Homem que fez família refém é morto durante ação

Ele tentou agredir policiais que agiram em suposta legítima defesa

Foto: Melaine Farias Rádio 93FM

“Durante as investigações vamos esclarecer todos os detalhes que levaram ele a cometer o crime”, disse o delegado, Luis Otávio Pohlmann, responsável pelas investigações do crime que chocou a região nesta segunda, 05.

Confira a matéria: https://portalw3.com.br/sequestro-em-balneario-gaivota-ja-sao-sete-horas-que-policia-negocia-com-bandido/

Depois de passarem o dia todo tentando reverter a situação e tentar libertar a família mantida em cárcere por um homem em Balneário Gaivota, a polícia acabou atirando no criminoso. Ele tentou agredir os policiais que atuavam na ação com a faca que portava. Homens especializados da polícia vieram no final da manhã da capital do Estado para intermediar nas negociações.

Os reféns menores de idade foram soltos pela manhã e início da tarde. A mulher, no final da tarde. Ao todo, quatro pessoas foram mantidas em cárcere por cerca de 8 horas. As informações preliminares dos investigadores demonstram que a atitude do rapaz de 28 anos, teria sido motivada por vingança, já que ele teria sido despedido pelo proprietário da casa, que era seu empregador. O homem não estava em casa quando o criminoso invadiu na manhã de hoje.

 

“Durante as investigações vamos esclarecer todos os detalhes que levaram ele a cometer o crime”, disse o delegado, Luis Otávio Pohlmann, responsável pelas investigações do crime que chocou a região nesta segunda, 05.

Confira a matéria: https://portalw3.com.br/sequestro-em-balneario-gaivota-ja-sao-sete-horas-que-policia-negocia-com-bandido/

Depois de passarem o dia todo tentando reverter a situação e tentar libertar a família mantida em cárcere por um homem em Balneário Gaivota, a polícia acabou atirando no criminoso. Ele tentou agredir os policiais que atuavam na ação com a faca que portava. Homens especializados da polícia vieram no final da manhã da capital do Estado para intermediar nas negociações.

Os reféns menores de idade foram soltos pela manhã e início da tarde. A mulher, no final da tarde. Ao todo, quatro pessoas foram mantidas em cárcere por cerca de 8 horas. As informações preliminares dos investigadores demonstram que a atitude do rapaz de 28 anos, teria sido motivada por vingança, já que ele teria sido despedido pelo proprietário da casa, que era seu empregador. O homem não estava em casa quando o criminoso invadiu na manhã de hoje.

 

Compartilhe

Voltar às notícias