Primeiras multas por não usar máscaras são aplicadas em Sombrio

Cerca de 10 pessoas foram pegas sem uso do equipamento no final de semana

Desde que o último decreto do governo do Estado foi divulgado na sexta, 19, as forças de apoio nos municípios trabalham para fiscalizar o cumprimento das regras. No final de semana uma força-tarefa que contou com a equipe da administração municipal de Sombrio com o apoio das polícias atuou para conter o comportamento de pessoas que ignoram o decreto, como é o caso do não uso de máscaras.

Segundo o fiscal de tributos, Bruno Scheffer Vargas, cerca de 200 estabelecimentos foram visitados e aproximadamente dez pessoas multadas por não usarem o acessório. A ação aconteceu nos últimos dois dias. “A estratégia é baseada em turnos, vamos em todos os estabelecimentos que tem a possibilidade maior de aglomerações, por exemplo mercados e shoppings. Também vamos nos estabelecimentos que deveriam fechar mais cedo do que normalmente fechariam, e vamos em todos, por exemplo, bares. E passamos em todas as ruas observando os comércios e a utilização de máscara e quantidade de pessoa dentro dos estabelecimentos. Nos primeiros dias fizemos um trabalho de conscientização, avisando e explicando as regras e regimentos, e apenas depois de avisar bastante, passamos a notificar e multar”, detalhou sobre a dinâmica usada pela equipe.

Nas redes sociais, algumas pessoas que foram multadas dividiram suas experiências. Em um grupo de whatsApp, circulou recentemente o áudio de um consumidor que foi pego sem máscara ao sair do provador de uma loja.  “Abra o olho. Levei uma multa porque fui pego saindo do provados. Não ande sem máscara, porque não importa se é dono ou cliente, vai ser pego igual. E estão certos é a lei. Tem que respeitar!” disse o homem que também divulgou a notificação de multa.

Confira o áudio: 

[audio ogg="https://portalw3.com.br/wp-content/uploads/2021/03/WhatsApp-Audio-2021-03-19-at-20.41.04.ogg"][/audio]

O decreto estadual prevê multa de R$500 para quem for pego sem máscara e R$100 em caso de reincidência (pego mais e uma vez sem utilizar o acessório)

 

Desde que o último decreto do governo do Estado foi divulgado na sexta, 19, as forças de apoio nos municípios trabalham para fiscalizar o cumprimento das regras. No final de semana uma força-tarefa que contou com a equipe da administração municipal de Sombrio com o apoio das polícias atuou para conter o comportamento de pessoas que ignoram o decreto, como é o caso do não uso de máscaras.

Segundo o fiscal de tributos, Bruno Scheffer Vargas, cerca de 200 estabelecimentos foram visitados e aproximadamente dez pessoas multadas por não usarem o acessório. A ação aconteceu nos últimos dois dias. “A estratégia é baseada em turnos, vamos em todos os estabelecimentos que tem a possibilidade maior de aglomerações, por exemplo mercados e shoppings. Também vamos nos estabelecimentos que deveriam fechar mais cedo do que normalmente fechariam, e vamos em todos, por exemplo, bares. E passamos em todas as ruas observando os comércios e a utilização de máscara e quantidade de pessoa dentro dos estabelecimentos. Nos primeiros dias fizemos um trabalho de conscientização, avisando e explicando as regras e regimentos, e apenas depois de avisar bastante, passamos a notificar e multar”, detalhou sobre a dinâmica usada pela equipe.

Nas redes sociais, algumas pessoas que foram multadas dividiram suas experiências. Em um grupo de whatsApp, circulou recentemente o áudio de um consumidor que foi pego sem máscara ao sair do provador de uma loja.  “Abra o olho. Levei uma multa porque fui pego saindo do provados. Não ande sem máscara, porque não importa se é dono ou cliente, vai ser pego igual. E estão certos é a lei. Tem que respeitar!” disse o homem que também divulgou a notificação de multa.

Confira o áudio: 

O decreto estadual prevê multa de R$500 para quem for pego sem máscara e R$100 em caso de reincidência (pego mais e uma vez sem utilizar o acessório)

 

Compartilhe

Voltar às notícias