Primeiro transplante renal em Criciúma é realizado no Hospital São José

Procedimento cirúrgico ocorreu neste domingo (29) e contemplou uma mulher de 19 anos

Habilitado pelo Ministério da Saúde há 11 meses, o Hospital São José (HSJ) realizou neste domingo (29) o primeiro transplante renal em Criciúma. O procedimento cirúrgico contemplou uma mulher de 19 anos, que recebeu um rim captado em Chapecó e destinado pela Central Estadual de Transplantes de Santa Catarina (SC Transplantes), com sede em Florianópolis.


O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, e o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande, comemoraram o sucesso da cirurgia e visitaram a entidade hospitalar na manhã desta segunda-feira (30). “Batalhamos muito para credenciar o Hospital São José junto à União para o início de transplantes de rins em Criciúma. Essa foi uma das melhores notícias de 2019 para o governo municipal, pois é uma conquista para a cidade e para todo o Sul de Santa Catarina, que agora tem um hospital que oferece esse tipo de procedimento cirúrgico que era feito somente em outras regiões catarinenses. É Criciúma se tornando o principal polo de saúde de Santa Catarina. Os pacientes renais crônicos da nossa região não precisam mais pegar a estrada e atravessar o Estado para receber um transplante de rim”, conta Salvaro.


O Ministério da Saúde credenciou o HSJ como entidade autorizada a realizar transplantes de rins com a publicação da portaria n° 78, de 22 de janeiro de 2019, no Diário Oficial da União (DOU) do dia 25 de janeiro de 2019. “Tirar uma pessoa de sessões de hemodiálise e levá-la a uma cirurgia, a um transplante renal, representa mais qualidade de vida. Essa é a humanização que nós queremos e trabalhamos para implantar em Criciúma, melhorando a saúde pública e oferecendo serviços de qualidade às pessoas”, afirma Casagrande. Em Santa Catarina, conforme dados da SC Transplantes, o transplante renal lidera a fila de espera. No último mês, 386 pessoas aguardavam pela cirurgia.


Na visita ao hospital, os representantes do Governo de Criciúma foram recebidos pela diretora-geral do HSJ, Irmã Isolene Lofi, pelo diretor técnico do HSJ, Dr. Raphael Elias Farias, e pela médica nefrologista e responsável técnica pelo serviço de transplantes no HSJ, Dra. Cassiana Mazon Fraga. “Agora que o transplante renal virou realidade no município e vai beneficiar muitas pessoas do Sul do Estado, vamos estudar a possibilidade de garantir transplantes de fígado em Criciúma para contemplar mais pacientes e melhorar a qualidade de vida dos criciumenses”, comenta Salvaro.


Quer receber notícias pelo Whatsapp? Clique aqui

Habilitado pelo Ministério da Saúde há 11 meses, o Hospital São José (HSJ) realizou neste domingo (29) o primeiro transplante renal em Criciúma. O procedimento cirúrgico contemplou uma mulher de 19 anos, que recebeu um rim captado em Chapecó e destinado pela Central Estadual de Transplantes de Santa Catarina (SC Transplantes), com sede em Florianópolis.

O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, e o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande, comemoraram o sucesso da cirurgia e visitaram a entidade hospitalar na manhã desta segunda-feira (30). “Batalhamos muito para credenciar o Hospital São José junto à União para o início de transplantes de rins em Criciúma. Essa foi uma das melhores notícias de 2019 para o governo municipal, pois é uma conquista para a cidade e para todo o Sul de Santa Catarina, que agora tem um hospital que oferece esse tipo de procedimento cirúrgico que era feito somente em outras regiões catarinenses. É Criciúma se tornando o principal polo de saúde de Santa Catarina. Os pacientes renais crônicos da nossa região não precisam mais pegar a estrada e atravessar o Estado para receber um transplante de rim”, conta Salvaro.

O Ministério da Saúde credenciou o HSJ como entidade autorizada a realizar transplantes de rins com a publicação da portaria n° 78, de 22 de janeiro de 2019, no Diário Oficial da União (DOU) do dia 25 de janeiro de 2019. “Tirar uma pessoa de sessões de hemodiálise e levá-la a uma cirurgia, a um transplante renal, representa mais qualidade de vida. Essa é a humanização que nós queremos e trabalhamos para implantar em Criciúma, melhorando a saúde pública e oferecendo serviços de qualidade às pessoas”, afirma Casagrande. Em Santa Catarina, conforme dados da SC Transplantes, o transplante renal lidera a fila de espera. No último mês, 386 pessoas aguardavam pela cirurgia.

Na visita ao hospital, os representantes do Governo de Criciúma foram recebidos pela diretora-geral do HSJ, Irmã Isolene Lofi, pelo diretor técnico do HSJ, Dr. Raphael Elias Farias, e pela médica nefrologista e responsável técnica pelo serviço de transplantes no HSJ, Dra. Cassiana Mazon Fraga. “Agora que o transplante renal virou realidade no município e vai beneficiar muitas pessoas do Sul do Estado, vamos estudar a possibilidade de garantir transplantes de fígado em Criciúma para contemplar mais pacientes e melhorar a qualidade de vida dos criciumenses”, comenta Salvaro.

Quer receber notícias pelo Whatsapp? Clique aqui

Compartilhe

Voltar às notícias