Feira da agricultura familiar e artesanato tem calendário definido

Próxima edição ocorre no dia 14 de outubro, em Maracajá

A feira da agricultura familiar e artesanato de Maracajá será realizada no segundo domingo de cada mês, a partir deste outubro. A próxima edição, no dia 14, ainda será no Centro de Eventos dos Jerivás, anexo ao Parque Ecológico Maracajá, mas a partir de novembro a exposição e comercialização de produtos se dará ao ar livre, em barracas especialmente montadas para este fim, no gramado de acesso ao parque.


As decisões foram tomadas na manhã desta terça-feira, 2, em reunião de produtores da agricultura familiar e artesanato, convocada pelo secretário de Meio Ambiente e Turismo, Antenor Rocha, para avaliação da primeira edição da feira, realizada no dia 16 de setembro. "A avaliação de todos que participaram da primeira edição foi positiva e o entusiasmo com o empreendimento é geral", resume Antenor Rocha.


O prefeito de Maracajá, Arlindo Rocha, participou da reunião e reafirmou o apoio da administração municipal à realização da feira e, sobretudo, da organização dos agricultores familiares e artesãos de Maracajá. "O começo é sempre difícil e desafiador, diferente daqui que desde a primeira edição já se pode notar que se trata de uma iniciativa de sucesso e de grande potencial", disse.


Da primeira edição participaram oito expositores e para o dia 14 este número deve ser superado, na percepção do secretário de Meio Ambiente e Turismo. Vão reforçar a exposição e venda de artesanato os grupos de Inclusão Produtiva, projeto do Departamento de Assistência e Bem Estar Social, nova versão dos antigos "Clubes de Mães", segundo a diretora do Departamento, Suelen Zandonadi.


A Apae, que também tem uma produção expressiva de artesanato, tem participação confirmada e o presidente da entidade, Dilnei de Pelegrini, vê na feira uma oportunidade interessante para contribuir na receita da Apae e dos seus alunos que produzem o artesanato. Uma floricultura, um produtor de vinho e suco de uva e os produtos de um alambique do município devem reforçar o leque de atrações da feira, conforme Antenor.

A feira da agricultura familiar e artesanato de Maracajá será realizada no segundo domingo de cada mês, a partir deste outubro. A próxima edição, no dia 14, ainda será no Centro de Eventos dos Jerivás, anexo ao Parque Ecológico Maracajá, mas a partir de novembro a exposição e comercialização de produtos se dará ao ar livre, em barracas especialmente montadas para este fim, no gramado de acesso ao parque.

As decisões foram tomadas na manhã desta terça-feira, 2, em reunião de produtores da agricultura familiar e artesanato, convocada pelo secretário de Meio Ambiente e Turismo, Antenor Rocha, para avaliação da primeira edição da feira, realizada no dia 16 de setembro. “A avaliação de todos que participaram da primeira edição foi positiva e o entusiasmo com o empreendimento é geral”, resume Antenor Rocha.

O prefeito de Maracajá, Arlindo Rocha, participou da reunião e reafirmou o apoio da administração municipal à realização da feira e, sobretudo, da organização dos agricultores familiares e artesãos de Maracajá. “O começo é sempre difícil e desafiador, diferente daqui que desde a primeira edição já se pode notar que se trata de uma iniciativa de sucesso e de grande potencial”, disse.

Da primeira edição participaram oito expositores e para o dia 14 este número deve ser superado, na percepção do secretário de Meio Ambiente e Turismo. Vão reforçar a exposição e venda de artesanato os grupos de Inclusão Produtiva, projeto do Departamento de Assistência e Bem Estar Social, nova versão dos antigos “Clubes de Mães”, segundo a diretora do Departamento, Suelen Zandonadi.

A Apae, que também tem uma produção expressiva de artesanato, tem participação confirmada e o presidente da entidade, Dilnei de Pelegrini, vê na feira uma oportunidade interessante para contribuir na receita da Apae e dos seus alunos que produzem o artesanato. Uma floricultura, um produtor de vinho e suco de uva e os produtos de um alambique do município devem reforçar o leque de atrações da feira, conforme Antenor.

Compartilhe

Voltar às notícias