DIC de Araranguá destrói mais de uma tonelada e meia de drogas apreendidas em laboratório

Três pessoas foram presas em flagrante no local

Foto: Policia Civil

No dia 18 de novembro de 2020 a Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação de Araranguá (DIC) e da Delegacia de Balneário Arroio do Silva, descobriu um laboratório de produção de drogas e apreendeu mais de uma tonelada de mineíta (pó utilizado na mistura para aumentar a quantidade de cocaína), bem como grande quantidade de cocaína já pronta para ser vendida. Três pessoas foram presas em flagrante naquela ocasião.

O produto ilícito era preparado e encaminhado para outros Estados por meio da utilização de serviço de entrega de correspondências e transportadora.

No processo criminal, houve a condenação dos réus pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico, que resultou em mais 10 anos de prisão cada um, além da fixação de multa.
Ainda, as informações colhidas no dia das prisões foram repassadas pela DIC à Polícia Federal, que realizou mais prisões e conseguiu identificar outro laboratório semelhante da mesma quadrilha.

Após conclusão nas investigações e da condenação dos réus, a DIC de Araranguá providenciou a destruição de todo o produto apreendido.

Fonte: Comunicação Polícia Civil

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui 

No dia 18 de novembro de 2020 a Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação de Araranguá (DIC) e da Delegacia de Balneário Arroio do Silva, descobriu um laboratório de produção de drogas e apreendeu mais de uma tonelada de mineíta (pó utilizado na mistura para aumentar a quantidade de cocaína), bem como grande quantidade de cocaína já pronta para ser vendida. Três pessoas foram presas em flagrante naquela ocasião.

O produto ilícito era preparado e encaminhado para outros Estados por meio da utilização de serviço de entrega de correspondências e transportadora.

No processo criminal, houve a condenação dos réus pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico, que resultou em mais 10 anos de prisão cada um, além da fixação de multa.
Ainda, as informações colhidas no dia das prisões foram repassadas pela DIC à Polícia Federal, que realizou mais prisões e conseguiu identificar outro laboratório semelhante da mesma quadrilha.

Após conclusão nas investigações e da condenação dos réus, a DIC de Araranguá providenciou a destruição de todo o produto apreendido.

Fonte: Comunicação Polícia Civil

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui 

Compartilhe

Voltar às notícias