Cinco cidades da AMESC estão com todos os casos de Covid-19 curados

De acordo com informativo da AMESC deste domingo, 21, Balneário Arroio do Silva registra a maior taxa de incidência acumulada na população

Por Dyessica Abadi

O último Boletim Epidemiológico divulgado pela Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (AMESC) revela que 100% dos casos confirmados de Covid-19 estão recuperados em cinco cidades da região. São elas: Passo de Torres, Timbé do Sul, Jacinto Machado, Turvo e Ermo.

Neste domingo, 21, o número de casos confirmados na região da AMESC passou para 364. Destes, 320 pessoas estão recuperadas — ou seja, 89,6% dos casos confirmados já estão curados. O cálculo é feito com base na divisão entre recuperados e confirmados menos o número de óbitos.

Na sexta-feira, 19, o Hospital Regional de Araranguá registrava 41% dos leitos ocupados — entre 10 leitos da UTI Covid-19, seis estavam ocupados. Por outro lado, os seis leitos do setor de infectologia encontravam-se disponíveis.

O gráfico abaixo é interativo e registra o crescimentos de casos no mês de Junho de 2020. A linha verde demonstra os casos confirmados com Covid-19 na AMESC; a amarela registra a quantidade de suspeitos; já a azul revela o total de recuperados pelo vírus; e a linha em preto apresenta o número de mortos.

Clique ou passe o cursor sobre os pontos das linhas — assim, você terá acesso aos números registrados pelos Boletins Epidemiológicos.



Alguns municípios não disponibilizam a situação de tratamento, domiciliar ou hospitalar, das pessoas em fase de recuperação. De acordo com o Boletim Epidemiológico deste domingo, 21, os últimos dados divulgados pela Prefeitura de Timbé do Sul e Passo de Torres são da última quarta-feira, 17 de junho, e do sábado, 20 de junho, respectivamente.

A última morte em decorrência do vírus foi registrada em Araranguá, no dia 25 de maio, há pouco mais de um mês. Atualmente, a taxa de letalidade na região da AMESC é 1,9%, com 7 mortes contabilizadas nos municípios de: Sombrio (3), Araranguá (2), Balneário Arroio do Silva (1) e Balneário Gaivota (1).

Demora para divulgação do resultado dos testes do LACEN


O teste do RT-PCR utiliza técnicas de biologia molecular para detectar a presença do vírus causador da Covid-19 no corpo.  É o exame é considerado “padrão-ouro” para diagnóstico e vem sendo realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (LACEN). De acordo com o Secretário de Saúde de Passo de Torres, Caio Barp, o LACEN está demorando em torno de dez dias para disponibilizar os resultados dos testes para Covid-19.

"Hoje (22 de maio) saiu o resultado de um paciente positivo, sendo que já terminou a quarentena dele. Já faz mais de 72 horas que o paciente está sem sintomas", destacou o secretário. Por conta disso, os casos considerados suspeitos também são monitorados pela Vigilância Epidemiológica do município.

"Nós temos um médico para atendimento exclusivo dos pacientes sintomáticos na Unidade Básica de Saúde. Através da análise clínica, é decidido qual teste deve ser aplicado. Nós optamos pelo teste do PCR, cabendo dentro da Norma Técnica vigente. Dentre a coleta, o paciente já sai orientado a ficar  14 dias em isolamento e assina também o termo da Nota Técnica", explica Caio Barp, Secretário de Saúde de Passo de Torres.

Quanto às ações de fiscalização e prevenção, o secretário informa que o município está atuando em parceira com a Polícia Militar. "A Vigilância Sanitária também realiza o trabalho de orientação, passando nos comércios e orientando sobre o uso da mascara, do álcool em gel e tudo mais", garante.

Balneário Arroio do Silva tem a maior taxa de incidência acumulada na AMESC


Ainda segundo o informativo, o município de Balneário Arroio do Silva registra a maior taxa de incidência acumulada na população, com 385,7 casos a cada 100.000 mil habitantes. Nesta segunda-feira, 22, a Prefeitura Municipal divulgou mais três casos confirmados para o vírus — entre eles estão dois adolescentes: um menino de 15 anos e uma menina de 12 anos; e um rapaz 18 anos. Todos foram atendidos no Centro de Triagem e encontram-se em monitoramento domiciliar.

Já em relação à taxa de casos em recuperação (ou seja, casos confirmados, mas sem confirmação de recuperação), o município de Morro Grande apresenta maior taxa, com 138 casos a cada 100.000 habitantes, seguido de Balneário Arroio de Silva, Praia Grande, que apresentam taxas de casos em recuperação acima da média do estado. Em seguida, estão os municípios de Meleiro, Sombrio, Maracajá, Passo de Torres e Santa Rosa do Sul.

Abaixo, é possível comparar a distribuição dos casos confirmados de Covid-19 para cada município da AMESC e a taxa de incidência a cada 100.000 mil habitantes. Também é possível comparar a situação com Chapecó, a capital Florianópolis, o Estado de Santa Catarina e Brasil.

[caption id="attachment_62639" align="aligncenter" width="650"] Imagem: Divulgação/AMESC[/caption]

Por Dyessica Abadi

O último Boletim Epidemiológico divulgado pela Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (AMESC) revela que 100% dos casos confirmados de Covid-19 estão recuperados em cinco cidades da região. São elas: Passo de Torres, Timbé do Sul, Jacinto Machado, Turvo e Ermo.

Neste domingo, 21, o número de casos confirmados na região da AMESC passou para 364. Destes, 320 pessoas estão recuperadas — ou seja, 89,6% dos casos confirmados já estão curados. O cálculo é feito com base na divisão entre recuperados e confirmados menos o número de óbitos.

Na sexta-feira, 19, o Hospital Regional de Araranguá registrava 41% dos leitos ocupados — entre 10 leitos da UTI Covid-19, seis estavam ocupados. Por outro lado, os seis leitos do setor de infectologia encontravam-se disponíveis.

O gráfico abaixo é interativo e registra o crescimentos de casos no mês de Junho de 2020. A linha verde demonstra os casos confirmados com Covid-19 na AMESC; a amarela registra a quantidade de suspeitos; já a azul revela o total de recuperados pelo vírus; e a linha em preto apresenta o número de mortos.

Clique ou passe o cursor sobre os pontos das linhas — assim, você terá acesso aos números registrados pelos Boletins Epidemiológicos.

Alguns municípios não disponibilizam a situação de tratamento, domiciliar ou hospitalar, das pessoas em fase de recuperação. De acordo com o Boletim Epidemiológico deste domingo, 21, os últimos dados divulgados pela Prefeitura de Timbé do Sul e Passo de Torres são da última quarta-feira, 17 de junho, e do sábado, 20 de junho, respectivamente.

A última morte em decorrência do vírus foi registrada em Araranguá, no dia 25 de maio, há pouco mais de um mês. Atualmente, a taxa de letalidade na região da AMESC é 1,9%, com 7 mortes contabilizadas nos municípios de: Sombrio (3), Araranguá (2), Balneário Arroio do Silva (1) e Balneário Gaivota (1).

Demora para divulgação do resultado dos testes do LACEN

O teste do RT-PCR utiliza técnicas de biologia molecular para detectar a presença do vírus causador da Covid-19 no corpo.  É o exame é considerado “padrão-ouro” para diagnóstico e vem sendo realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (LACEN). De acordo com o Secretário de Saúde de Passo de Torres, Caio Barp, o LACEN está demorando em torno de dez dias para disponibilizar os resultados dos testes para Covid-19.

“Hoje (22 de maio) saiu o resultado de um paciente positivo, sendo que já terminou a quarentena dele. Já faz mais de 72 horas que o paciente está sem sintomas”, destacou o secretário. Por conta disso, os casos considerados suspeitos também são monitorados pela Vigilância Epidemiológica do município.

“Nós temos um médico para atendimento exclusivo dos pacientes sintomáticos na Unidade Básica de Saúde. Através da análise clínica, é decidido qual teste deve ser aplicado. Nós optamos pelo teste do PCR, cabendo dentro da Norma Técnica vigente. Dentre a coleta, o paciente já sai orientado a ficar  14 dias em isolamento e assina também o termo da Nota Técnica”, explica Caio Barp, Secretário de Saúde de Passo de Torres.

Quanto às ações de fiscalização e prevenção, o secretário informa que o município está atuando em parceira com a Polícia Militar. “A Vigilância Sanitária também realiza o trabalho de orientação, passando nos comércios e orientando sobre o uso da mascara, do álcool em gel e tudo mais”, garante.

Balneário Arroio do Silva tem a maior taxa de incidência acumulada na AMESC

Ainda segundo o informativo, o município de Balneário Arroio do Silva registra a maior taxa de incidência acumulada na população, com 385,7 casos a cada 100.000 mil habitantes. Nesta segunda-feira, 22, a Prefeitura Municipal divulgou mais três casos confirmados para o vírus — entre eles estão dois adolescentes: um menino de 15 anos e uma menina de 12 anos; e um rapaz 18 anos. Todos foram atendidos no Centro de Triagem e encontram-se em monitoramento domiciliar.

Já em relação à taxa de casos em recuperação (ou seja, casos confirmados, mas sem confirmação de recuperação), o município de Morro Grande apresenta maior taxa, com 138 casos a cada 100.000 habitantes, seguido de Balneário Arroio de Silva, Praia Grande, que apresentam taxas de casos em recuperação acima da média do estado. Em seguida, estão os municípios de Meleiro, Sombrio, Maracajá, Passo de Torres e Santa Rosa do Sul.

Abaixo, é possível comparar a distribuição dos casos confirmados de Covid-19 para cada município da AMESC e a taxa de incidência a cada 100.000 mil habitantes. Também é possível comparar a situação com Chapecó, a capital Florianópolis, o Estado de Santa Catarina e Brasil.

Imagem: Divulgação/AMESC

Compartilhe

Voltar às notícias