Cresce em 145% a participação das mulheres no Sicoob Credisulca

Em 10 anos, número de mulheres no quadro de associados do Sicoob Credisulca obteve um aumento expressivo, passando a representar 44% do total

Uma pesquisa da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (OCESC), identificou crescimento na participação de mulheres no cooperativismo catarinense. Somando as cooperativas de todos os segmentos, o número passou de 8% em 2005 para 40% do quadro de associados em 2020; e este aumento também pôde ser observado em uma das maiores cooperativas de crédito do estado: o Sicoob Credisulca.

Dos quase 40 mil cooperados, a Credisulca viu a porcentagem de mulheres cooperadas subir de 30% em 2010 para 44% neste ano. Um crescimento de 145% em 10 anos, que reflete diretamente na inclusão feminina nas atividades da cooperativa.

A Consultora de Negócios, Graceline Pescador Savi, que trabalha há 16 anos na cooperativa comemorou os números, que na visão dela refletem um novo momento da mulher na sociedade.

“A mulher vem ganhando cada vez maior espaço em todos os setores, abandonando a imagem exclusivamente do lar, para ganhar papel de destaque nas empresas e instituições. E estes números da Credisulca são apenas um exemplo de como as mulheres estão mais presentes no nosso cotidiano, com um maior poder de decisão em espaços antes dominados somente por homens”, apontou Graceline.

Crescimento também interno

A representatividade feminina na Credisulca também pode ser observada por seus colaboradores. Segundo a consultora Organizacional, Eveline Marcon Francisco Dagostin, atualmente a Credisulca possui 260 colaboradores, sendo que 70% deste quadro é feminino.

“Eu fico honrada em ver a evolução do papel da mulher dentro da Credisulca, que hoje representa mais da metade dos cargos ocupados na cooperativa. A mulher tem um papel muito importante em toda a nossa história e continuará sendo protagonista na construção do nosso futuro”, comentou.

Outro ponto importante destacado por Eveline é a igualdade. “Na Credisulca não há distinção de gênero, homens e mulheres tem todos os mesmos direitos, como deveria ser em qualquer lugar”, lembrou.

Números significativos

O Presidente da Credisulca, Sr. Romanim Dagostin, comemorou esse crescimento ressaltando que as mulheres trouxeram ainda mais comprometimento e transparência ao meio corporativo. “A mulher possui diversas qualidades, que tanto agregam à nossa instituição, tanto que hoje elas são maioria e tendem a cada vez mais ocupar espaço de destaque na Credisulca”, pontuou.

Texto: Felipe Balthazar / Assessoria de Comunicação

Foto: Felipe Ferreira

Uma pesquisa da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (OCESC), identificou crescimento na participação de mulheres no cooperativismo catarinense. Somando as cooperativas de todos os segmentos, o número passou de 8% em 2005 para 40% do quadro de associados em 2020; e este aumento também pôde ser observado em uma das maiores cooperativas de crédito do estado: o Sicoob Credisulca.

Dos quase 40 mil cooperados, a Credisulca viu a porcentagem de mulheres cooperadas subir de 30% em 2010 para 44% neste ano. Um crescimento de 145% em 10 anos, que reflete diretamente na inclusão feminina nas atividades da cooperativa.

A Consultora de Negócios, Graceline Pescador Savi, que trabalha há 16 anos na cooperativa comemorou os números, que na visão dela refletem um novo momento da mulher na sociedade.

“A mulher vem ganhando cada vez maior espaço em todos os setores, abandonando a imagem exclusivamente do lar, para ganhar papel de destaque nas empresas e instituições. E estes números da Credisulca são apenas um exemplo de como as mulheres estão mais presentes no nosso cotidiano, com um maior poder de decisão em espaços antes dominados somente por homens”, apontou Graceline.

Crescimento também interno

A representatividade feminina na Credisulca também pode ser observada por seus colaboradores. Segundo a consultora Organizacional, Eveline Marcon Francisco Dagostin, atualmente a Credisulca possui 260 colaboradores, sendo que 70% deste quadro é feminino.

“Eu fico honrada em ver a evolução do papel da mulher dentro da Credisulca, que hoje representa mais da metade dos cargos ocupados na cooperativa. A mulher tem um papel muito importante em toda a nossa história e continuará sendo protagonista na construção do nosso futuro”, comentou.

Outro ponto importante destacado por Eveline é a igualdade. “Na Credisulca não há distinção de gênero, homens e mulheres tem todos os mesmos direitos, como deveria ser em qualquer lugar”, lembrou.

Números significativos

O Presidente da Credisulca, Sr. Romanim Dagostin, comemorou esse crescimento ressaltando que as mulheres trouxeram ainda mais comprometimento e transparência ao meio corporativo. “A mulher possui diversas qualidades, que tanto agregam à nossa instituição, tanto que hoje elas são maioria e tendem a cada vez mais ocupar espaço de destaque na Credisulca”, pontuou.

Texto: Felipe Balthazar / Assessoria de Comunicação

Foto: Felipe Ferreira

Compartilhe

Voltar às notícias