Trilha que deu errado em Jacinto Machado

Dois Jovens se perdem no Morro da Moça e são resgatados pelo Corpo de Bombeiros

A época do ano e as belezas naturais da região Sul Catarinense são ingredientes perfeitos para muitas pessoas desbravarem os cânions que cercam o Vale do Araranguá. Aliado a isso, a falta de outras opções de entretenimento tem feito com que muitos jovens busquem atividades ao ar livre, como as trilhas, que estão, “na moda” e podem ser vistas em muitos registros nas redes sociais.

Só que no domingo, 17, a trilha de dois jovens no Morro da Moça em Jacinto Machado não deu muito certo. Eles se perderam e foram resgatados pelo Corpo de Bombeiros, que em nota disse que os familiares dos rapazes sentiram a falta deles e acionaram ajuda. “Eles conseguiram contato telefônico, informaram que estavam próximo a uma fenda, provavelmente perto de um barranco alto e que ao anoitecer não conseguiram retornar para trilha, ficando desorientados e perdidos, devido a área ser de mata fechada  e não ter  nenhum sinal de internet,  não foi possível as vítimas enviarem a localização”, relatou o comunicado.

A guarnição com base nos dados, por volta das 18 horas, contou coma  ajuda de um morador que conhece bem a localidade, e encontraram os dois jovens. A operação também mobilizou a Polícia Militar, primeira a tomar conhecimento do fato pela família.

Para o Tenente, Bianchi, responsável pelo Corpo de Bombeiros de Sombrio, este tipo de trilha tem muitos detalhes que devem ser considerados para evitar problemas como estes. "Este tipo de trilha envolve perigos que não estamos habituados, como por exemplo, a picada de animais peçonhentos, a necessidade de considerar o condicionamento físico para todas as eventualidades e muito planejamento".

[caption id="attachment_61516" align="alignnone" width="300"] Morro da Moça - imagem: internet[/caption]

Ao encarar uma trilha, saiba que algumas recomendações são importantes, segundo os bombeiros:

1)      Planeje o passeio – converse com quem já conhece e trilha e busque informações sobre todo o trajeto percorrido;

2)      Faça a trilha enquanto é cedo – importantes que a chegada seja antes do pôr do sol, por diminuir a iluminação e chances de acidentes em mata fechada;

3)      Esteja alimentado e hidratado para em caso de emergência não passar mal

4)      Use calçados adequados – tenha conforto e que não escorregue

5)      Importante levar equipamentos básicos como uma lanterna, jaqueta e cobertor térmico, pois a temperatura nestes locais pode mudar bruscamente;

6)      Não esqueça o celular carregado. Algumas montanhas tem sinal de celular ativo;

7)      Avise seus familiares sobre o planejamento e possível horário de retorno;

8)      Ande em grupos maiores – em caso de acidente enquanto um presta socorro os outros buscam ajuda, e

9)      Tente fazer a trilha com a companhia de um guia além de estar atento a previsão do tempo.

 

A época do ano e as belezas naturais da região Sul Catarinense são ingredientes perfeitos para muitas pessoas desbravarem os cânions que cercam o Vale do Araranguá. Aliado a isso, a falta de outras opções de entretenimento tem feito com que muitos jovens busquem atividades ao ar livre, como as trilhas, que estão, “na moda” e podem ser vistas em muitos registros nas redes sociais.

Só que no domingo, 17, a trilha de dois jovens no Morro da Moça em Jacinto Machado não deu muito certo. Eles se perderam e foram resgatados pelo Corpo de Bombeiros, que em nota disse que os familiares dos rapazes sentiram a falta deles e acionaram ajuda. “Eles conseguiram contato telefônico, informaram que estavam próximo a uma fenda, provavelmente perto de um barranco alto e que ao anoitecer não conseguiram retornar para trilha, ficando desorientados e perdidos, devido a área ser de mata fechada  e não ter  nenhum sinal de internet,  não foi possível as vítimas enviarem a localização”, relatou o comunicado.

A guarnição com base nos dados, por volta das 18 horas, contou coma  ajuda de um morador que conhece bem a localidade, e encontraram os dois jovens. A operação também mobilizou a Polícia Militar, primeira a tomar conhecimento do fato pela família.

Para o Tenente, Bianchi, responsável pelo Corpo de Bombeiros de Sombrio, este tipo de trilha tem muitos detalhes que devem ser considerados para evitar problemas como estes. “Este tipo de trilha envolve perigos que não estamos habituados, como por exemplo, a picada de animais peçonhentos, a necessidade de considerar o condicionamento físico para todas as eventualidades e muito planejamento”.

Morro da Moça – imagem: internet

Ao encarar uma trilha, saiba que algumas recomendações são importantes, segundo os bombeiros:

1)      Planeje o passeio – converse com quem já conhece e trilha e busque informações sobre todo o trajeto percorrido;

2)      Faça a trilha enquanto é cedo – importantes que a chegada seja antes do pôr do sol, por diminuir a iluminação e chances de acidentes em mata fechada;

3)      Esteja alimentado e hidratado para em caso de emergência não passar mal

4)      Use calçados adequados – tenha conforto e que não escorregue

5)      Importante levar equipamentos básicos como uma lanterna, jaqueta e cobertor térmico, pois a temperatura nestes locais pode mudar bruscamente;

6)      Não esqueça o celular carregado. Algumas montanhas tem sinal de celular ativo;

7)      Avise seus familiares sobre o planejamento e possível horário de retorno;

8)      Ande em grupos maiores – em caso de acidente enquanto um presta socorro os outros buscam ajuda, e

9)      Tente fazer a trilha com a companhia de um guia além de estar atento a previsão do tempo.

 

Compartilhe

Voltar às notícias