Três principais Balneários do Vale não terão eventos de Reveillon

Balneário Arroio do Silva estuda a possibilidade de preparar a tradicional queima de fogos

Além da pandemia que requer cuidados na organização de eventos que promovam grandes aglomerações, a transição dos governos municipais por conta das novas administrações que assumem em janeiro, são os principais motivos para que os eventos de Reveillon não sejam realizados no dia 31 de dezembro nos municípios litorâneos do Vale.

Ano atípico, principalmente, para aqueles que sobrevivem do Turismo como é o caso de Balneário Morro dos Conventos, Balneário Gaivota, Passo de Torres e Balneário Arroio do Silva, e que tem na virada do ano uma das principais datas para atrair visitantes e turistas.

De acordo com o diretor de Turismo de Araranguá, Giovane Rosa, a única promoção programada será o Natal Verão. “Não se pode fazer nada por conta da pandemia. Também estamos nos organizando para o Natal que vamos decorar a cidade. Fora isso, não podemos pelas medidas sanitárias anunciadas e já tomadas em outras cidades catarinenses fazer alguma coisa”, disse.

Já em Balneário Gaivota, segundo a assessoria de imprensa do município, está previsto apenas o edital para habilitação dos vendedores ambulantes para a temporada. “Nada foi definido quanto a virada de ano”, contou a assessora, Renata Angeloni.

Enquanto isso, Balneário Arroio do Silva deve determinar a programação até a próxima terça, 24, quando a equipe de governo estará reunida. O secretário de Turismo, Joey Ramone, respondeu a nossa reportagem que a decisão deve seguir a mesma dos outros eventos durante o ano. Já havíamos cancelado outros eventos como a Festa do Peixe, e a Semana Farroupilha. Devemos seguir as mesmas orientações para a virada. Acreditamos que mesmo só os fogos sem show, ainda pode gerar aglomerações. Estamos alinhado esse detalhe e na próxima semana teremos um posicionamento”.

 

FOTO: ARQUIVO

Além da pandemia que requer cuidados na organização de eventos que promovam grandes aglomerações, a transição dos governos municipais por conta das novas administrações que assumem em janeiro, são os principais motivos para que os eventos de Reveillon não sejam realizados no dia 31 de dezembro nos municípios litorâneos do Vale.

Ano atípico, principalmente, para aqueles que sobrevivem do Turismo como é o caso de Balneário Morro dos Conventos, Balneário Gaivota, Passo de Torres e Balneário Arroio do Silva, e que tem na virada do ano uma das principais datas para atrair visitantes e turistas.

De acordo com o diretor de Turismo de Araranguá, Giovane Rosa, a única promoção programada será o Natal Verão. “Não se pode fazer nada por conta da pandemia. Também estamos nos organizando para o Natal que vamos decorar a cidade. Fora isso, não podemos pelas medidas sanitárias anunciadas e já tomadas em outras cidades catarinenses fazer alguma coisa”, disse.

Já em Balneário Gaivota, segundo a assessoria de imprensa do município, está previsto apenas o edital para habilitação dos vendedores ambulantes para a temporada. “Nada foi definido quanto a virada de ano”, contou a assessora, Renata Angeloni.

Enquanto isso, Balneário Arroio do Silva deve determinar a programação até a próxima terça, 24, quando a equipe de governo estará reunida. O secretário de Turismo, Joey Ramone, respondeu a nossa reportagem que a decisão deve seguir a mesma dos outros eventos durante o ano. Já havíamos cancelado outros eventos como a Festa do Peixe, e a Semana Farroupilha. Devemos seguir as mesmas orientações para a virada. Acreditamos que mesmo só os fogos sem show, ainda pode gerar aglomerações. Estamos alinhado esse detalhe e na próxima semana teremos um posicionamento”.

 

FOTO: ARQUIVO

Compartilhe

Voltar às notícias