SAMAE pede uso consciente da água em Araranguá devido a estiagem

Mesmo não tendo problemas atualmente com o abastecimento, a instituição pede que a população ajude a economizar água

Por Dyessica Abadi


A estiagem que assola o estado de Santa Catarina tem causado preocupação nos gestores municipais. A população também preocupa-se, pois teme ficar sem abastecimento de água potável. Em Araranguá, a situação não é diferente. Apesar da época de seca, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Araranguá (SAMAE) garante que não haverá racionamento ou falta de água.


Segundo o Diretor Geral do SAMAE, José Hilson Sasso, o abastecimento de água em Araranguá vem de três pontos: Açude Belinzoni, que atende 40% da cidade, Lagoa da Serra que atende 60% e a Lagoa dos Bichos que, além de atender Morro dos Conventos e as localidades vizinhas, passou a amparar também a área urbana de Araranguá. “Assim como todo o estado, estamos em alerta, pois a estiagem deve permanecer ainda nos próximos meses. Com isso, alertamos aos consumidores que utilizem de forma consciente a água que recebem em casa”, avalia.


O diretor José Hilson Sasso lembra que é momento de economizar água. “O Samae está trabalhando para manter a distribuição de água neste momento tão delicado de combate ao Convid-19, onde muitas pessoas estão em casa e consequentemente aumentou o consumo. Por isso, é preciso que os consumidores tenham consciência e adotem no dia a dia medidas que ajudam na economia da água e ela não venha faltar”, ressaltou.


Diante da situação, o SAMAE alerta para a utilização consciente de água. Abaixo, algumas recomendações da instituição à população para este período de estiagem:




  • Evitar banhos demorados;

  • Lavar calçadas utilizando vassoura e balde ao invés de mangueira;

  • Fechar a torneira na hora de escovar os dentes e lavar a louça;

  • Lavar o carro com balde;

  • Dar descarga somente quando necessário;

  • Ficar atento para possíveis vazamentos.

Por Dyessica Abadi

A estiagem que assola o estado de Santa Catarina tem causado preocupação nos gestores municipais. A população também preocupa-se, pois teme ficar sem abastecimento de água potável. Em Araranguá, a situação não é diferente. Apesar da época de seca, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Araranguá (SAMAE) garante que não haverá racionamento ou falta de água.

Segundo o Diretor Geral do SAMAE, José Hilson Sasso, o abastecimento de água em Araranguá vem de três pontos: Açude Belinzoni, que atende 40% da cidade, Lagoa da Serra que atende 60% e a Lagoa dos Bichos que, além de atender Morro dos Conventos e as localidades vizinhas, passou a amparar também a área urbana de Araranguá. “Assim como todo o estado, estamos em alerta, pois a estiagem deve permanecer ainda nos próximos meses. Com isso, alertamos aos consumidores que utilizem de forma consciente a água que recebem em casa”, avalia.

O diretor José Hilson Sasso lembra que é momento de economizar água. “O Samae está trabalhando para manter a distribuição de água neste momento tão delicado de combate ao Convid-19, onde muitas pessoas estão em casa e consequentemente aumentou o consumo. Por isso, é preciso que os consumidores tenham consciência e adotem no dia a dia medidas que ajudam na economia da água e ela não venha faltar”, ressaltou.

Diante da situação, o SAMAE alerta para a utilização consciente de água. Abaixo, algumas recomendações da instituição à população para este período de estiagem:

  • Evitar banhos demorados;
  • Lavar calçadas utilizando vassoura e balde ao invés de mangueira;
  • Fechar a torneira na hora de escovar os dentes e lavar a louça;
  • Lavar o carro com balde;
  • Dar descarga somente quando necessário;
  • Ficar atento para possíveis vazamentos.

Compartilhe

Voltar às notícias