Estado afirma que Saúde da região Sul recebeu R$ 9,6 milhões em emendas impositivas

Os recursos do orçamento público foram indicados por 14 deputados e ex-deputados em 2019

Por Dyessica Abadi

O Governo do Estado divulgou na tarde desta terça-feira, 16, o valor de repasse de 47 emendas impositivas voltadas à Saúde em municípios do Sul Catarinense. Em 2020, esses recursos teriam chegado ao montante de R$ 9,6 milhões de reais e foram destinados para 21 cidades de toda a região.

O objetivo é que o valor custeasse, por exemplo, cirurgias, exames e consultas médicas, aquisição de medicamentos e compra de computadores e veículos para transporte de pessoas em tratamento fora do domicílio (TFD). Os recursos atendem a emendas impositivas feitas em 2019 por 14 deputados e ex-deputados.

Hospitais e prefeituras teriam sido beneficiados. Entre as instituições da região do Extremo Sul, são exemplos o Hospital São Sebastião, em Turvo; a Associação Hospitalar Nossa Senhora de Fátima, em Praia Grande; e o Instituto Maria Schmitt, em Timbé do Sul. De acordo com o Governo do Estado, os recursos são destinados para custeio e manutenção de unidades, aquisição de equipamentos para exames, macas e berços neonatal.

As emendas impositivas são dos deputados estaduais Ada Faraco de Luca, Ismael dos Santos, José Milton Scheffer, Luiz Fernando Vampiro, Moacir Sopelsa, Rodrigo Minotto, além dos ex-deputados Ana Paula Lima, Cesar Valduga, Leonel Pavan, Manoel Mota, Patrício Destro, Ricardo Guidi, Serafim Venzon e Valmir Francisco Comin.

O que são emendas impositivas?


Segundo a Constituição Estadual, as emendas individuais de parlamentares são recursos do orçamento público legalmente indicados por deputados ao projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA). Elas serão aprovadas no limite de 1% da receita corrente líquida prevista no projeto de lei encaminhado pelo Poder Executivo. Tais emendas permitem que os deputados apontem a destinação de recursos sem a intervenção direta do Executivo.

Confira os municípios que receberam as emendas impositivas



  • Jacinto Machado

  • São Martinho

  • Criciúma

  • Içara

  • Siderópolis

  • São João do Sul

  • Imaruí

  • Araranguá

  • Tubarão

  • Balneário Arroio do Silva

  • Cocal do Sul

  • Braço do Norte

  • Sombrio

  • Armazém

  • Morro da Fumaça

  • Gravatal

  • Praia Grande

  • Santa Rosa de Lima

  • Turvo

  • Timbé do Sul

  • Grão Pará

Por Dyessica Abadi

O Governo do Estado divulgou na tarde desta terça-feira, 16, o valor de repasse de 47 emendas impositivas voltadas à Saúde em municípios do Sul Catarinense. Em 2020, esses recursos teriam chegado ao montante de R$ 9,6 milhões de reais e foram destinados para 21 cidades de toda a região.

O objetivo é que o valor custeasse, por exemplo, cirurgias, exames e consultas médicas, aquisição de medicamentos e compra de computadores e veículos para transporte de pessoas em tratamento fora do domicílio (TFD). Os recursos atendem a emendas impositivas feitas em 2019 por 14 deputados e ex-deputados.

Hospitais e prefeituras teriam sido beneficiados. Entre as instituições da região do Extremo Sul, são exemplos o Hospital São Sebastião, em Turvo; a Associação Hospitalar Nossa Senhora de Fátima, em Praia Grande; e o Instituto Maria Schmitt, em Timbé do Sul. De acordo com o Governo do Estado, os recursos são destinados para custeio e manutenção de unidades, aquisição de equipamentos para exames, macas e berços neonatal.

As emendas impositivas são dos deputados estaduais Ada Faraco de Luca, Ismael dos Santos, José Milton Scheffer, Luiz Fernando Vampiro, Moacir Sopelsa, Rodrigo Minotto, além dos ex-deputados Ana Paula Lima, Cesar Valduga, Leonel Pavan, Manoel Mota, Patrício Destro, Ricardo Guidi, Serafim Venzon e Valmir Francisco Comin.

O que são emendas impositivas?

Segundo a Constituição Estadual, as emendas individuais de parlamentares são recursos do orçamento público legalmente indicados por deputados ao projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA). Elas serão aprovadas no limite de 1% da receita corrente líquida prevista no projeto de lei encaminhado pelo Poder Executivo. Tais emendas permitem que os deputados apontem a destinação de recursos sem a intervenção direta do Executivo.

Confira os municípios que receberam as emendas impositivas

  • Jacinto Machado
  • São Martinho
  • Criciúma
  • Içara
  • Siderópolis
  • São João do Sul
  • Imaruí
  • Araranguá
  • Tubarão
  • Balneário Arroio do Silva
  • Cocal do Sul
  • Braço do Norte
  • Sombrio
  • Armazém
  • Morro da Fumaça
  • Gravatal
  • Praia Grande
  • Santa Rosa de Lima
  • Turvo
  • Timbé do Sul
  • Grão Pará

Compartilhe

Voltar às notícias