Católicos participam da tradicional benção do vestido de Nossa Senhora Mãe dos Homens

O vestido foi doado pela família de Rafael e Rosane Fagundes, moradores do bairro Divinéia em Araranguá e que estavam há 11 anos na fila para a doação

A 172ª Romaria e Festa de Nossa Senhora Mãe dos Homens, de Araranguá, estava marcada para acontecer nas vésperas do dia da padroeira do santuário araranguaense, celebrada em 04 de maio, porém devido a pandemia do novo Coronavírus, todos os festejos foram transferidos para o mês de agosto.


Nas últimas semanas aconteceram nas comunidades de São Francisco de Assis, no Jardim das Avenidas; São José, na Vila São José e Nossa Senhora Aparecida na Urussanguinha, as novenas em honra à padroeira, que foram adiadas por conta da pandemia.


No último domingo, 9, em solene celebração eucarística, aconteceu a benção do novo vestido da imagem de Nossa Senhora Mãe dos Homens, tradição no município, onde anualmente acontece a troca do vestido, manto e conjunto de jóias.


O vestido foi doado pela família de Rafael e Rosane Fagundes, moradores do bairro Divinéia em Araranguá e que estavam há 11 anos na fila para a doação. Acompanhados das filhas, Catarina e Rafaela, o vestido doado pela família foi abençoada pelo reitor do Santuário, padre Maxssuél da Rosa Mendonça.


Em sua fala, o sacerdote recordou o motivo da doação. “Esse momento que vivemos é fruto de uma promessa desta família. Nossa Senhora é mãe e sabe o que cada um sente. Esse vestido relembra a pureza de Maria, virgem e mãe”, disse.


Conforme padre Maxssuél, a troca das vestes da padroeira acontecerão no próximo sábado, 15. “Esse será um momento reservado para as pessoas que costumeiramente já vivem isso, pois é uma tradição. Além dessas mulheres, apenas as famílias doadoras das vestes que acompanharão”, ressaltou.

A 172ª Romaria e Festa de Nossa Senhora Mãe dos Homens, de Araranguá, estava marcada para acontecer nas vésperas do dia da padroeira do santuário araranguaense, celebrada em 04 de maio, porém devido a pandemia do novo Coronavírus, todos os festejos foram transferidos para o mês de agosto.

Nas últimas semanas aconteceram nas comunidades de São Francisco de Assis, no Jardim das Avenidas; São José, na Vila São José e Nossa Senhora Aparecida na Urussanguinha, as novenas em honra à padroeira, que foram adiadas por conta da pandemia.

No último domingo, 9, em solene celebração eucarística, aconteceu a benção do novo vestido da imagem de Nossa Senhora Mãe dos Homens, tradição no município, onde anualmente acontece a troca do vestido, manto e conjunto de jóias.

O vestido foi doado pela família de Rafael e Rosane Fagundes, moradores do bairro Divinéia em Araranguá e que estavam há 11 anos na fila para a doação. Acompanhados das filhas, Catarina e Rafaela, o vestido doado pela família foi abençoada pelo reitor do Santuário, padre Maxssuél da Rosa Mendonça.

Em sua fala, o sacerdote recordou o motivo da doação. “Esse momento que vivemos é fruto de uma promessa desta família. Nossa Senhora é mãe e sabe o que cada um sente. Esse vestido relembra a pureza de Maria, virgem e mãe”, disse.

Conforme padre Maxssuél, a troca das vestes da padroeira acontecerão no próximo sábado, 15. “Esse será um momento reservado para as pessoas que costumeiramente já vivem isso, pois é uma tradição. Além dessas mulheres, apenas as famílias doadoras das vestes que acompanharão”, ressaltou.

Compartilhe

Voltar às notícias