Corpo de bombeiros faz pronunciamento a respeito da fumaça no município

Capitão BM Marcolim fala um pouco mais sobre as queimadas das turfas e nuvem de fumaça que cobrem a cidade de Araranguá

Hoje (16), o Corpo de Bombeiros Militar divulgou uma nota tratando da nuvem de fumaça que toma o município de Araranguá, acompanhado de um vídeo do Capitão Marcolim a respeito. Confira:

"Nota de esclarecimento.

Entenda um pouco sobre a nuvem de fumaça que cobriu a cidade de Araranguá nos últimos dias.

Trata-se de um incêndio em turfas.
A turfa é o tipo de material orgânico resultante da decomposição da vegetação que se acumula no solo e pode alcançar vários metros de profundidade.
Esse incêndio queima de 1 a 2 metros abaixo do solo.

É muito difícil combater esse tipo de incêndio, pois existe uma camada de terra por cima. Ou seja, a queima ocorre por baixo, tornando o local de difícil acesso, não sendo possível chegar com o caminhão e realizar o combate direto.

O Corpo de Bombeiros já esteve no local e todos os pontos do incêndio já foram monitorados. Não existe nenhuma residência próxima e nenhum risco em potencial.

Estamos em constante alerta com os riscos a vidas e patrimônio.

A guarnição de serviço, não está no local permanente, pois devido às demandas ordinárias e a outras diversas ocorrências, prejudicaria a qualidade do atendimento e o tempo resposta.

O Corpo de Bombeiros Militar de Araranguá segue em alerta."

[video width="848" height="480" mp4="https://portalw3.com.br/wp-content/uploads/2021/11/WhatsApp-Video-2021-11-16-at-16.08.20.mp4"][/video]

Fonte: CBMSC

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui 

Hoje (16), o Corpo de Bombeiros Militar divulgou uma nota tratando da nuvem de fumaça que toma o município de Araranguá, acompanhado de um vídeo do Capitão Marcolim a respeito. Confira:

“Nota de esclarecimento.

Entenda um pouco sobre a nuvem de fumaça que cobriu a cidade de Araranguá nos últimos dias.

Trata-se de um incêndio em turfas.
A turfa é o tipo de material orgânico resultante da decomposição da vegetação que se acumula no solo e pode alcançar vários metros de profundidade.
Esse incêndio queima de 1 a 2 metros abaixo do solo.

É muito difícil combater esse tipo de incêndio, pois existe uma camada de terra por cima. Ou seja, a queima ocorre por baixo, tornando o local de difícil acesso, não sendo possível chegar com o caminhão e realizar o combate direto.

O Corpo de Bombeiros já esteve no local e todos os pontos do incêndio já foram monitorados. Não existe nenhuma residência próxima e nenhum risco em potencial.

Estamos em constante alerta com os riscos a vidas e patrimônio.

A guarnição de serviço, não está no local permanente, pois devido às demandas ordinárias e a outras diversas ocorrências, prejudicaria a qualidade do atendimento e o tempo resposta.

O Corpo de Bombeiros Militar de Araranguá segue em alerta.”

Fonte: CBMSC

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui 

Compartilhe

Voltar às notícias