SC prevê safra de mel acima da média em 2020

Em destaque também os produtos da Prodapys que duplicou a venda para mercado interno

Premiado e reconhecido como um dos melhores do mundo, o mel de Santa Catarina continua de excelência na safra 2019/2020. A produção atual já é considerada acima da média e deverá superar as 6,5 mil toneladas. A safra anterior era de 5,8 mil toneladas. A estimativa é apontada pelo levantamento feito pela Epagri e Federação das Associações de Apicultores e Meliponicultores de Santa Catarina (Faasc) junto aos produtores do estado.

Este ano, um fator climático ajudou os apicultores. “O tempo mais seco permite que as abelhas saiam mais das colmeias e diminui a umidade do néctar, aumentando o rendimento no favo e as abelhas gastam menos energia para desidratá-lo. Quando chove bastante, as abelhas não saem da colmeia, consumindo o mel estocado e há mais riscos de perda de qualidade do produto na colheita”, explicou o chefe da Divisão de Estudos Apícolas da Epagri, Rodrigo da Cunha.

Segundo da Cunha, Santa Catarina também tem uma série de fatores que, naturalmente, favorecem o cultivo de um mel diversificado e até mais puro. Estas características diferenciam o produto catarinense que já conquistou outros países. São pelo menos seis premiações em concursos internacionais como melhor mel do mundo como é o caso da Prodapys, empresa araranguaense que conquistou cinco vezes a premiação.

 

Mercado de mel aquecido apesar da pandemia

Não foi só a safra de mel catarinense que aumentou neste ano. Apesar da pandemia, as vendas de produtos a base de mel também aumentaram consideravelmente, principalmente no mercado interno. Conforme a gerente de produção de mercado nacional da Prodapys, Cyntia Silva, os produtos a base da colmeia duplicaram as vendas em ralação a mesma época do ano passado. “Os produtos, por exemplo, o própolis que são considerados alimentos que estimulam a imunidade aumentou muito a procura. Temos até lista de espera”, contou ao Portal W3.

A empresa reconhece que as vendas para o mercado externo também aumentaram, mas a procura no território nacional é bem maior. Inclusive, a empresa desativou a loja virtual do site em razão da alta procura. “As vendas estão sendo feitas por whatsApp, através dos distribuidores e revendedores que adquirem para o seu público consumidor”.  

 

Foto: Facebook Prodapys

Premiado e reconhecido como um dos melhores do mundo, o mel de Santa Catarina continua de excelência na safra 2019/2020. A produção atual já é considerada acima da média e deverá superar as 6,5 mil toneladas. A safra anterior era de 5,8 mil toneladas. A estimativa é apontada pelo levantamento feito pela Epagri e Federação das Associações de Apicultores e Meliponicultores de Santa Catarina (Faasc) junto aos produtores do estado.

Este ano, um fator climático ajudou os apicultores. “O tempo mais seco permite que as abelhas saiam mais das colmeias e diminui a umidade do néctar, aumentando o rendimento no favo e as abelhas gastam menos energia para desidratá-lo. Quando chove bastante, as abelhas não saem da colmeia, consumindo o mel estocado e há mais riscos de perda de qualidade do produto na colheita”, explicou o chefe da Divisão de Estudos Apícolas da Epagri, Rodrigo da Cunha.

Segundo da Cunha, Santa Catarina também tem uma série de fatores que, naturalmente, favorecem o cultivo de um mel diversificado e até mais puro. Estas características diferenciam o produto catarinense que já conquistou outros países. São pelo menos seis premiações em concursos internacionais como melhor mel do mundo como é o caso da Prodapys, empresa araranguaense que conquistou cinco vezes a premiação.

 

Mercado de mel aquecido apesar da pandemia

Não foi só a safra de mel catarinense que aumentou neste ano. Apesar da pandemia, as vendas de produtos a base de mel também aumentaram consideravelmente, principalmente no mercado interno. Conforme a gerente de produção de mercado nacional da Prodapys, Cyntia Silva, os produtos a base da colmeia duplicaram as vendas em ralação a mesma época do ano passado. “Os produtos, por exemplo, o própolis que são considerados alimentos que estimulam a imunidade aumentou muito a procura. Temos até lista de espera”, contou ao Portal W3.

A empresa reconhece que as vendas para o mercado externo também aumentaram, mas a procura no território nacional é bem maior. Inclusive, a empresa desativou a loja virtual do site em razão da alta procura. “As vendas estão sendo feitas por whatsApp, através dos distribuidores e revendedores que adquirem para o seu público consumidor”.  

 

Foto: Facebook Prodapys

Compartilhe

Voltar às notícias