Prazo de prisão temporária de acusado de furtos em Araranguá encerra esta semana

Polícia Civil está desenvolvendo relatório com todos os crimes previstos; Sujeito foi preso temporariamente na última sexta-feira, 1º de maio

Por Dyessica Abadi

Encerra no próximo domingo, 10 de maio, o prazo da prisão temporária do homem acusado de cometer diversos crimes de furto em Araranguá nas últimas semanas. O indivíduo foi contido por agentes da Polícia Militar no dia 1º deste mês e encaminhado ao Presídio Regional da cidade. No momento, a Polícia Civil de Araranguá está desenvolvendo um relatório com todos os crimes envolvendo o acusado e que deverá ser concluído até amanhã, 8, para que não ocorra a soltura do sujeito.

O pedido de prisão apresentado pelas Polícia Civil e Militar ao Poder Judiciário na última quinta-feira, 30 de abril, foi com relação às práticas reiteradas de furtos na cidade de Araranguá. Foram colhidos o depoimento de mais de 10 vítimas do acusado — e que permitiram aos agentes identificar o sujeito. Agora, a Polícia Civil de Araranguá está requisitando perícia de arrombamento para todos os casos, oitava de vítimas e testemunhas, avaliação dos objetos subtraídos e fazendo interrogatórios com o acusado. Além disso, estão sendo averiguados também os vídeos de todos os casos.

De acordo com o delegado da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Araranguá, Thiago Reis, terá que ser feito, por fim, o relatório de todo serviço, indiciamento do autor e dar prosseguimento a outro inquérito policial que apura outros possíveis casos. Esse último não poderá ser concluído até amanhã, 8, devido ao prazo da urgência do relatório dos casos já averiguados. "Estamos trabalhando para que este sujeito não seja solto. Amanhã vamos concluir e remeter o inquérito ao fórum", informou o delegado.

O judiciário segue cumprindo os prazos dos julgamentos, mas, apesar disso, ainda não há data para audiência do acusado em questão.

Por Dyessica Abadi

Encerra no próximo domingo, 10 de maio, o prazo da prisão temporária do homem acusado de cometer diversos crimes de furto em Araranguá nas últimas semanas. O indivíduo foi contido por agentes da Polícia Militar no dia 1º deste mês e encaminhado ao Presídio Regional da cidade. No momento, a Polícia Civil de Araranguá está desenvolvendo um relatório com todos os crimes envolvendo o acusado e que deverá ser concluído até amanhã, 8, para que não ocorra a soltura do sujeito.

O pedido de prisão apresentado pelas Polícia Civil e Militar ao Poder Judiciário na última quinta-feira, 30 de abril, foi com relação às práticas reiteradas de furtos na cidade de Araranguá. Foram colhidos o depoimento de mais de 10 vítimas do acusado — e que permitiram aos agentes identificar o sujeito. Agora, a Polícia Civil de Araranguá está requisitando perícia de arrombamento para todos os casos, oitava de vítimas e testemunhas, avaliação dos objetos subtraídos e fazendo interrogatórios com o acusado. Além disso, estão sendo averiguados também os vídeos de todos os casos.

De acordo com o delegado da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Araranguá, Thiago Reis, terá que ser feito, por fim, o relatório de todo serviço, indiciamento do autor e dar prosseguimento a outro inquérito policial que apura outros possíveis casos. Esse último não poderá ser concluído até amanhã, 8, devido ao prazo da urgência do relatório dos casos já averiguados. “Estamos trabalhando para que este sujeito não seja solto. Amanhã vamos concluir e remeter o inquérito ao fórum”, informou o delegado.

O judiciário segue cumprindo os prazos dos julgamentos, mas, apesar disso, ainda não há data para audiência do acusado em questão.

Compartilhe

Voltar às notícias