Campeão catarinense de Kart é araranguaense e se prepara para as próximas competições

Erick Mota aguarda a liberação das competições após a pandemia para representar o município e o Estado

Com apenas 16 anos, Erick Mota coleciona vários títulos no esporte que escolheu para se dedicar: o kart. Em 2015 levou o Sul Catarinense na categoria cadete, e também a 6ª colocação na categoria F4, considerada a mais disputada e difícil. Em 2017 conquistou o Sul Catarinense, e em 2018 foi vice-campeão na categoria F4 regional. Vitórias estas que impulsionaram o adolescente vencer em 2019 quatro etapas tornando-se campeão Sul Catarinense de Kart.

Mas o auge da carreira de Erick foi em dezembro do ano passado quando trouxe para casa a sua principal conquista, o título do Campeonato Catarinense. “Nos dias 5 à 7 de dezembro ocorreu o campeonato Catarinense em Florianópolis, esses foram os dias mais tensos e batalhados da minha passagem no esporte, porém no final veio uma grande recompensa quando me tornei o campeão estadual”, contou.

Porém a expectativa de manter o ritmo e participar de outros eventos esportivos foi frustada com a pandemia. E, em 2020, Eric, aguarda a liberação das competições para representar Araranguá sua cidade natal e o próprio estado, já que é o maior piloto de kart de Santa Catarina na atualidade.

A programação do atleta é participar do campeonato Sul Brasileiro, o Gaúcho e também o próximo catarinense. “Estou tentando treinar como posso, pelo menos uma vez por semana, mas é difícil por causa dos cuidados. Vamos aos sábados treinar na pista em Morro da Fumaça onde acontece o campeonato Sul Catarinense. A pista de Araranguá está meio abandonada, então fica difícil treinar aqui”.

Além de diminuir os treinos por causa das medidas impostas para conter o Covid-19, o araranguaense campeão esbarra em outro obstáculo para se manter no esporte. Quem mantém os custos das competições e equipamentos é a própria família. “Temos um custo médio de R$2 mil por competição, e seria importante o apoio de um patrocínio”, comentou.

Eric que era apenas um adolescente cheio de sonhos, hoje também é considerado famoso no meio esportivo. “Fiquei bastante conhecido no meio e fui na pista de kart em Araranguá outro dia conhecer. Fiquei feliz e impressionado das pessoas falando meu nome e dizendo que me acompanhavam. Pessoas que eu não conhecia e nunca tinha visto. Isso é muito legal!”.

Para acompanhar e conhecer um pouco de Erick, basta acessar as suas redes sociais. No Instagram no perfil @emota0 e no Facebook @erickmota.



Fotos: Arquivo Pessoal

Com apenas 16 anos, Erick Mota coleciona vários títulos no esporte que escolheu para se dedicar: o kart. Em 2015 levou o Sul Catarinense na categoria cadete, e também a 6ª colocação na categoria F4, considerada a mais disputada e difícil. Em 2017 conquistou o Sul Catarinense, e em 2018 foi vice-campeão na categoria F4 regional. Vitórias estas que impulsionaram o adolescente vencer em 2019 quatro etapas tornando-se campeão Sul Catarinense de Kart.

Mas o auge da carreira de Erick foi em dezembro do ano passado quando trouxe para casa a sua principal conquista, o título do Campeonato Catarinense. “Nos dias 5 à 7 de dezembro ocorreu o campeonato Catarinense em Florianópolis, esses foram os dias mais tensos e batalhados da minha passagem no esporte, porém no final veio uma grande recompensa quando me tornei o campeão estadual”, contou.

Porém a expectativa de manter o ritmo e participar de outros eventos esportivos foi frustada com a pandemia. E, em 2020, Eric, aguarda a liberação das competições para representar Araranguá sua cidade natal e o próprio estado, já que é o maior piloto de kart de Santa Catarina na atualidade.

A programação do atleta é participar do campeonato Sul Brasileiro, o Gaúcho e também o próximo catarinense. “Estou tentando treinar como posso, pelo menos uma vez por semana, mas é difícil por causa dos cuidados. Vamos aos sábados treinar na pista em Morro da Fumaça onde acontece o campeonato Sul Catarinense. A pista de Araranguá está meio abandonada, então fica difícil treinar aqui”.

Além de diminuir os treinos por causa das medidas impostas para conter o Covid-19, o araranguaense campeão esbarra em outro obstáculo para se manter no esporte. Quem mantém os custos das competições e equipamentos é a própria família. “Temos um custo médio de R$2 mil por competição, e seria importante o apoio de um patrocínio”, comentou.

Eric que era apenas um adolescente cheio de sonhos, hoje também é considerado famoso no meio esportivo. “Fiquei bastante conhecido no meio e fui na pista de kart em Araranguá outro dia conhecer. Fiquei feliz e impressionado das pessoas falando meu nome e dizendo que me acompanhavam. Pessoas que eu não conhecia e nunca tinha visto. Isso é muito legal!”.

Para acompanhar e conhecer um pouco de Erick, basta acessar as suas redes sociais. No Instagram no perfil @emota0 e no Facebook @erickmota.

Fotos: Arquivo Pessoal

Compartilhe

Voltar às notícias