De office boy a empresário internacional: araranguaense busca negócios na região para investir

“Existem boas ideias guardadas em gavetas e grandes empresários atrás de pequenos balcões”, esse é o pensamento do araranguaense, Thiago Motta, um empreendedor que busca ideias e negócios da região para investir.

Com experiência no empreendedorismo e uma diversidade de investimentos, Thiago possui negócios em diversos estados brasileiros. Agora, em Araranguá, cidade em que nasceu, ele vem com a intenção de fomentar as empresas da região ou até mesmo criar novas.

Não existe restrições ou burocracia, basta apenas conversar e falar sobre o seu negócio ou o seu sonho, explica Thiago. “Quero despertar o interesse em jovens, adultos e idosos, que por algum motivo não conseguiram executar seus projetos. Quero ouvir as histórias, quero saber qual negócio não saiu do papel e ver se posso ajudar a tornar eles uma realidade”,

Trajetória

Thiago é natural de Araranguá e tem origem humilde, estudou em escola pública durante toda a vida e mesmo com pouco, sempre teve o essencial garantido pelos seus pais. Ele conta que aos 14 anos começou a trabalhar e desde então não parou mais. Sua primeira experiência dentro do mercado de trabalho foi como office boy. “Trabalhei em um agência franquiada de correios, andava de bicicleta pela cidade de Araranguá recolhendo correspondências. Era cansativo, mas isso me deu a oportunidade de estar dentro de várias empresas e eu aproveitava para observar o funcionamento de cada uma delas. Mentalizava e anotava tudo para que um dia eu pudesse aplicar em meus negócios que ainda eram só rascunhos”

Thiago identificou que as finanças eram a maior dificuldade e, aos 15 anos, decidiu conhecer o mundo dos negócios criando ações comercias de negócio informal. Ele conta que mesmo ganhando pouco, sabia o que tinha que fazer com o dinheiro. “Tive apenas dois empregos e mesmo com o baixo ordenado eles me ajudaram a seguir em frente. Na época, para mim, haviam apenas dois elementos essenciais: parte do salário era para me manter e a outra parte para investir em algo que eu pudesse multiplicar”.

Após trabalhar como office boy, decidiu buscar por conhecimento no segmento Agro e decidiu viajar para congressos e cursos espalhados pelo Brasil. “Muitas vezes precisava escolher entre dormir em um hotel ou guardar o dinheiro para pagar o curso. Certamente a mochila se tornou um bom travesseiro nessas horas”, relembra.

Em seu segundo e último emprego antes de se tornar um investidor, Thiago conta que teve a oportunidade de trabalhar durante oito anos na Prodapys, que tem como diretor e fundador, Dr. Celio Hercílio Marcos da Silva, uma grande inspiração para ele. Atualmente a Prodapys é eleita pela quinta vez a produtora do melhor mel do mundo.

[caption id="attachment_65999" align="aligncenter" width="602"] Reunião com apicultores de Minas Gerais[/caption]

Investimentos

Dentre os investimentos de Thiago, está uma distribuidora de alimentos naturais, integração de produtores apícolas, jogadores de futebol, cerâmica de tijolos e uma loja virtual em uma das maiores capitais do Brasil. Thiago também possui outros negócios em testes operacionais.

O mais recente investimento do Thiago, foi no final do mês de agosto no estado de Minas Gerais. Aproximadamente 700 mil reais utilizados na compra de equipamentos, terras para manejo apícola e infraestrutura. O negócio já possui a pré-venda reservada para o mercado asiático. As exportações devem iniciar em março de 2021.

Empreender em tempos de crise


Thiago explica que mesmo frequentemente questionado sobre a sua postura diante da crise, de investir em um momento de instabilidade e retração, ele conta que está confiante e que vê uma possibilidade de crescimento. “O Brasil teve uma recessão forte iniciada em 2014 e sofreu quedas violentas no PIB. Isso são indicativos de que, embora passamos por dúvidas políticas e falta de apoio, o país tende a crescer por sua capacidade natural. Há sim oportunidade de estar fazendo o dinheiro se multiplicar em segmentos diferentes, mesmo em épocas como essa”.


Thiago continua, “meus negócios infelizmente não dependem da nossa região, mas amo estar aqui em Araranguá. Gostaria de ser uma ferramenta e ajudar novos empreendedores da minha terra pôr em pratica os seus planos. Quem sabe ainda não seremos sócios?”, finaliza.

Empreendedores interessados em mostrar o seu projeto e compartilhar suas ideias em busca de investimento, basta enviar um e-mail para x.oneoperation@gmail.com contando a sua história e como será o seu futuro negócio.

“Existem boas ideias guardadas em gavetas e grandes empresários atrás de pequenos balcões”, esse é o pensamento do araranguaense, Thiago Motta, um empreendedor que busca ideias e negócios da região para investir.

Com experiência no empreendedorismo e uma diversidade de investimentos, Thiago possui negócios em diversos estados brasileiros. Agora, em Araranguá, cidade em que nasceu, ele vem com a intenção de fomentar as empresas da região ou até mesmo criar novas.

Não existe restrições ou burocracia, basta apenas conversar e falar sobre o seu negócio ou o seu sonho, explica Thiago. “Quero despertar o interesse em jovens, adultos e idosos, que por algum motivo não conseguiram executar seus projetos. Quero ouvir as histórias, quero saber qual negócio não saiu do papel e ver se posso ajudar a tornar eles uma realidade”,

Trajetória

Thiago é natural de Araranguá e tem origem humilde, estudou em escola pública durante toda a vida e mesmo com pouco, sempre teve o essencial garantido pelos seus pais. Ele conta que aos 14 anos começou a trabalhar e desde então não parou mais. Sua primeira experiência dentro do mercado de trabalho foi como office boy. “Trabalhei em um agência franquiada de correios, andava de bicicleta pela cidade de Araranguá recolhendo correspondências. Era cansativo, mas isso me deu a oportunidade de estar dentro de várias empresas e eu aproveitava para observar o funcionamento de cada uma delas. Mentalizava e anotava tudo para que um dia eu pudesse aplicar em meus negócios que ainda eram só rascunhos”

Thiago identificou que as finanças eram a maior dificuldade e, aos 15 anos, decidiu conhecer o mundo dos negócios criando ações comercias de negócio informal. Ele conta que mesmo ganhando pouco, sabia o que tinha que fazer com o dinheiro. “Tive apenas dois empregos e mesmo com o baixo ordenado eles me ajudaram a seguir em frente. Na época, para mim, haviam apenas dois elementos essenciais: parte do salário era para me manter e a outra parte para investir em algo que eu pudesse multiplicar”.

Após trabalhar como office boy, decidiu buscar por conhecimento no segmento Agro e decidiu viajar para congressos e cursos espalhados pelo Brasil. “Muitas vezes precisava escolher entre dormir em um hotel ou guardar o dinheiro para pagar o curso. Certamente a mochila se tornou um bom travesseiro nessas horas”, relembra.

Em seu segundo e último emprego antes de se tornar um investidor, Thiago conta que teve a oportunidade de trabalhar durante oito anos na Prodapys, que tem como diretor e fundador, Dr. Celio Hercílio Marcos da Silva, uma grande inspiração para ele. Atualmente a Prodapys é eleita pela quinta vez a produtora do melhor mel do mundo.

Reunião com apicultores de Minas Gerais

Investimentos

Dentre os investimentos de Thiago, está uma distribuidora de alimentos naturais, integração de produtores apícolas, jogadores de futebol, cerâmica de tijolos e uma loja virtual em uma das maiores capitais do Brasil. Thiago também possui outros negócios em testes operacionais.

O mais recente investimento do Thiago, foi no final do mês de agosto no estado de Minas Gerais. Aproximadamente 700 mil reais utilizados na compra de equipamentos, terras para manejo apícola e infraestrutura. O negócio já possui a pré-venda reservada para o mercado asiático. As exportações devem iniciar em março de 2021.

Empreender em tempos de crise

Thiago explica que mesmo frequentemente questionado sobre a sua postura diante da crise, de investir em um momento de instabilidade e retração, ele conta que está confiante e que vê uma possibilidade de crescimento. “O Brasil teve uma recessão forte iniciada em 2014 e sofreu quedas violentas no PIB. Isso são indicativos de que, embora passamos por dúvidas políticas e falta de apoio, o país tende a crescer por sua capacidade natural. Há sim oportunidade de estar fazendo o dinheiro se multiplicar em segmentos diferentes, mesmo em épocas como essa”.

Thiago continua, “meus negócios infelizmente não dependem da nossa região, mas amo estar aqui em Araranguá. Gostaria de ser uma ferramenta e ajudar novos empreendedores da minha terra pôr em pratica os seus planos. Quem sabe ainda não seremos sócios?”, finaliza.

Empreendedores interessados em mostrar o seu projeto e compartilhar suas ideias em busca de investimento, basta enviar um e-mail para x.oneoperation@gmail.com contando a sua história e como será o seu futuro negócio.

Compartilhe

Voltar às notícias