Homem é condenado a 32 anos de prisão após crime bárbaro contra idosos

O crime aconteceu dia 08 de setembro de 2018 em Timbé do Sul


Imagem meramente ilustrativa. Fonte: Freepik


Um homem foi condenado a 32 anos de prisão, em regime fechado, pelo Tribunal do Júri da comarca de Turvo. Ele foi sentenciado, pelos crimes de tentativa de homicídio qualificado, estupro e roubo. O crime aconteceu no dia 8 de setembro de 2018 na cidade de Timbé do Sul.


Entenda o caso:


Por volta da meia noite do dia 8 de setembro, o réu teria entrado na residência de um casal de idosos, de 67 e 64 anos, para roubar itens de valor. Ao tentar arrombar o automóvel da garagem, o alarme disparou, e fez com que os idosos acordassem.


O senhor abriu a porta da sacada do quarto e avistou o bandido, que ao ser notado, correu em direção a ele, anunciou o assalto, e perfurou o abdômen da vítima com uma faca. Embora ferido, o senhor ainda conseguiu se trancar no banheiro.


A esposa, por sua vez, em tentativa de apaziguar a situação, entregou valores em dinheiro ao criminoso, que mesmo assim, a fez de refém com a faca no pescoço e forçou para que ela o acompanhasse.


Depois de saírem da residência, a 170 metros de distância, o denunciado violentou a idosa e, em seguida, tentou matá-la ao jogá-la em uma vala e golpear sua cabeça com uma pedra. O homicídio só não foi consumado porque a vítima se fingiu de morta e o bandido acreditou que havia concluído o crime.


O júri aconteceu na última semana de junho, dia 25.

Imagem meramente ilustrativa. Fonte: Freepik

Um homem foi condenado a 32 anos de prisão, em regime fechado, pelo Tribunal do Júri da comarca de Turvo. Ele foi sentenciado, pelos crimes de tentativa de homicídio qualificado, estupro e roubo. O crime aconteceu no dia 8 de setembro de 2018 na cidade de Timbé do Sul.

Entenda o caso:

Por volta da meia noite do dia 8 de setembro, o réu teria entrado na residência de um casal de idosos, de 67 e 64 anos, para roubar itens de valor. Ao tentar arrombar o automóvel da garagem, o alarme disparou, e fez com que os idosos acordassem.

O senhor abriu a porta da sacada do quarto e avistou o bandido, que ao ser notado, correu em direção a ele, anunciou o assalto, e perfurou o abdômen da vítima com uma faca. Embora ferido, o senhor ainda conseguiu se trancar no banheiro.

A esposa, por sua vez, em tentativa de apaziguar a situação, entregou valores em dinheiro ao criminoso, que mesmo assim, a fez de refém com a faca no pescoço e forçou para que ela o acompanhasse.

Depois de saírem da residência, a 170 metros de distância, o denunciado violentou a idosa e, em seguida, tentou matá-la ao jogá-la em uma vala e golpear sua cabeça com uma pedra. O homicídio só não foi consumado porque a vítima se fingiu de morta e o bandido acreditou que havia concluído o crime.

O júri aconteceu na última semana de junho, dia 25.

Compartilhe

Voltar às notícias