Deputado e secretário de Administração Prisional conhecem o projeto da Penitenciária Industrial em Araranguá

Obra deve começar até o final do ano e será ao lado do Presídio Regional. Investimento pode chegar a R$30 milhões

O secretário da Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima, esteve com o deputado estadual, Zé Milton, no Presidio Regional de Araranguá para conhecerem o anteprojeto da Penitenciária Industrial, na quinta, 25.

Segundo o secretário até o fim do ano será lançado o edital de licitação da obra, que terá 10 mil metros quadrados de área construída com valor previsto em torno de R$30 milhões. O novo prédio será erguido no terreno ao lado do atual Presídio Regional. “Nós vamos redimensionar, e construir uma penitenciária industrial. Serão 700 vagas, na qual será possível que fábricas da região se instalem aqui nessa unidade prisional e assim, prestem serviços e soluções para a sociedade”, informou Leandro, destacando que será construída parte da nova unidade, para depois derrubar a antiga e então concluir a obra com a nova edificação.

Para o deputado Zé Milton a proposta do projeto é interessante e supre uma necessidade da região. “Uma penitenciária industrial e moderna que permite ao detento trabalhar para se ressocializar atende uma carência da nossa região, que hoje tem uma estrutura precária”, comentou.

De acordo com o representante do Vale na Alesc, o projeto beneficiará na ressocialização e economia da região. “A proposta me pareceu muito interessante ela permite ao detento ter uma profissão e assim estar apto a retornar a sociedade ao cumprir a sua pena. Fomentará a economia, já que permite a instalação de fábrica na unidade, bem como, garantir segurança aos profissionais e a sociedade”, destacou Zé Milton ao parabenizar a equipe do Presídio Regional de Araranguá pelo trabalho realizado e ao Governo do Estado e o secretário Leandro por mais este investimento no Extremo Sul.

O secretário da Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima, esteve com o deputado estadual, Zé Milton, no Presidio Regional de Araranguá para conhecerem o anteprojeto da Penitenciária Industrial, na quinta, 25.

Segundo o secretário até o fim do ano será lançado o edital de licitação da obra, que terá 10 mil metros quadrados de área construída com valor previsto em torno de R$30 milhões. O novo prédio será erguido no terreno ao lado do atual Presídio Regional. “Nós vamos redimensionar, e construir uma penitenciária industrial. Serão 700 vagas, na qual será possível que fábricas da região se instalem aqui nessa unidade prisional e assim, prestem serviços e soluções para a sociedade”, informou Leandro, destacando que será construída parte da nova unidade, para depois derrubar a antiga e então concluir a obra com a nova edificação.

Para o deputado Zé Milton a proposta do projeto é interessante e supre uma necessidade da região. “Uma penitenciária industrial e moderna que permite ao detento trabalhar para se ressocializar atende uma carência da nossa região, que hoje tem uma estrutura precária”, comentou.

De acordo com o representante do Vale na Alesc, o projeto beneficiará na ressocialização e economia da região. “A proposta me pareceu muito interessante ela permite ao detento ter uma profissão e assim estar apto a retornar a sociedade ao cumprir a sua pena. Fomentará a economia, já que permite a instalação de fábrica na unidade, bem como, garantir segurança aos profissionais e a sociedade”, destacou Zé Milton ao parabenizar a equipe do Presídio Regional de Araranguá pelo trabalho realizado e ao Governo do Estado e o secretário Leandro por mais este investimento no Extremo Sul.

Compartilhe

Voltar às notícias