Prefeitos da região elaboram decreto para evitar maior crescimento do Covid-19

Esta medida visa evitar uma sobrecarga no sistema de saúde

Os prefeitos da AMESC (Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense) estiveram reunidos na sede da associação nesta terça-feira (11) juntamente com a CIR (Comissão Intergestores Regional Saúde) para tratar do aumento dos casos de Covid nos municípios da região.

O presidente, prefeito de São João do Sul, Moacir Francisco Teixeira, observa que diante da situação será feito um modelo de decreto para a região, e neste decreto será solicitado que haja maior fiscalização nos eventos e também no uso de máscara em ambientes públicos. Esta medida visa evitar uma sobrecarga no sistema de saúde, já que hoje, o número de casos de Covid ativos na região é o maior desde novembro de 2020, e algo precisa ser feito antes que medidas mais restritivas sejam aplicadas.

“As equipes da saúde estão com sobrecarga e há também a dificuldade pelo grande de número de pessoas em isolamento, apesar da vacina ter proporcionado sintomas mais leves. Precisamos nos manter atentos", analisa o presidente Moacir.

Os prefeitos da AMESC (Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense) estiveram reunidos na sede da associação nesta terça-feira (11) juntamente com a CIR (Comissão Intergestores Regional Saúde) para tratar do aumento dos casos de Covid nos municípios da região.

O presidente, prefeito de São João do Sul, Moacir Francisco Teixeira, observa que diante da situação será feito um modelo de decreto para a região, e neste decreto será solicitado que haja maior fiscalização nos eventos e também no uso de máscara em ambientes públicos. Esta medida visa evitar uma sobrecarga no sistema de saúde, já que hoje, o número de casos de Covid ativos na região é o maior desde novembro de 2020, e algo precisa ser feito antes que medidas mais restritivas sejam aplicadas.

“As equipes da saúde estão com sobrecarga e há também a dificuldade pelo grande de número de pessoas em isolamento, apesar da vacina ter proporcionado sintomas mais leves. Precisamos nos manter atentos”, analisa o presidente Moacir.

Compartilhe

Voltar às notícias