SELECT SQL_CALC_FOUND_ROWS dft_posts.ID FROM dft_posts INNER JOIN dft_postmeta ON ( dft_posts.ID = dft_postmeta.post_id ) WHERE 1=1 AND ( dft_posts.post_date > '2020-06-11 00:54:06' ) AND dft_posts.ID NOT IN (59154) AND ( dft_postmeta.meta_key = 'post_views_count' ) AND dft_posts.post_type = 'post' AND ((dft_posts.post_status = 'publish')) GROUP BY dft_posts.ID ORDER BY dft_postmeta.meta_value+0 DESC LIMIT 0, 3

Plantão Coronavírus: visitas no Presídio Regional de Araranguá estão suspensas

Decisão se estende até o dia 31 e também suspende o trabalho externo e aulas na unidade

Uma portaria assinada pela juíza da 2ª Vara Criminal da Comarca de Araranguá, Thania Mara Luz, publicada na segunda, 16, suspende a visitação aos 360 reeducandos do Presídio Regional de Araranguá - PRA. A justificativa é que a medida evitará a proliferação do Coronavírus na unidade, caso a doença se propague na região.

O documento ainda estabelece que as audiências para tratar da situação dos presos que estão prestes a conquistar o livramento condicional ou serem liberados da condenação em cárcere para o regime aberto, sejam realizadas no próprio presídio até o final do mês. As visitas intimas já tinham sido proibidas desde a semana passada sob a mesma justificativa.

Em média 200 pessoas passam nos finais de semana pela unidade para a visitação dos presos.

Em conversa com o gerente do PRA na manhã desta terça, 17, João Batista Boteon, outras ações também serão realizadas para contornar a proliferação do vírus nas dependências da unidade. Ele disse à reportagem do Portal W3 que além da suspensão das visitas, as aulas que são ministradas aos detentos e o trabalho externo não estão autorizados até segunda ordem. As visitas de religiosos para celebrações, projetos e oficinas com os presos também recebem a mesma orientação. “Os detentos entenderam a determinação. São medidas para a segurança e saúde de todos”, disse. O PRA continua em regime de interdição decretada pelo Poder Judiciário devido a superlotação. O Governo do Estado é o responsável pela administração dos presídios e penitenciárias em Santa Catarina.

Fórum também limita atendimento

O Fórum da Comarca de Araranguá onde tramitam processos dos municípios de Araranguá, Balneário Arroio do Silva e Maracajá também limitará o atendimento ao público como orientam os órgãos de saúde. De acordo com o chefe da secretaria do Forro, Rimenez Tuon, a determinação é que as pessoas se utilizem de liigações telefônicas para  tirar dúvidas e saber informações sobre processos. “O atedimento externo está parcialmente suspenso, somente situações urgentes serão atendidas presencialmente. Algumas audiências também serão remarcadas”, informou.

Uma lista de telefones é divulgada para a população:

Telefone Geral: 3403-6010

1ª Vara Cível: 3403-5045

2ª Vara Cível: 3403-5024

3ª Vara Cível: 3403-5020

1ª Vara Criminal: 3403-5014

2ª Vara Criminal: 3403-5004

Distribuição/Contadoria: 3403-0001/0003

Serviço Social: 3403-5032

Secretaria do Foro: 3403-5006

Oficialato de Justiça: 3403-5002


Quer receber notícias pelo Whatsapp? Clique aqui

Uma portaria assinada pela juíza da 2ª Vara Criminal da Comarca de Araranguá, Thania Mara Luz, publicada na segunda, 16, suspende a visitação aos 360 reeducandos do Presídio Regional de Araranguá – PRA. A justificativa é que a medida evitará a proliferação do Coronavírus na unidade, caso a doença se propague na região.

O documento ainda estabelece que as audiências para tratar da situação dos presos que estão prestes a conquistar o livramento condicional ou serem liberados da condenação em cárcere para o regime aberto, sejam realizadas no próprio presídio até o final do mês. As visitas intimas já tinham sido proibidas desde a semana passada sob a mesma justificativa.

Em média 200 pessoas passam nos finais de semana pela unidade para a visitação dos presos.

Em conversa com o gerente do PRA na manhã desta terça, 17, João Batista Boteon, outras ações também serão realizadas para contornar a proliferação do vírus nas dependências da unidade. Ele disse à reportagem do Portal W3 que além da suspensão das visitas, as aulas que são ministradas aos detentos e o trabalho externo não estão autorizados até segunda ordem. As visitas de religiosos para celebrações, projetos e oficinas com os presos também recebem a mesma orientação. “Os detentos entenderam a determinação. São medidas para a segurança e saúde de todos”, disse. O PRA continua em regime de interdição decretada pelo Poder Judiciário devido a superlotação. O Governo do Estado é o responsável pela administração dos presídios e penitenciárias em Santa Catarina.

Fórum também limita atendimento

O Fórum da Comarca de Araranguá onde tramitam processos dos municípios de Araranguá, Balneário Arroio do Silva e Maracajá também limitará o atendimento ao público como orientam os órgãos de saúde. De acordo com o chefe da secretaria do Forro, Rimenez Tuon, a determinação é que as pessoas se utilizem de liigações telefônicas para  tirar dúvidas e saber informações sobre processos. “O atedimento externo está parcialmente suspenso, somente situações urgentes serão atendidas presencialmente. Algumas audiências também serão remarcadas”, informou.

Uma lista de telefones é divulgada para a população:

Telefone Geral: 3403-6010

1ª Vara Cível: 3403-5045

2ª Vara Cível: 3403-5024

3ª Vara Cível: 3403-5020

1ª Vara Criminal: 3403-5014

2ª Vara Criminal: 3403-5004

Distribuição/Contadoria: 3403-0001/0003

Serviço Social: 3403-5032

Secretaria do Foro: 3403-5006

Oficialato de Justiça: 3403-5002

Quer receber notícias pelo Whatsapp? Clique aqui

Compartilhe

Voltar às notícias

Mais lidas

Leia também

Recomendadas para você

whatsapp-icon Mande sua notícia aqui