Nova cédula de R$200 deve entrar em circulação a partir de agosto

Banco Central ainda não apresentou imagens da nova nota do real que será estampada por lobo-guará

Foto: Imagem de Gerhard G. por Pixabay

Por Dyessica Abadi

A criação da nova cédula de R$ 200 reais foi divulgada nesta quarta-feira, 29, pelo Banco Central do Brasil (BC). A nota foi autorizada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e deve entrar em circulação no final de agosto. A cédula será estampada pelo lobo-guará.

Ainda não foram divulgadas imagens da nota de R$ 200 reais. A informação instigou a curiosidade de brasileiros e gerou diversos memes na internet, supondo como seria a novidade.

Dinheiro na mão do brasileiro saltou em 28,9%


O Banco Central informa que houve o aumento do papel moeda nas mãos do público nos últimos meses. A causa foi a alta demanda da população com a liberação do auxílio emergencial mensal de R$ 600 pelo governo.

De acordo com a autarquia, o papel moeda em poder do público (PMPP) saltou em 28,9%: de R$ 210,227 bilhões para R$ 270,899 bilhões. Esse é o maior valor da série histórica do BC, iniciada em dezembro de 2001.

Em 22 de julho, o Ministério da Economia confirmou a solicitação de reforço do BC ao CMN em R$ 437,9 milhões para atendimento do meio circulante. Atualmente as novas cédulas estão em "fase final de testes".

Foto: Imagem de Gerhard G. por Pixabay

Por Dyessica Abadi

A criação da nova cédula de R$ 200 reais foi divulgada nesta quarta-feira, 29, pelo Banco Central do Brasil (BC). A nota foi autorizada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e deve entrar em circulação no final de agosto. A cédula será estampada pelo lobo-guará.

Ainda não foram divulgadas imagens da nota de R$ 200 reais. A informação instigou a curiosidade de brasileiros e gerou diversos memes na internet, supondo como seria a novidade.

Dinheiro na mão do brasileiro saltou em 28,9%

O Banco Central informa que houve o aumento do papel moeda nas mãos do público nos últimos meses. A causa foi a alta demanda da população com a liberação do auxílio emergencial mensal de R$ 600 pelo governo.

De acordo com a autarquia, o papel moeda em poder do público (PMPP) saltou em 28,9%: de R$ 210,227 bilhões para R$ 270,899 bilhões. Esse é o maior valor da série histórica do BC, iniciada em dezembro de 2001.

Em 22 de julho, o Ministério da Economia confirmou a solicitação de reforço do BC ao CMN em R$ 437,9 milhões para atendimento do meio circulante. Atualmente as novas cédulas estão em “fase final de testes”.

Compartilhe

Voltar às notícias