, no fim de 2019, conquistou nota máxima na avaliação do MEC.



Colação de grau virtual entrou para a história da Unesc


A colação de grau por meio de ferramentas tecnológicas foi a primeira formatura virtual em 53 anos de história da Unesc — tornando-se um marco. Para a coordenadora do curso de Medicina, Maria Inês da Rosa, o ato se faz necessário diante do cenário atual. “Este é um momento ímpar para o curso e para a Universidade, e não é porque estamos no século XXI, em plena era da tecnologia. Mas sim por uma situação que transformou o mundo. Formatura sem palco, sem aplausos, sem festas e nem abraços, com público virtual. Tudo dentro de um excepcionalidade. Porém não menos importante ou menos afetiva. Pelo contrário, traz um contexto humano, de responsabilidade, solidariedade, cidadania e amor a medicina”, enaltece.


A Unesc instituiu normas sobre cerimônias de colação de grau durante o período de isolamento social. O concluinte poderá optar pela cerimônia em sessão solene mediada por tecnologia, mediante solicitação por escrito com cinco dias de antecedência. Na formatura virtual, que terá a mesma formalidade da cerimônia solene e pública, o concluinte prestará juramento e receberá a outorga em data, horário e local designado.


O momento poderá ser realizado com a presença de mais de um curso de graduação, obedecendo-se aos critérios de agrupamento por área de conhecimento e com caráter público e acadêmico, garantindo a participação, em igualdade de condições, de todos os alunos concluintes, com traje oficial para o período de isolamento — social ou passeio completo.


Por Dyessica Abadi

A quarentena transformou até os sonhos: a tão esperada formatura não aconteceu em um auditório lotado, mas sim em casa, através de uma transmissão virtual. Entretanto, isso não diminuiu o tamanho da conquistas dos recém formados alunos de medicina da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc). Agora, eles entrarão para um importante capítulo da história: na próxima segunda-feira, 4, os novos médicos e outros colegas iniciarão suas jornadas como profissionais no Centro de Triagem da região Central de Criciúma, atuando diretamente no combate à pandemia da Covid-19.

Solenidade foi transmitida no canal do YouTube da Unesc TV e reuniu mais de 4 mil espectadores. Foto: Divulgação/Unesc

A cerimônia virtual entregou mais 43 profissionais de saúde à comunidade. Diante do desafio de uma pandemia mundial, o egresso Maurício Faermann Barcelos se mostra confiante e ressalta os seis anos de estudos, as práticas vivenciadas e os conhecimentos adquiridos até aqui.“Em primeiro lugar estamos feliz em poder contribuir. Todo acadêmico, ao ingressar na Universidade, sonha com o momento mágico de sua formatura. Nós não teremos, mas sabemos que o momento exige isso e estamos confiantes, prontos para atuar”, afirma.

A transmissão feita através do canal do YouTube da Universidade reuniu mais de 4 mil pessoas, que acompanharam o cerimonial, com direito a juramento e tudo que a colação de grau proporciona. Na casa da família Faermann, a mãe orgulhosa não conseguiu esconder a emoção de compartilhar o momento com os dois filhos. “É um dia gratificante, que recompensa toda a luta de cursar uma graduação de tamanha importância para a sociedade. Hoje chegamos ao fim de um novo começo. Tenho certeza de que ele não vai parar por aí”, comemora Adriana Faerman.

O evento foi antecipado e regulamentado pelo MEC (Ministério da Educação), com o objetivo de reforçar a frente de trabalho diante da pandemia. De acordo com a Universidade, a grade curricular de Medicina tem duas mil horas a mais do que as 7.200 requisitadas pelo Ministério — totalizando 9.200 horas. O curso está completando 20 anos e, no fim de 2019, conquistou nota máxima na avaliação do MEC.

Colação de grau virtual entrou para a história da Unesc

A colação de grau por meio de ferramentas tecnológicas foi a primeira formatura virtual em 53 anos de história da Unesc — tornando-se um marco. Para a coordenadora do curso de Medicina, Maria Inês da Rosa, o ato se faz necessário diante do cenário atual. “Este é um momento ímpar para o curso e para a Universidade, e não é porque estamos no século XXI, em plena era da tecnologia. Mas sim por uma situação que transformou o mundo. Formatura sem palco, sem aplausos, sem festas e nem abraços, com público virtual. Tudo dentro de um excepcionalidade. Porém não menos importante ou menos afetiva. Pelo contrário, traz um contexto humano, de responsabilidade, solidariedade, cidadania e amor a medicina”, enaltece.

A Unesc instituiu normas sobre cerimônias de colação de grau durante o período de isolamento social. O concluinte poderá optar pela cerimônia em sessão solene mediada por tecnologia, mediante solicitação por escrito com cinco dias de antecedência. Na formatura virtual, que terá a mesma formalidade da cerimônia solene e pública, o concluinte prestará juramento e receberá a outorga em data, horário e local designado.

O momento poderá ser realizado com a presença de mais de um curso de graduação, obedecendo-se aos critérios de agrupamento por área de conhecimento e com caráter público e acadêmico, garantindo a participação, em igualdade de condições, de todos os alunos concluintes, com traje oficial para o período de isolamento — social ou passeio completo.

Compartilhe

Voltar às notícias