Polícia trabalha com duas teses para desvendar o homicídio da jovem, Maria Fernanda

Crime foi registrado na madrugada de quarta, 15, em Turvo. Filho de dois anos da vítima teria presenciado a morte da mãe

Foto: Arquivo pessoal/Facebook

A Polícia Civil de Turvo trabalha para encontrar o responsável pela morte da jovem, Maria Fernanda Anacleto, de 20 anos. A moradora da cidade foi encontrada morta com cinco tiros na madrugada de quarta, 15. Ela residia no loteamento Laerte. De acordo com os policiais o filho da vítima de apenas dois anos foi encontrado dormindo junto do corpo. A criança não foi lesionada.

Segundo o delegado, Thiago Reis, responsável pela equipe de investigações duas teses direcionam o caso: crime passional e envolvimento com tráfico de drogas.

Um suspeito ex-companheiro de Maria Fernanda está preso. “Foi ele quem encontrou o corpo e avisou os familiares. Encontramos na casa dele uma arma, mas não condiz com a do crime. De qualquer forma ele foi preso pela posse de arma de fogo e aguardamos mais informações para determinar quem foi o responsável”, contou.

A polícia colhe depoimentos de testemunhas, e também trabalha com a possibilidade de outro rapaz ter sido o autor do homicídio. Ele também teve envolvimento amoroso com a vítima. Os dois suspeitos são de Araranguá e tem apenas 18 anos de idade. “Os dois estiveram na cena do crime, os dois tem envolvimento com tráfico e também histórico de relacionamento com a vítima. Estamos confrontando as informações que também dão conta que a vítima vinha sendo ameaçada por traficantes. Então trabalhamos com a hipótese de acerto de contas e também a de feminicídio”, detalhou o delegado.

Caso se comprove a tese de feminicídio, Maria Fernanda é a segunda vítima deste tipo de crime só nesta semana na região Sul Catarinense. A primeira foi a sargento da PM, Regiane Miranda, de 37 anos, morta em Forquilhinha pelo ex-marido, na segunda, 13. O autor da morte da sargento era ex-militar e se matou logo depois de assassinar a mãe de seus dois filhos, que coincidentemente também estavam na casa.

[caption id="attachment_63624" align="alignnone" width="237"] Sargento Rejane morta na segunda, 13, em Forquilhinha[/caption]
Foto: Arquivo pessoal/Facebook

A Polícia Civil de Turvo trabalha para encontrar o responsável pela morte da jovem, Maria Fernanda Anacleto, de 20 anos. A moradora da cidade foi encontrada morta com cinco tiros na madrugada de quarta, 15. Ela residia no loteamento Laerte. De acordo com os policiais o filho da vítima de apenas dois anos foi encontrado dormindo junto do corpo. A criança não foi lesionada.

Segundo o delegado, Thiago Reis, responsável pela equipe de investigações duas teses direcionam o caso: crime passional e envolvimento com tráfico de drogas.

Um suspeito ex-companheiro de Maria Fernanda está preso. “Foi ele quem encontrou o corpo e avisou os familiares. Encontramos na casa dele uma arma, mas não condiz com a do crime. De qualquer forma ele foi preso pela posse de arma de fogo e aguardamos mais informações para determinar quem foi o responsável”, contou.

A polícia colhe depoimentos de testemunhas, e também trabalha com a possibilidade de outro rapaz ter sido o autor do homicídio. Ele também teve envolvimento amoroso com a vítima. Os dois suspeitos são de Araranguá e tem apenas 18 anos de idade. “Os dois estiveram na cena do crime, os dois tem envolvimento com tráfico e também histórico de relacionamento com a vítima. Estamos confrontando as informações que também dão conta que a vítima vinha sendo ameaçada por traficantes. Então trabalhamos com a hipótese de acerto de contas e também a de feminicídio”, detalhou o delegado.

Caso se comprove a tese de feminicídio, Maria Fernanda é a segunda vítima deste tipo de crime só nesta semana na região Sul Catarinense. A primeira foi a sargento da PM, Regiane Miranda, de 37 anos, morta em Forquilhinha pelo ex-marido, na segunda, 13. O autor da morte da sargento era ex-militar e se matou logo depois de assassinar a mãe de seus dois filhos, que coincidentemente também estavam na casa.

Sargento Rejane morta na segunda, 13, em Forquilhinha

Compartilhe

Voltar às notícias