Campeonato de voo hélice movimenta Araranguá no final de semana

Evento começou nesta sexta, 30, e segue no sábado, 01, no Clube de Tiro Combate  

Os clubes de tiro e as modalidades oferecidas pelos adeptos da prática esportiva tem movimentado a região ultimamente. É um verdadeiro caso de amor, disciplina e competitividade saudável, segundo os praticantes que crescem em números a cada dia. A última novidade que tem agradado os esportistas é a modalidade tiro à hélice, que é motivo de uma competição que acontece neste final de semana em Araranguá.



Desde as primeiras horas desta sexta, 30, os competidores já estão a postos no Clube de Tiro Combate para o “Prova de Hélice Valdir Abel”. As provas continuam no sábado, 01. De acordo com os organizadores, podem participar atiradores, quem já tem o registro e àqueles que não tiverem arma, o clube emprestará para participar. “Todos atiradores da região que quiserem participar e conhecer esta modalidade são bem-vindos. Teremos ações a noite também”, disse, José Gustavo Rocha, que esteve no programa On na W3 News na quinta, 30.

Confira a entrevista:

Os clubes de tiro e as modalidades oferecidas pelos adeptos da prática esportiva tem movimentado a região ultimamente. É um verdadeiro caso de amor, disciplina e competitividade saudável, segundo os praticantes que crescem em números a cada dia. A última novidade que tem agradado os esportistas é a modalidade tiro à hélice, que é motivo de uma competição que acontece neste final de semana em Araranguá.

Desde as primeiras horas desta sexta, 30, os competidores já estão a postos no Clube de Tiro Combate para o “Prova de Hélice Valdir Abel”. As provas continuam no sábado, 01. De acordo com os organizadores, podem participar atiradores, quem já tem o registro e àqueles que não tiverem arma, o clube emprestará para participar. “Todos atiradores da região que quiserem participar e conhecer esta modalidade são bem-vindos. Teremos ações a noite também”, disse, José Gustavo Rocha, que esteve no programa On na W3 News na quinta, 30.

Confira a entrevista:

Compartilhe

Voltar às notícias