Hotel Morro dos Conventos se pronuncia sobre repercussão do casamento no final de semana

Vigilâncias sanitárias do município, estado e PM fiscalizaram o restaurante antes da ocasião

Foto: Dyessica Abadi/Portal W3

Por Dyessica Abadi

Um acontecimento no Morro dos Conventos chamou a atenção da população araranguaense no último final de semana. A foto de um casal de noivos dentro do restaurante do Hotel Morro dos Conventos circulou na mídia local e rendeu muitos comentários negativos, mesmo que a população desconhecesse todos os fatos, ou aqueles que subjugavam. O Portal W3 procurou escutar o outro lado da moeda e foi até o local onde tudo ocorreu para entender a realidade do que aconteceu dentro do "polêmico" casamento.

O Hotel Morro dos Conventos é referência, seja pelas belezas da região, ou pelos grandes eventos que já ocorreram lá em tempos de normalidade. Com a chegada da pandemia de Covid-19 no país e no estado, os eventos sociais e festividades foram cancelados, ou remarcados, como por exemplo, o casamento do casal em questão que estava agendado para ocorrer no dia 27 de julho. Agora, o Governo do Estado vem flexibilizando as medidas de prevenção e liberando novas Portarias à medida que é atualizada as classificações da Matriz de Risco Potencial Regional para Covid-19, do Comitê de Operações em Emergência em Saúde (COES).

A equipe de redação do Portal W3 buscou entrar em contato com o casal através da organização do Hotel Morro dos Conventos. Eles preferiram não se manifestar publicamente por conta da repercussão negativa que teve o momento. A gerente comercial do Hotel Morro dos Conventos, Tássia Tamara Alves, que foi a responsável pela organização do local, explica que os noivos são evangélicos e que, por conta da religião, o jantar que oficializava a união ocorreu sem banda, DJ, bebidas alcóolicas, ou qualquer tipo de aglomeração.

[caption id="attachment_66526" align="aligncenter" width="600"] Parte interna do restaurante do Hotel Morro dos Conventos. Foto: Dyessica Abadi/Portal W3[/caption]

Vigilâncias sanitárias do município, estado e PM fiscalizaram o restaurante antes da ocasião


A Portaria SES Nº 710 estabelece que eventos sociais estão proibidos de acontecer em regiões em Risco Potencial Gravíssimo (cor vermelha) e Grave (cor laranja) e caracteriza evento social como sendo "aqueles restritos a convidados sem cobrança de ingresso, compreendendo casamentos, aniversários, jantares, confraternizações, bodas, formaturas, batizados, festas infantis e afins". Entretanto, a gerente comercial do Hotel Morro dos Conventos, Tássia Tamara Alves, alega que as Vigilâncias Sanitárias do Município, Estado e Polícia Militar (PMSC) fiscalizaram o restaurante e até mesmo registraram fotos do local antes da ocasião.

"Servimos somente o jantar, que ocorreu das 21h às 23h, respeitando o Decreto Municipal do dia 02 de setembro. A Vigilância Sanitária Municipal, Estadual e a Polícia Militar estiveram aqui no restaurante no dia que aconteceria o jantar para orientar a equipe de funcionários sobre as medidas de prevenção e o que não poderia ocorrer, além de verificar o distanciamento das mesas", revela Tássia. Segundo ela, o restaurante foi notificado pelos agentes sanitários e oficial de militar por volta das 17h. O noivo também estava presente. "A liberação ocorreu com todas as autoridades competentes", ressalta Tássia Tamara Alves.

O restaurante do Hotel Morro dos Conventos tem capacidade de receber até 320 pessoas. Na noite do jantar de casamento, haviam 120 convidados — sendo 4 pessoas por mesa. "A responsável pela vigilância sanitária estadual introduziu todas as normas a nossa equipe: distanciar mesas e cadeiras, averiguar a temperatura corporal na entrada, usar luvas para servir-se no buffet, adentrar o local com máscara de proteção, enfim, uma série de medidas que foram orientadas aos garçons e eles repassavam sempre que necessários aos convidados", informa a gerente comercial.

O Portal W3 entrou em contato com a assessoria de imprensa da Saúde do Estado, responsável também pela Vigilância Sanitária para confirmar os fatos. "Foi acionada a PM, e as vigilâncias municipais e estaduais para averiguar o local na tarde daquele dia. Os agentes verificaram que havia o cumprimento de protocolos para atender a ocasião e a PM ficou responsável por monitorar o prosseguimento durante a noite. Foi a autorizada a realização do jantar no restaurante porque estava de acordo com os requisitos de regramento", informa a assessoria.

Já na tarde desta terça-feira, 29, recebemos uma nota de esclarecimento da secretaria de Saúde de Araranguá, Evelyn Elias, que narra os acontecimentos do dia da ocasião, em conformidade com o relatado pela gerente comercial do Hotel Morro dos Conventos. Leia abaixo o texto:


Funcionamento seguiu Decreto Municipal


O Decreto Municipal de Araranguá Nº 9.426, do dia 02 de setembro deste ano, estabelece que restaurantes e similares teriam seu horário de funcionamento estendido por mais 2h, podendo atender o público até às 23 horas. Antes, o encerramento das atividades era limitado até as 21 horas, sendo vedado o funcionamento no período noturno após o horário. Apesar de limitar os horários, os Decretos Municipais não estipulam a quantidade de pessoas dentro do estabelecimento. Ainda assim, o jantar de casamento no restaurante do Hotel Morro dos Conventos operou com menos da metade da capacidade.

A oficialização da união do casal chamou a atenção das autoridades competentes que, mesmo antes de ocorrer o jantar, foram até o local para verificar todas as medidas de prevenção. Entretanto, o que se observa, principalmente nos finais de semana em Araranguá, são restaurantes e pizzaria lotados, com aglomeração em mesas e até mesmo nas filas de espera para entrar nos estabelecimentos. Nestes locais, no entanto, não há a devida atenção das autoridades sanitárias — tampouco os cuidados do estabelecimento e clientes.

"Não nos foi questionado sobre que realmente estava acontecendo aqui dentro", diz gerente


Em relação a imagem dos noivos tirada do lado de fora do restaurante que ilustrava as manchetes da mídia local, a gerente comercial do Hotel Morro dos Conventos, Tássia Tamara Alves, diz: "Foi de uma tamanha indelicadeza. Não nos foi questionado sobre o que realmente estava acontecendo aqui dentro. Tiraram uma foto do exato momento em que a noiva estava entrando no restaurante e geraram um constrangimento enorme ao casal que teve a sua imagem exposta. Fizeram uma matéria sensacionalista porque não nos procuraram para falar a respeito", finaliza.

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Foto: Dyessica Abadi/Portal W3

Por Dyessica Abadi

Um acontecimento no Morro dos Conventos chamou a atenção da população araranguaense no último final de semana. A foto de um casal de noivos dentro do restaurante do Hotel Morro dos Conventos circulou na mídia local e rendeu muitos comentários negativos, mesmo que a população desconhecesse todos os fatos, ou aqueles que subjugavam. O Portal W3 procurou escutar o outro lado da moeda e foi até o local onde tudo ocorreu para entender a realidade do que aconteceu dentro do “polêmico” casamento.

O Hotel Morro dos Conventos é referência, seja pelas belezas da região, ou pelos grandes eventos que já ocorreram lá em tempos de normalidade. Com a chegada da pandemia de Covid-19 no país e no estado, os eventos sociais e festividades foram cancelados, ou remarcados, como por exemplo, o casamento do casal em questão que estava agendado para ocorrer no dia 27 de julho. Agora, o Governo do Estado vem flexibilizando as medidas de prevenção e liberando novas Portarias à medida que é atualizada as classificações da Matriz de Risco Potencial Regional para Covid-19, do Comitê de Operações em Emergência em Saúde (COES).

A equipe de redação do Portal W3 buscou entrar em contato com o casal através da organização do Hotel Morro dos Conventos. Eles preferiram não se manifestar publicamente por conta da repercussão negativa que teve o momento. A gerente comercial do Hotel Morro dos Conventos, Tássia Tamara Alves, que foi a responsável pela organização do local, explica que os noivos são evangélicos e que, por conta da religião, o jantar que oficializava a união ocorreu sem banda, DJ, bebidas alcóolicas, ou qualquer tipo de aglomeração.

Parte interna do restaurante do Hotel Morro dos Conventos. Foto: Dyessica Abadi/Portal W3

Vigilâncias sanitárias do município, estado e PM fiscalizaram o restaurante antes da ocasião

A Portaria SES Nº 710 estabelece que eventos sociais estão proibidos de acontecer em regiões em Risco Potencial Gravíssimo (cor vermelha) e Grave (cor laranja) e caracteriza evento social como sendo “aqueles restritos a convidados sem cobrança de ingresso, compreendendo casamentos, aniversários, jantares, confraternizações, bodas, formaturas, batizados, festas infantis e afins”. Entretanto, a gerente comercial do Hotel Morro dos Conventos, Tássia Tamara Alves, alega que as Vigilâncias Sanitárias do Município, Estado e Polícia Militar (PMSC) fiscalizaram o restaurante e até mesmo registraram fotos do local antes da ocasião.

“Servimos somente o jantar, que ocorreu das 21h às 23h, respeitando o Decreto Municipal do dia 02 de setembro. A Vigilância Sanitária Municipal, Estadual e a Polícia Militar estiveram aqui no restaurante no dia que aconteceria o jantar para orientar a equipe de funcionários sobre as medidas de prevenção e o que não poderia ocorrer, além de verificar o distanciamento das mesas”, revela Tássia. Segundo ela, o restaurante foi notificado pelos agentes sanitários e oficial de militar por volta das 17h. O noivo também estava presente. “A liberação ocorreu com todas as autoridades competentes”, ressalta Tássia Tamara Alves.

O restaurante do Hotel Morro dos Conventos tem capacidade de receber até 320 pessoas. Na noite do jantar de casamento, haviam 120 convidados — sendo 4 pessoas por mesa. “A responsável pela vigilância sanitária estadual introduziu todas as normas a nossa equipe: distanciar mesas e cadeiras, averiguar a temperatura corporal na entrada, usar luvas para servir-se no buffet, adentrar o local com máscara de proteção, enfim, uma série de medidas que foram orientadas aos garçons e eles repassavam sempre que necessários aos convidados”, informa a gerente comercial.

O Portal W3 entrou em contato com a assessoria de imprensa da Saúde do Estado, responsável também pela Vigilância Sanitária para confirmar os fatos. “Foi acionada a PM, e as vigilâncias municipais e estaduais para averiguar o local na tarde daquele dia. Os agentes verificaram que havia o cumprimento de protocolos para atender a ocasião e a PM ficou responsável por monitorar o prosseguimento durante a noite. Foi a autorizada a realização do jantar no restaurante porque estava de acordo com os requisitos de regramento”, informa a assessoria.

Já na tarde desta terça-feira, 29, recebemos uma nota de esclarecimento da secretaria de Saúde de Araranguá, Evelyn Elias, que narra os acontecimentos do dia da ocasião, em conformidade com o relatado pela gerente comercial do Hotel Morro dos Conventos. Leia abaixo o texto:

Funcionamento seguiu Decreto Municipal

O Decreto Municipal de Araranguá Nº 9.426, do dia 02 de setembro deste ano, estabelece que restaurantes e similares teriam seu horário de funcionamento estendido por mais 2h, podendo atender o público até às 23 horas. Antes, o encerramento das atividades era limitado até as 21 horas, sendo vedado o funcionamento no período noturno após o horário. Apesar de limitar os horários, os Decretos Municipais não estipulam a quantidade de pessoas dentro do estabelecimento. Ainda assim, o jantar de casamento no restaurante do Hotel Morro dos Conventos operou com menos da metade da capacidade.

A oficialização da união do casal chamou a atenção das autoridades competentes que, mesmo antes de ocorrer o jantar, foram até o local para verificar todas as medidas de prevenção. Entretanto, o que se observa, principalmente nos finais de semana em Araranguá, são restaurantes e pizzaria lotados, com aglomeração em mesas e até mesmo nas filas de espera para entrar nos estabelecimentos. Nestes locais, no entanto, não há a devida atenção das autoridades sanitárias — tampouco os cuidados do estabelecimento e clientes.

“Não nos foi questionado sobre que realmente estava acontecendo aqui dentro”, diz gerente

Em relação a imagem dos noivos tirada do lado de fora do restaurante que ilustrava as manchetes da mídia local, a gerente comercial do Hotel Morro dos Conventos, Tássia Tamara Alves, diz: “Foi de uma tamanha indelicadeza. Não nos foi questionado sobre o que realmente estava acontecendo aqui dentro. Tiraram uma foto do exato momento em que a noiva estava entrando no restaurante e geraram um constrangimento enorme ao casal que teve a sua imagem exposta. Fizeram uma matéria sensacionalista porque não nos procuraram para falar a respeito”, finaliza.

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Compartilhe

Voltar às notícias