Blog Rolando Christian Coelho: Quatorze majoritárias têm chapa pura na região  

Quatorze majoritárias de nossa região estão disputando o comando de seus municípios com chapa pura. Em Araranguá há os casos de Ricardo Ghellere e Claudete Bianchin, pelo PRTB, de Igor Batista Gomes e Eloir Ribeiro, pelo PL, e de Felipe Damásio e Cauê Cardoso, pelo Psol. Em Balneário Arroio do Silva temos Evandro Scaini e Carlos Scarsanella, pelo PSL, e Daniel Mota e Ranieri Cardoso pelo Solidariedade. Em Balneário Gaivota, Marcelo Fontoura e Fernanda Campos, pelo PRTB, Ronaldo Coelho Pereira e Anderson Nascimento, pelo PSC, e Emerson Lazzaron e Alessandra Melo, pelo Avante, também estão disputando majoritária com chapa pura por seus respectivos partidos.


Em Meleiro, prefeito Eder Mattos também vai tentar a reeleição com chapa pura pelo PL, tendo como seu candidato a vice Pedro Luiz, o popular Cotoco. O também prefeito Jonas Souza, de Passo de Torres, que é filiado ao MDB, vai tentar a reeleição com chapa pura, tendo como companheiro de majoritária o atual vice-prefeito Áureo André Henrique. Este é o único caso da região em que o prefeito e o vice, ambos filiados ao mesmo partido, vão tentar um segundo mandato. Em Passo de Torres, Antônio Silveira, o Tonhão, e Michael Silveira, o Bola, postulam o executivo municipal, ambos filiados ao PL.


Em Praia Grande, o MDB vai de chapa pura com Adelírio Monteiro e Irineu Citadin. Já em Santa Rosa do Sul, Nelmo Emerim e Alex Bristot, ambos do Progressistas, e Dorinha Oliveira e Nadir Matos da Silva, ambos do PSD, também disputam o executivo. Chapa pura majoritária ainda em São João do Sul, com Paulo Sérgio Claudino e Eliezer Inácio Pereira disputando pelo Republicanos.


Sombrio conta com duas chapas puras. Gislaine Cunha e Jeriel Isoppo disputam pelo MDB e Clodoaldo Patrício e Ricardo Santana disputam pelo PRTB. Por fim, em Turvo, há duas chapas puras. Uma composta por Pisca Dagostin e Heriberto Schmidt, pelo MDB, e outra por Sandro Cirimbelli e Osvaldo Fávaro, pelo Progressistas.


Outras 27 chapas majoritárias disputam as 15 prefeituras de nossa região, mas todas possuem o candidato a prefeito de um partido, e o candidato a vice de outro partido.


 Candidato cria mascote baseado no Zé Gotinha  


 Candidato a prefeito de Balneário Gaivota, Ronaldo Coelho Pereira (PSC), que é conhecido popularmente como Zé Gota, criou um mascote bastante interessante para sua campanha. Trata-se de um boneco, que lembra muito o personagem Zé Gotinha, das campanhas de vacinação realizadas pelo Ministério da Saúde. Em parte de seu material de campanha eleitoral, Ronaldo tem utilizado a figura do Zé Gotinha, só que estilizada, o que acabou ficando bastante simpático. De acordo com o candidato, sua campanha tem ganhado corpo nos últimos dias. “A adesão é bastante forte. O clima de mudança é muito grande em Gaivota. Quero brigar pela liderança”, ressalta ele.


 Eventos do final de semana foram quase todos cancelados  


Eventos de campanha eleitoral, que estavam marcados em diversos municípios da região para o final de semana, tiveram que ser cancelados um a um, por conta do mau tempo. Carreatas, adesivaços e bandeiraços simplesmente foram suspensos, na maioria absoluta dos casos. A semana que se inicia hoje também não será nenhum pouco favorável para campanha eleitoral de rua. Com exceção de amanhã, quando o sol deve aparecer para dar uma aliviada, todos os demais dias deverão ser instáveis. Situação extremamente desagradável para candidatos que precisam defender gestões municipais a que estão vinculados. Se a Secretaria de Obras, ao longo dos últimos anos, não deu conta do recado, no que diz respeito às estradas, ruas e avenidas, vai ter muito candidato de situação escutando bobagem na hora do corpo a corpo com o eleitor, que está cada vez menos bobo, e de saco cheio de pisar em poça d’água e andar em buraco.


Cassação de Carlos Moisés: só não entendeu quem não percebeu  


Muita gente ainda não entendeu o porquê que a Assembleia Legislativa quer cassar o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) por conta de um aumento de R$ 5 mil reais, dado de forma indevida para procuradores, e não por conta de uma má fadada compra de R$ 33 milhões em respiradores, para combate a Covid-19. É que o aumento foi um ato de governo, e, por conta disto, a vice-governadora, Daniela Reinehr (S/P) também perderia o mandato. A compra dos respiradores é um ato de gestão governamental, que atinge só o gestor, no caso, o governador Carlos Moisés de forma isolada. Se tirar ele, e ela ficar, os deputados não tem como tomar o poder.


Clima voltou a ser de união no MDB de Turvo, diz Tiago Zilli  


Prefeito de Turvo, Tiago Zilli (MDB), está fazendo questão de afirmar que não restaram arestas a ser aparadas dentro de seu partido, desde que o ex-prefeito Heriberto Schmidt (MDB) aceitou ser candidato a vice do atual vice-prefeito, Pisca Dagostin (MDB). Durante várias semanas Pisca e Heriberto travaram ferrenho embate, objetivando, cada qual, ter o aval do MDB para disputar a eleição como candidato a prefeito. Heriberto acabou desistindo de levar o projeto adiante, mas se reclusou. A partir de então o MDB fez um esforço gigantesco para trazê-lo de volta ao cenário político, lhe oferecendo a vaga de vice de Pisca, que, em princípio, foi recusada. Depois de vários dias de impasse, a fumaça branca finalmente apareceu no MDB turvense. “Aquele era um momento, e este agora é outro. O que restou provado é que estamos unidos e vamos ganhar a eleição novamente”, comenta Tiago Zilli.


Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Quatorze majoritárias de nossa região estão disputando o comando de seus municípios com chapa pura. Em Araranguá há os casos de Ricardo Ghellere e Claudete Bianchin, pelo PRTB, de Igor Batista Gomes e Eloir Ribeiro, pelo PL, e de Felipe Damásio e Cauê Cardoso, pelo Psol. Em Balneário Arroio do Silva temos Evandro Scaini e Carlos Scarsanella, pelo PSL, e Daniel Mota e Ranieri Cardoso pelo Solidariedade. Em Balneário Gaivota, Marcelo Fontoura e Fernanda Campos, pelo PRTB, Ronaldo Coelho Pereira e Anderson Nascimento, pelo PSC, e Emerson Lazzaron e Alessandra Melo, pelo Avante, também estão disputando majoritária com chapa pura por seus respectivos partidos.

Em Meleiro, prefeito Eder Mattos também vai tentar a reeleição com chapa pura pelo PL, tendo como seu candidato a vice Pedro Luiz, o popular Cotoco. O também prefeito Jonas Souza, de Passo de Torres, que é filiado ao MDB, vai tentar a reeleição com chapa pura, tendo como companheiro de majoritária o atual vice-prefeito Áureo André Henrique. Este é o único caso da região em que o prefeito e o vice, ambos filiados ao mesmo partido, vão tentar um segundo mandato. Em Passo de Torres, Antônio Silveira, o Tonhão, e Michael Silveira, o Bola, postulam o executivo municipal, ambos filiados ao PL.

Em Praia Grande, o MDB vai de chapa pura com Adelírio Monteiro e Irineu Citadin. Já em Santa Rosa do Sul, Nelmo Emerim e Alex Bristot, ambos do Progressistas, e Dorinha Oliveira e Nadir Matos da Silva, ambos do PSD, também disputam o executivo. Chapa pura majoritária ainda em São João do Sul, com Paulo Sérgio Claudino e Eliezer Inácio Pereira disputando pelo Republicanos.

Sombrio conta com duas chapas puras. Gislaine Cunha e Jeriel Isoppo disputam pelo MDB e Clodoaldo Patrício e Ricardo Santana disputam pelo PRTB. Por fim, em Turvo, há duas chapas puras. Uma composta por Pisca Dagostin e Heriberto Schmidt, pelo MDB, e outra por Sandro Cirimbelli e Osvaldo Fávaro, pelo Progressistas.

Outras 27 chapas majoritárias disputam as 15 prefeituras de nossa região, mas todas possuem o candidato a prefeito de um partido, e o candidato a vice de outro partido.

 Candidato cria mascote baseado no Zé Gotinha  

 Candidato a prefeito de Balneário Gaivota, Ronaldo Coelho Pereira (PSC), que é conhecido popularmente como Zé Gota, criou um mascote bastante interessante para sua campanha. Trata-se de um boneco, que lembra muito o personagem Zé Gotinha, das campanhas de vacinação realizadas pelo Ministério da Saúde. Em parte de seu material de campanha eleitoral, Ronaldo tem utilizado a figura do Zé Gotinha, só que estilizada, o que acabou ficando bastante simpático. De acordo com o candidato, sua campanha tem ganhado corpo nos últimos dias. “A adesão é bastante forte. O clima de mudança é muito grande em Gaivota. Quero brigar pela liderança”, ressalta ele.

 Eventos do final de semana foram quase todos cancelados  

Eventos de campanha eleitoral, que estavam marcados em diversos municípios da região para o final de semana, tiveram que ser cancelados um a um, por conta do mau tempo. Carreatas, adesivaços e bandeiraços simplesmente foram suspensos, na maioria absoluta dos casos. A semana que se inicia hoje também não será nenhum pouco favorável para campanha eleitoral de rua. Com exceção de amanhã, quando o sol deve aparecer para dar uma aliviada, todos os demais dias deverão ser instáveis. Situação extremamente desagradável para candidatos que precisam defender gestões municipais a que estão vinculados. Se a Secretaria de Obras, ao longo dos últimos anos, não deu conta do recado, no que diz respeito às estradas, ruas e avenidas, vai ter muito candidato de situação escutando bobagem na hora do corpo a corpo com o eleitor, que está cada vez menos bobo, e de saco cheio de pisar em poça d’água e andar em buraco.

Cassação de Carlos Moisés: só não entendeu quem não percebeu  

Muita gente ainda não entendeu o porquê que a Assembleia Legislativa quer cassar o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) por conta de um aumento de R$ 5 mil reais, dado de forma indevida para procuradores, e não por conta de uma má fadada compra de R$ 33 milhões em respiradores, para combate a Covid-19. É que o aumento foi um ato de governo, e, por conta disto, a vice-governadora, Daniela Reinehr (S/P) também perderia o mandato. A compra dos respiradores é um ato de gestão governamental, que atinge só o gestor, no caso, o governador Carlos Moisés de forma isolada. Se tirar ele, e ela ficar, os deputados não tem como tomar o poder.

Clima voltou a ser de união no MDB de Turvo, diz Tiago Zilli  

Prefeito de Turvo, Tiago Zilli (MDB), está fazendo questão de afirmar que não restaram arestas a ser aparadas dentro de seu partido, desde que o ex-prefeito Heriberto Schmidt (MDB) aceitou ser candidato a vice do atual vice-prefeito, Pisca Dagostin (MDB). Durante várias semanas Pisca e Heriberto travaram ferrenho embate, objetivando, cada qual, ter o aval do MDB para disputar a eleição como candidato a prefeito. Heriberto acabou desistindo de levar o projeto adiante, mas se reclusou. A partir de então o MDB fez um esforço gigantesco para trazê-lo de volta ao cenário político, lhe oferecendo a vaga de vice de Pisca, que, em princípio, foi recusada. Depois de vários dias de impasse, a fumaça branca finalmente apareceu no MDB turvense. “Aquele era um momento, e este agora é outro. O que restou provado é que estamos unidos e vamos ganhar a eleição novamente”, comenta Tiago Zilli.

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Compartilhe

Voltar ao blog