Membros de organização criminosa são condenados a 180 anos de prisão

Uma facção criminosa que atuava no Sul catarinense, integrada por 17 membros, foi condenada nesta semana pelo juízo da 2ª Vara da comarca de Sombrio. As penas, somadas, alcançaram quase 180 anos de prisão. O processo é referente a operação "Prato Frio" deflagrada em 2018 nos municípios de Sombrio, Balneário Gaivota, Balneário Arroio do Silva e Balneário Rincão.

Segundo a denúncia, entre os anos de 2017 e 2018, os acusados associaram-se para praticar o crime de tráfico de drogas, especialmente de maconha, cocaína e crack, nas quatro cidades da região Sul. Entre os crimes dos réus estão tráfico de drogas e associação para o tráfico e as penas aplicadas variaram de três a 16 anos de reclusão, além de multas fixadas de 666 e 2.310 dias-multa.

Uma facção criminosa que atuava no Sul catarinense, integrada por 17 membros, foi condenada nesta semana pelo juízo da 2ª Vara da comarca de Sombrio. As penas, somadas, alcançaram quase 180 anos de prisão. O processo é referente a operação “Prato Frio” deflagrada em 2018 nos municípios de Sombrio, Balneário Gaivota, Balneário Arroio do Silva e Balneário Rincão.

Segundo a denúncia, entre os anos de 2017 e 2018, os acusados associaram-se para praticar o crime de tráfico de drogas, especialmente de maconha, cocaína e crack, nas quatro cidades da região Sul. Entre os crimes dos réus estão tráfico de drogas e associação para o tráfico e as penas aplicadas variaram de três a 16 anos de reclusão, além de multas fixadas de 666 e 2.310 dias-multa.

Compartilhe

Voltar às notícias