Especial: crianças trazem definições que adultos já esqueceram

Inspirado no livro Casa da Estrelas, a reportagem traz um minidicionário de crianças araranguaenses

Crianças sempre nos conquistam porque carregam consigo uma ingenuidade e inocência que vamos perdendo ao longo da vida. Nos primeiros anos, é comum que elas façam as perguntas sobre o significado das coisas, mas hoje, neste Dia das Crianças nós invertemos os papéis.


A reportagem do Grupo W3 visitou a escola João Matias e perguntou às crianças a definição de algumas palavras. A brincadeira simples rendeu boas pérolas. Confira o resultado:


 


Amor


 


Mãe, pai, amigos e irmãos (Efigênia, 9)


Amor é carinho (Cauã, 8)


É amar alguém (Marco Antônio, 9)


Amar é romântico (Ester, 8)


Eu amo o meu avô (Mariani, 9)


O amor não acaba (Arthur, 9)


Cuidar não maltratar (Francine, 9)


Amor é pai e mãe (Iago, 9)


É uma forma de ajudar os outros (Carlos, 9)


 


Mãe


 


É a pessoa que cuida da gente (Francine, 9)


Mãe é uma pessoa muito carinhosa (Yasmin, 8)


 


Pai


 


Meu pai é vivo (Iago, 9)


É a pessoa que protege a gente (Francine, 9)


Quem trabalha (Efigênia, 9)


 


Céu


 


Tem no mundo todo (Marco Antônio, 9)


O céu é tudo (Arthur, 9)


Oxigênio, nuvem (Efigênia, 9)


 


Professora


 


Bonita (Vinicius, 9)


A professora Cátia é linda (Mariani, 9)


Quem dá as atividades (Efigênia, 9)


 


Deus


 


O nome dele é Jesus (Ester, 8)


Deus faz muitas coisas (Emanuelly, 8)


Nos criou (João Vitor, 9)


 


Escola


 


Tem professora (Ester, 8)


É onde a gente aprende (Yasmin, 8)


 


Chuva


 


Ficar em casa (Efigênia, 9)


Molhada (Carlos, 9)


Chuva é frio (Ester, 8)


 


Sol


 


Sol é quente (Ester, 8)


Verão (Efigênia, 9)


 


Expressões 


Apesar de novos, testamos para ver até onde vai a expertise em definições. Levamos para eles duas expressões típicas de Araranguá e o resultado é ainda melhor.


 


Mais velho que a ponte da Barranca


 


O meu avô (Vinicius, 9)


A minha avó (Ester, 8)


Muito velho (Cauã, 8)


 


Chegou é


 


Chegou o papai (Ester, 8)


Chegou é quando alguém chega (Yasmin, 8)


Chegou o caminhão da bolacha (Emanuelly, 8)


Algo sem sentido (Efigênia, 9)

Crianças sempre nos conquistam porque carregam consigo uma ingenuidade e inocência que vamos perdendo ao longo da vida. Nos primeiros anos, é comum que elas façam as perguntas sobre o significado das coisas, mas hoje, neste Dia das Crianças nós invertemos os papéis.

A reportagem do Grupo W3 visitou a escola João Matias e perguntou às crianças a definição de algumas palavras. A brincadeira simples rendeu boas pérolas. Confira o resultado:

 

Amor

 

Mãe, pai, amigos e irmãos (Efigênia, 9)

Amor é carinho (Cauã, 8)

É amar alguém (Marco Antônio, 9)

Amar é romântico (Ester, 8)

Eu amo o meu avô (Mariani, 9)

O amor não acaba (Arthur, 9)

Cuidar não maltratar (Francine, 9)

Amor é pai e mãe (Iago, 9)

É uma forma de ajudar os outros (Carlos, 9)

 

Mãe

 

É a pessoa que cuida da gente (Francine, 9)

Mãe é uma pessoa muito carinhosa (Yasmin, 8)

 

Pai

 

Meu pai é vivo (Iago, 9)

É a pessoa que protege a gente (Francine, 9)

Quem trabalha (Efigênia, 9)

 

Céu

 

Tem no mundo todo (Marco Antônio, 9)

O céu é tudo (Arthur, 9)

Oxigênio, nuvem (Efigênia, 9)

 

Professora

 

Bonita (Vinicius, 9)

A professora Cátia é linda (Mariani, 9)

Quem dá as atividades (Efigênia, 9)

 

Deus

 

O nome dele é Jesus (Ester, 8)

Deus faz muitas coisas (Emanuelly, 8)

Nos criou (João Vitor, 9)

 

Escola

 

Tem professora (Ester, 8)

É onde a gente aprende (Yasmin, 8)

 

Chuva

 

Ficar em casa (Efigênia, 9)

Molhada (Carlos, 9)

Chuva é frio (Ester, 8)

 

Sol

 

Sol é quente (Ester, 8)

Verão (Efigênia, 9)

 

Expressões 

Apesar de novos, testamos para ver até onde vai a expertise em definições. Levamos para eles duas expressões típicas de Araranguá e o resultado é ainda melhor.

 

Mais velho que a ponte da Barranca

 

O meu avô (Vinicius, 9)

A minha avó (Ester, 8)

Muito velho (Cauã, 8)

 

Chegou é

 

Chegou o papai (Ester, 8)

Chegou é quando alguém chega (Yasmin, 8)

Chegou o caminhão da bolacha (Emanuelly, 8)

Algo sem sentido (Efigênia, 9)

Compartilhe

Voltar às notícias