Primeiro a ser vacinado em Araranguá é médico do Samu

Vacinações iniciaram no Bom Pastor na manhã desta quarta, 20. Funcionários do HRA também receberam suas doses

O primeiro a receber a vacina contra o Covid-19 em Araranguá foi o médico Henrique Braz, que atua no Samu. Natural de Criciúma, o profissional e sua equipe que atua no município também receberam as doses.

A vacinação aconteceu às 8 hs no Bom Pastor, e contou com a presença do prefeito, César Cesa, secretário de Saúde, Henrique Besser e funcionários da pasta.

Para o médico foi um momento de muita emoção e alívio. “Estou feliz e tranquilizado para atuar com mais segurança”, disse.

O município recebeu 548 doses da vacina. Foram registrados 93 óbitos por conta da doença até o momento.

 

Vacinação simultânea no HRA

No mesmo horário os funcionários do HRA começaram a receber suas doses. A técnica de enfermagem, Helene Samara de Jesus  foi a primeira da equipe a ser imunizada. “a vacina chegou na hora certa, trouxe ânimo e motivação para vencermos essa guerra e continuar salvando vidas”, comentou.

O hospital aplicará 250 vacinas em seus funcionários de acordo com a distribuição das doses por município. A unidade tem 520 funcionários.

O primeiro a receber a vacina contra o Covid-19 em Araranguá foi o médico Henrique Braz, que atua no Samu. Natural de Criciúma, o profissional e sua equipe que atua no município também receberam as doses.

A vacinação aconteceu às 8 hs no Bom Pastor, e contou com a presença do prefeito, César Cesa, secretário de Saúde, Henrique Besser e funcionários da pasta.

Para o médico foi um momento de muita emoção e alívio. “Estou feliz e tranquilizado para atuar com mais segurança”, disse.

O município recebeu 548 doses da vacina. Foram registrados 93 óbitos por conta da doença até o momento.

 

Vacinação simultânea no HRA

No mesmo horário os funcionários do HRA começaram a receber suas doses. A técnica de enfermagem, Helene Samara de Jesus  foi a primeira da equipe a ser imunizada. “a vacina chegou na hora certa, trouxe ânimo e motivação para vencermos essa guerra e continuar salvando vidas”, comentou.

O hospital aplicará 250 vacinas em seus funcionários de acordo com a distribuição das doses por município. A unidade tem 520 funcionários.

Compartilhe

Voltar às notícias