Plantão Coronavírus: Decreto do Governo do Estado deve ser levado a sério

Suspensão de atividades do comércio, academias, restaurantes e eventos de entretenimento começam a valer a partir de hoje

*Foto: Julio Cavalheiro (SECOM)

A cada dia, horas, mais informações são divulgadas a respeito do Coronavírus e registrados novos pacientes contaminados em Santa Catarina. A alternativa do Governo do Estado - e seguida pelos municípios, inclusive os da Amesc que ressolveram em reunião na data de ontem,  17, adotar o modelo adotado pelo governador, Carlos Moisés – será rigorosa.

O decreto que entra em vigor na data de hoje, 18, suspende várias atividades. Com foco na saúde da população evitar aglomerações de pessoas em determinados ambientes, o documento permite que apenas farmácias, supermercados, unidades de saúde, postos de combustíveis, distribuidoras de água e gás, e empresas de segurança e funerárias permaneçam em funcionamento.

Também determina o decreto que o transporte público, as agências bancárias, academias, shoppings e comércio suspendam as atividades por sete dias. Já as missas, cultos religiosos, eventos públicos e privados, baladas, onde reúnam um grupo maior de pessoas, a proibição de serem realizados por 30 dias. “Acompanhando o desenvolvimento do contágio no mundo todo, podemos perceber que de forma muito rápida através do contágio comunitário, a doença dissemina muito rápida. A detecção dos casos no Sul do Estado fez com que estas medidas fossem tomadas e um decreto mais rigoroso criado com a decretação da situação de emergência em todo o território de Santa Catarina”, disse o governador em coletiva de imprensa.

Também nesta manhã, a secretaria de Saúde, realizou uma coletiva e a palavra de ordem transmitida pelo secertário da pasta, Helton Zeferino, é que as pessoas não saiam de casa. “É preciso entender o momento e as pessoas não sairem de casa. Estas medidas também foram adotadas pelos países que tiveram o melhor enfrentamento da doença”, garantiu.

Confira o decreto na íntegra:

https://www.sc.gov.br/images/Secom_Noticias/Documentos/VERS%C3%83O_ASSINADA.pdf


Quer receber notícias pelo Whatsapp? Clique aqui

*Foto: Julio Cavalheiro (SECOM)

A cada dia, horas, mais informações são divulgadas a respeito do Coronavírus e registrados novos pacientes contaminados em Santa Catarina. A alternativa do Governo do Estado – e seguida pelos municípios, inclusive os da Amesc que ressolveram em reunião na data de ontem,  17, adotar o modelo adotado pelo governador, Carlos Moisés – será rigorosa.

O decreto que entra em vigor na data de hoje, 18, suspende várias atividades. Com foco na saúde da população evitar aglomerações de pessoas em determinados ambientes, o documento permite que apenas farmácias, supermercados, unidades de saúde, postos de combustíveis, distribuidoras de água e gás, e empresas de segurança e funerárias permaneçam em funcionamento.

Também determina o decreto que o transporte público, as agências bancárias, academias, shoppings e comércio suspendam as atividades por sete dias. Já as missas, cultos religiosos, eventos públicos e privados, baladas, onde reúnam um grupo maior de pessoas, a proibição de serem realizados por 30 dias. “Acompanhando o desenvolvimento do contágio no mundo todo, podemos perceber que de forma muito rápida através do contágio comunitário, a doença dissemina muito rápida. A detecção dos casos no Sul do Estado fez com que estas medidas fossem tomadas e um decreto mais rigoroso criado com a decretação da situação de emergência em todo o território de Santa Catarina”, disse o governador em coletiva de imprensa.

Também nesta manhã, a secretaria de Saúde, realizou uma coletiva e a palavra de ordem transmitida pelo secertário da pasta, Helton Zeferino, é que as pessoas não saiam de casa. “É preciso entender o momento e as pessoas não sairem de casa. Estas medidas também foram adotadas pelos países que tiveram o melhor enfrentamento da doença”, garantiu.

Confira o decreto na íntegra:

https://www.sc.gov.br/images/Secom_Noticias/Documentos/VERS%C3%83O_ASSINADA.pdf

Quer receber notícias pelo Whatsapp? Clique aqui

Compartilhe

Voltar às notícias

Mais lidas

Leia também

Recomendadas para você

whatsapp-icon Mande sua notícia aqui