#EspecialTurvo: Festa do Colono completa 48 anos de tradição

Fique por dentro da história de um dos maiores eventos do gênero do Sul do estado


Quando se fala em entretenimento, em Turvo, a primeira lembrança que vêm à mente é a Festa do Colono – evento que já se tornou tradicional não apenas no município, mas em toda a região Sul. A cada ano, a organização supera as edições anteriores e eleva ainda mais a relevância da festa. Mas como será que surgiu a ideia de promove-la pela primeira vez?


De acordo com a diretora de Cultura, Janaína Nicolete, a primeira edição foi realizada no dia 1° de agosto de 1971. Idealizada pelo ex-prefeito Ires Olivo e o seu vice Luiz Maragno, a festa trouxe diversas autoridades a Turvo, trazendo notoriedade ao evento. “Na oportunidade foi homenageado o casal agricultor mais idoso, da família Giusti, que ofereceu ao governador Colombo Machado Salles um garrafão de vinho e um queijo, fabricado por sua esposa. Também estavam presentes os deputados Nelson Sandrine e Afonso Ghizzo”, relata.


Um ano depois, a festa foi realizada no atual Parque de Exposições, ainda com estrada de chão batido. Entre as atrações estiveram a exposição de tratores e carros perfilados – na época, os maiores sucessos eram o Fusca e o Corcel.


Em 1978 a organização dá início à tradição da escolha da Rainha e Princesas da Festa. Em 1979 nasceu a Arrancada Catarinense de Tratores. Já em 1987 a Festa do Colono é modernizada, pelo então prefeito Adoaldo Otávio Teixeira. Ao longo dos anos, cada administração que passou pelo município foi aprimorando o evento e acrescentando novas atrações. “A festa foi tomando proporções maiores, tanto de público, como de infraestrutura. O evento é verdadeiramente conhecido no sul catarinense, e hoje faz parte do calendário oficial de eventos do Estado”, afirma Janaína.



Neste ano, a festa completa 48 anos de história e promete, mais uma vez, surpreender o público. De acordo com o secretário municipal de Cultura, Esporte e Turismo, Jair Toreti, o evento contará com expositores, shows, apresentações, gastronomia, desfile, Arrancada de Tratores e muitas novidades. “Estamos em fase de organização da programação, por isso, ainda não podemos divulgar muitos detalhes, mas podemos antecipar que o evento trará muitas atrações para os nossos turvenses e, claro, cumprirá seu principal objetivo é homenagear o colono”, destaca.


Outra tradição que não pode faltar na festa é o desfile de máquinas agrícolas. “Esta é uma tradição passada de pai para filho, que orgulhosamente desfilam pela avenida municipal. Não podemos esquecer também da nossa farta gastronomia, que segue as raízes tipicamente italianas, como macarronada, polenta, galinha, fortaia, risotos e muitos outros pratos”, lembra Jair.


E como em toda boa festa, os shows não poderiam faltar, por isso a Festa do Colono traz sempre para o público que visita nos quatro dias de evento muitos shows regionais e nacionais, além da Feira de Agronegócios, que é um propulsor da economia do município.


Tradicionalmente, a Festa do Colono é realizada no mês de agosto, em ano ímpar. Em 2019, o evento ocorre de 8 a 11 de agosto, no Parque de Exposições Ires Olivo.


Quando se fala em entretenimento, em Turvo, a primeira lembrança que vêm à mente é a Festa do Colono – evento que já se tornou tradicional não apenas no município, mas em toda a região Sul. A cada ano, a organização supera as edições anteriores e eleva ainda mais a relevância da festa. Mas como será que surgiu a ideia de promove-la pela primeira vez?

De acordo com a diretora de Cultura, Janaína Nicolete, a primeira edição foi realizada no dia 1° de agosto de 1971. Idealizada pelo ex-prefeito Ires Olivo e o seu vice Luiz Maragno, a festa trouxe diversas autoridades a Turvo, trazendo notoriedade ao evento. “Na oportunidade foi homenageado o casal agricultor mais idoso, da família Giusti, que ofereceu ao governador Colombo Machado Salles um garrafão de vinho e um queijo, fabricado por sua esposa. Também estavam presentes os deputados Nelson Sandrine e Afonso Ghizzo”, relata.

Um ano depois, a festa foi realizada no atual Parque de Exposições, ainda com estrada de chão batido. Entre as atrações estiveram a exposição de tratores e carros perfilados – na época, os maiores sucessos eram o Fusca e o Corcel.

Em 1978 a organização dá início à tradição da escolha da Rainha e Princesas da Festa. Em 1979 nasceu a Arrancada Catarinense de Tratores. Já em 1987 a Festa do Colono é modernizada, pelo então prefeito Adoaldo Otávio Teixeira. Ao longo dos anos, cada administração que passou pelo município foi aprimorando o evento e acrescentando novas atrações. “A festa foi tomando proporções maiores, tanto de público, como de infraestrutura. O evento é verdadeiramente conhecido no sul catarinense, e hoje faz parte do calendário oficial de eventos do Estado”, afirma Janaína.

Neste ano, a festa completa 48 anos de história e promete, mais uma vez, surpreender o público. De acordo com o secretário municipal de Cultura, Esporte e Turismo, Jair Toreti, o evento contará com expositores, shows, apresentações, gastronomia, desfile, Arrancada de Tratores e muitas novidades. “Estamos em fase de organização da programação, por isso, ainda não podemos divulgar muitos detalhes, mas podemos antecipar que o evento trará muitas atrações para os nossos turvenses e, claro, cumprirá seu principal objetivo é homenagear o colono”, destaca.

Outra tradição que não pode faltar na festa é o desfile de máquinas agrícolas. “Esta é uma tradição passada de pai para filho, que orgulhosamente desfilam pela avenida municipal. Não podemos esquecer também da nossa farta gastronomia, que segue as raízes tipicamente italianas, como macarronada, polenta, galinha, fortaia, risotos e muitos outros pratos”, lembra Jair.

E como em toda boa festa, os shows não poderiam faltar, por isso a Festa do Colono traz sempre para o público que visita nos quatro dias de evento muitos shows regionais e nacionais, além da Feira de Agronegócios, que é um propulsor da economia do município.

Tradicionalmente, a Festa do Colono é realizada no mês de agosto, em ano ímpar. Em 2019, o evento ocorre de 8 a 11 de agosto, no Parque de Exposições Ires Olivo.

Compartilhe

Voltar às notícias