Saque do FGTS já em setembro

Limite será de R$ 500 por trabalhador

A equipe econômica do Governo Federal confirmou na tarde dessa quarta-feira, 24, a liberação do saque de até R$500 por conta ativa, ou inativa. Os recursos virão das contas ativas e inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e do PIS-Pasep.


O valor começará a ser pago em setembro e deve favorecer 96 milhões de trabalhadores. A previsão é injetar R$ 42 bilhões na economia do país até 2020.


Trabalhadores fazem planos


A medida provisória (MP) que autoriza a caixa econômica a efetuar os pagamentos, foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, em uma cerimônia em Brasília realizada nesta quarta-feira, 24.


A notícia agradou muitos trabalhadores que já fazem planos de como e o que irão fazer com o valor garantido.


“Apesar de pouco quero administrar e pagar as contas em aberto”, revelou o gerente comercial, Lucas Viegas, de 24 anos.


“Ainda estou pensando se irei utilizar para ajudar a custear a minha viagem ou colocar na poupança”, disse a Técnica, Kely Marin Scaini, de 34 anos.


“Posso utilizar futuramente para abater nas parcelas do financiamento da minha casa ou como segurança em caso de demissão”, falou a assistente comercial, Aline Daniele dos Santos Savi, de 25 anos.

A equipe econômica do Governo Federal confirmou na tarde dessa quarta-feira, 24, a liberação do saque de até R$500 por conta ativa, ou inativa. Os recursos virão das contas ativas e inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e do PIS-Pasep.

O valor começará a ser pago em setembro e deve favorecer 96 milhões de trabalhadores. A previsão é injetar R$ 42 bilhões na economia do país até 2020.

Trabalhadores fazem planos

A medida provisória (MP) que autoriza a caixa econômica a efetuar os pagamentos, foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, em uma cerimônia em Brasília realizada nesta quarta-feira, 24.

A notícia agradou muitos trabalhadores que já fazem planos de como e o que irão fazer com o valor garantido.

“Apesar de pouco quero administrar e pagar as contas em aberto”, revelou o gerente comercial, Lucas Viegas, de 24 anos.

“Ainda estou pensando se irei utilizar para ajudar a custear a minha viagem ou colocar na poupança”, disse a Técnica, Kely Marin Scaini, de 34 anos.

“Posso utilizar futuramente para abater nas parcelas do financiamento da minha casa ou como segurança em caso de demissão”, falou a assistente comercial, Aline Daniele dos Santos Savi, de 25 anos.

Compartilhe

Voltar às notícias