Comércio se prepara para horário de Natal em Araranguá

Em duas semanas as lojas atenderão em horário diferenciado

IMAGEM: ARQUIVO

Araranguá conta com aproximadamente 2 mil funcionários no comércio segundo dados do Sindicato dos Comerciários do Vale do Araranguá, o Sintracom.  A data natalina é uma das mais aguardadas pelo setor e é responsável por incrementar as vendas e, em 2020, contribuir com os impactos econômicos causados pela pandemia.

Os sindicatos dos lojistas e dos comerciários acordaram no início do mês os ajustes para ampliar os horários no período. Segundo as negociações, o chamado “Horário de Natal”, deve começar no sábado dia 12 de dezembro com atendimento até às 17 horas.

O presidente do Sintracom, Joelcio dos Santos, explicou à reportagem que alguns comerciários estao afastados do trabalho por conta das medidas de afastamento do Covid-19. A eles, o acordo de ampliação do trabalho não vale, mas estão protegidos pelas regras legais. “Tem muito comerciários em suspensão  de contrato de trabalho, mas que o governo federal oferece auxílio de pagamento do salário via MP 936”, disse.

Veja como ficam os horários neste ano:



 

IMAGEM: ARQUIVO

Araranguá conta com aproximadamente 2 mil funcionários no comércio segundo dados do Sindicato dos Comerciários do Vale do Araranguá, o Sintracom.  A data natalina é uma das mais aguardadas pelo setor e é responsável por incrementar as vendas e, em 2020, contribuir com os impactos econômicos causados pela pandemia.

Os sindicatos dos lojistas e dos comerciários acordaram no início do mês os ajustes para ampliar os horários no período. Segundo as negociações, o chamado “Horário de Natal”, deve começar no sábado dia 12 de dezembro com atendimento até às 17 horas.

O presidente do Sintracom, Joelcio dos Santos, explicou à reportagem que alguns comerciários estao afastados do trabalho por conta das medidas de afastamento do Covid-19. A eles, o acordo de ampliação do trabalho não vale, mas estão protegidos pelas regras legais. “Tem muito comerciários em suspensão  de contrato de trabalho, mas que o governo federal oferece auxílio de pagamento do salário via MP 936”, disse.

Veja como ficam os horários neste ano:

 

Compartilhe

Voltar às notícias