Novo ponto turístico de Araranguá: Árvore do Manhoso

Nossa reportagem averiguou se o governo municipal estuda um projeto para o local

Nas redes sociais a mais famosa araranguaense não é uma pessoa, mas sim uma árvore esculpida pela natureza com detalhes únicos. Ela está localizada na estrada marginal do Rio Araranguá na comunidade de Manhoso (logo depois da Volta Curta), e muitas pessoas tem registrado em fotos o local que encanta pela beleza e pela proximidade de um dos maiores cartões postais da cidade, o seu rio.

A famosa árvore também serviu de cenário para a comemoração do aniversário da pequena, Isadora, que completou seus 11 anos na segunda, 18. Ela, a mãe e os avós que estão isolados na quarentena, foram conhecer o local e fazer algumas fotos para marcar a comemoração da data. “Estamos respeitando o isolamento e nos mantendo em casa, mas como foi o aniversário da minha filha, decidimos ir conhecer a árvore que todo mundo está falando. Aproveitamos para arejar um pouco já que em dia de semana não teriam outras pessoas por lá para risco de contaminação. Realmente é maravilhosa”, contou a mãe da menina, Fabiana Magagnim.



E a escolha da família Magagnin foi realmente acertada. É que apesar de todos os apelos para os cuidados com a proliferação do novo vírus, foi comum presenciar muita movimentação de pessoas no local nos últimos finais de semana.

De acordo com o diretor de Turismo do município, Giovane Rosa, o Gica, diante de tanta visita ao local, providências serão tomadas. “As pessoas tem procurado atividades ao ar livre e desbravar novas regiões da nossa cidade, mas isso não pode colocar em risco a saúde das pessoas. Vamos sinalizar o lugar para evitar aglomeração e contamos com o respeito de todos”, disse.

Segundo Gica, a proporção que o novo ponto turístico tomou nos últimos meses, vai resultar numa ação da sua pasta, que fará um levantamento das história da própria árvore, conversar com o proprietário do imóvel em que ela se situa e montar uma estrutura para receber as pessoas. “O prefeito, Mariano, sinalizou para estruturar o local para receber os visitantes, que eles conheçam a história da árvore e daquela região também. Pretendemos montar uma estrutura que também preserve o local e que promova a educação ambiental”, contou o diretor de Turismo.

Nas redes sociais a mais famosa araranguaense não é uma pessoa, mas sim uma árvore esculpida pela natureza com detalhes únicos. Ela está localizada na estrada marginal do Rio Araranguá na comunidade de Manhoso (logo depois da Volta Curta), e muitas pessoas tem registrado em fotos o local que encanta pela beleza e pela proximidade de um dos maiores cartões postais da cidade, o seu rio.

A famosa árvore também serviu de cenário para a comemoração do aniversário da pequena, Isadora, que completou seus 11 anos na segunda, 18. Ela, a mãe e os avós que estão isolados na quarentena, foram conhecer o local e fazer algumas fotos para marcar a comemoração da data. “Estamos respeitando o isolamento e nos mantendo em casa, mas como foi o aniversário da minha filha, decidimos ir conhecer a árvore que todo mundo está falando. Aproveitamos para arejar um pouco já que em dia de semana não teriam outras pessoas por lá para risco de contaminação. Realmente é maravilhosa”, contou a mãe da menina, Fabiana Magagnim.

E a escolha da família Magagnin foi realmente acertada. É que apesar de todos os apelos para os cuidados com a proliferação do novo vírus, foi comum presenciar muita movimentação de pessoas no local nos últimos finais de semana.

De acordo com o diretor de Turismo do município, Giovane Rosa, o Gica, diante de tanta visita ao local, providências serão tomadas. “As pessoas tem procurado atividades ao ar livre e desbravar novas regiões da nossa cidade, mas isso não pode colocar em risco a saúde das pessoas. Vamos sinalizar o lugar para evitar aglomeração e contamos com o respeito de todos”, disse.

Segundo Gica, a proporção que o novo ponto turístico tomou nos últimos meses, vai resultar numa ação da sua pasta, que fará um levantamento das história da própria árvore, conversar com o proprietário do imóvel em que ela se situa e montar uma estrutura para receber as pessoas. “O prefeito, Mariano, sinalizou para estruturar o local para receber os visitantes, que eles conheçam a história da árvore e daquela região também. Pretendemos montar uma estrutura que também preserve o local e que promova a educação ambiental”, contou o diretor de Turismo.

Compartilhe

Voltar às notícias