O Imposto de Renda e os seus investimentos

Especialista do Sicredi esclarece como o IR é cobrado sobre as principais modalidades

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2021, que se encerrava em 30 de abril, foi adiado pela Receita Federal há algumas semanas para 31 de maio. A possibilidade de uma nova prorrogação segue sendo discutida pelo legislativo.


Atento a esse momento de acerto de contas com o leão, o assessor de investimentos da Sicredi Sul SC, Valdiclei Ribeiro Luiz, preparou orientações sobre como o Imposto impacta sobre as principais modalidades. Esse é o tema do novo vídeo da série “Gente que pergunta, investe”, disponível no canal da Sicredi Sul SC no Youtube.


 Renda Fixa ou Sicredinvest: “o imposto de renda é sempre cobrado sobre os juros que essa aplicação gera, e não sobre o valor investido inicialmente”, explica Valdiclei. De acordo com o profissional, a cobrança desses juros ocorre seguindo uma tabela regressiva. “Analisando-a, fica claro que, quanto mais tempo você deixar os seus recursos investidos, menor será o imposto”, finaliza o assessor. Nesta modalidade, o valor correspondente ao IR já vem descontado no momento do resgate.


 LCA e Poupança: Esses dois investimentos, de acordo com o profissional, são isentos do imposto. “Por causa disso, essas opções são mais interessantes para pessoas físicas”, completa Valdiclei.


 Fundos de investimentos: “o tratamento tributário é o mesmo, tanto para pessoa física quanto para a jurídica, e segue a estratégia de cada fundo”, explica ele. Ainda segundo Valdiclei, o pagamento do imposto, neste caso, também é feito na fonte pelo próprio administrador do fundo.


Para o assessor, ainda que em uma carteira estejam presentes investimentos com cobrança realizada na fonte, ou investimentos isentos de imposto de renda, é fundamental não esquecer de declará-los. “Na declaração você vai apenas informar essas movimentações usando o seu informe de rendimentos”, orienta Valdiclei.


“E ainda que existam aplicações isentas e outras não, é importante não deixar esse fator interferir na análise de investimentos. Aqui reside a importância de procurar uma consultoria financeira adequada”, finaliza o especialista.


Fonte: Sicredi Sul SC

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2021, que se encerrava em 30 de abril, foi adiado pela Receita Federal há algumas semanas para 31 de maio. A possibilidade de uma nova prorrogação segue sendo discutida pelo legislativo.

Atento a esse momento de acerto de contas com o leão, o assessor de investimentos da Sicredi Sul SC, Valdiclei Ribeiro Luiz, preparou orientações sobre como o Imposto impacta sobre as principais modalidades. Esse é o tema do novo vídeo da série “Gente que pergunta, investe”, disponível no canal da Sicredi Sul SC no Youtube.

 Renda Fixa ou Sicredinvest: “o imposto de renda é sempre cobrado sobre os juros que essa aplicação gera, e não sobre o valor investido inicialmente”, explica Valdiclei. De acordo com o profissional, a cobrança desses juros ocorre seguindo uma tabela regressiva. “Analisando-a, fica claro que, quanto mais tempo você deixar os seus recursos investidos, menor será o imposto”, finaliza o assessor. Nesta modalidade, o valor correspondente ao IR já vem descontado no momento do resgate.

 LCA e Poupança: Esses dois investimentos, de acordo com o profissional, são isentos do imposto. “Por causa disso, essas opções são mais interessantes para pessoas físicas”, completa Valdiclei.

 Fundos de investimentos: “o tratamento tributário é o mesmo, tanto para pessoa física quanto para a jurídica, e segue a estratégia de cada fundo”, explica ele. Ainda segundo Valdiclei, o pagamento do imposto, neste caso, também é feito na fonte pelo próprio administrador do fundo.

Para o assessor, ainda que em uma carteira estejam presentes investimentos com cobrança realizada na fonte, ou investimentos isentos de imposto de renda, é fundamental não esquecer de declará-los. “Na declaração você vai apenas informar essas movimentações usando o seu informe de rendimentos”, orienta Valdiclei.

“E ainda que existam aplicações isentas e outras não, é importante não deixar esse fator interferir na análise de investimentos. Aqui reside a importância de procurar uma consultoria financeira adequada”, finaliza o especialista.

Fonte: Sicredi Sul SC

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Compartilhe

Voltar às notícias