PM nega morte de policial alvejado durante roubo a banco em Criciúma

Após a notícia da suposta morte do policial militar, Jeferson Luiz Esmeraldino, circular pelas redes sociais e ser divulgada pela imprensa, o comando da 6ª Região de Polícia Militar negou a morte do soldado e diz se tratar de uma notícia falsa.

Na tarde de hoje, 1, a Assembleia Legislativa de Santa Catarina chegou a prestar homenagem ao policial militar e fez um minuto de silêncio durante a sessão ordinária.

A informação até o momento é que o soldado passou por três cirurgias durante esta segunda-feira e está internado em estado grave em Criciúma. Não há mais informações sobre o seu estado de saúde.

Policial foi alvejado durante confronto 

O soldado Esmeraldino, de 32 anos, foi baleado no abdômen após duas guarnições, uma de Rádio Patrulha e outra o Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT), cruzarem com um dos veículos dos criminosos e entrarem em confronto. O tiroteio ocorreu nos arredores do Criciúma Shopping.

 

Após a notícia da suposta morte do policial militar, Jeferson Luiz Esmeraldino, circular pelas redes sociais e ser divulgada pela imprensa, o comando da 6ª Região de Polícia Militar negou a morte do soldado e diz se tratar de uma notícia falsa.

Na tarde de hoje, 1, a Assembleia Legislativa de Santa Catarina chegou a prestar homenagem ao policial militar e fez um minuto de silêncio durante a sessão ordinária.

A informação até o momento é que o soldado passou por três cirurgias durante esta segunda-feira e está internado em estado grave em Criciúma. Não há mais informações sobre o seu estado de saúde.

Policial foi alvejado durante confronto 

O soldado Esmeraldino, de 32 anos, foi baleado no abdômen após duas guarnições, uma de Rádio Patrulha e outra o Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT), cruzarem com um dos veículos dos criminosos e entrarem em confronto. O tiroteio ocorreu nos arredores do Criciúma Shopping.

 

Compartilhe

Voltar às notícias