Câmara aprova requerimento para criação de banco de ideias

Proposta foi encaminhada pelo vereador Nelson Soares a partir de uma demanda popular

Foto: Assessoria Câmara de Vereadores

Um trabalho acadêmico pode virar uma realidade na Câmara de Vereadores de Araranguá. O vereador Nelson Soares (PDT) aprovou por unanimidade na noite desta quarta-feira (21) um requerimento para a mesa diretora da Casa Legislativa solicitando a criação do banco de ideias legislativas.

O projeto que foi encaminhado anexo ao requerimento foi uma proposta que nasceu dentro do curso de Direito do Campus da Unisul em Araranguá. Para Nelson, a ideia é ouvir as inúmeras solicitações dos araranguaenses. “Fomos procurados por estudantes que tinham como missão a criação de um projeto de lei e um dos trabalhos apresentados na universidade foi um que institui o banco de ideias legislativas. Ficamos felizes em receber essa sugestão dos acadêmicos e dos professores Elisangela Dandoline e Fábio Matos”, disse.

Para o professor Fábio Matos, frisou a importância do requerimento na Câmara de Vereadores de Araranguá. “A criação do banco de ideias fomenta a participação do cidadão no exercício de sua cidadania”, disse.

Fonte: Assessoria de imprensa Câmara de Vereadores

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Um trabalho acadêmico pode virar uma realidade na Câmara de Vereadores de Araranguá. O vereador Nelson Soares (PDT) aprovou por unanimidade na noite desta quarta-feira (21) um requerimento para a mesa diretora da Casa Legislativa solicitando a criação do banco de ideias legislativas.

O projeto que foi encaminhado anexo ao requerimento foi uma proposta que nasceu dentro do curso de Direito do Campus da Unisul em Araranguá. Para Nelson, a ideia é ouvir as inúmeras solicitações dos araranguaenses. “Fomos procurados por estudantes que tinham como missão a criação de um projeto de lei e um dos trabalhos apresentados na universidade foi um que institui o banco de ideias legislativas. Ficamos felizes em receber essa sugestão dos acadêmicos e dos professores Elisangela Dandoline e Fábio Matos”, disse.

Para o professor Fábio Matos, frisou a importância do requerimento na Câmara de Vereadores de Araranguá. “A criação do banco de ideias fomenta a participação do cidadão no exercício de sua cidadania”, disse.

Fonte: Assessoria de imprensa Câmara de Vereadores

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Compartilhe

Voltar às notícias