Bolsonaro fará discurso na ONU nessa terça (21) ainda pela manhã

Em uma viagem rodeada de altos e baixos, Jair Bolsonaro fará discurso de abertura em assembléia

Foto: Arquivo

Desde o ultimo domingo (19), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está hospedado em Nova York a espera de seu pronunciamento no congresso da Organização das Nações Unidas (ONU) que ocorre hoje (21) as 10h. O presidente não apenas participará da assembléia, seu discurso abrirá o evento, declarando na ultima sexta-feira (17) que seu discurso será baseado em "verdades".

Após o discurso do representante Brasileiro, quem assume a palavra é o estadunidense Joe Biden, seguido por outros 15 representantes de diferentes países. A previsão é que a reunião tenha como foco de seus debates a pandemia da Covid-19. O evento ocorrerá durante o dia de hoje e se estenderá junto de uma agenda de encontros dos lideres envolvidos até o dia 27.

A chegada de Jair Bolsonaro não foi sem suas polêmicas. Ao chegar, foi recepcionado por um grupo de protestantes em frente a à residência da missão brasileira na ONU, além disso, documentou-se pelas ruas da cidade um caminhão exibindo em um telão mensagens contra o atual governo. Também polêmica é a decisão de não se vacinar por parte do líder do país, que como tal, é impedido de residir em ambientes fechados e foi criticado pelo prefeito de Nova York, Bill de Blasio, que anteriormente havia declarado que os lideres mundiais ainda sem a vacina não deveriam comparecer a reunião. Bolsonaro entretanto, manteve seu posicionamento de vacinar-se apenas quando toda a população brasileira já estiver imunizada.

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Desde o ultimo domingo (19), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está hospedado em Nova York a espera de seu pronunciamento no congresso da Organização das Nações Unidas (ONU) que ocorre hoje (21) as 10h. O presidente não apenas participará da assembléia, seu discurso abrirá o evento, declarando na ultima sexta-feira (17) que seu discurso será baseado em “verdades”.

Após o discurso do representante Brasileiro, quem assume a palavra é o estadunidense Joe Biden, seguido por outros 15 representantes de diferentes países. A previsão é que a reunião tenha como foco de seus debates a pandemia da Covid-19. O evento ocorrerá durante o dia de hoje e se estenderá junto de uma agenda de encontros dos lideres envolvidos até o dia 27.

A chegada de Jair Bolsonaro não foi sem suas polêmicas. Ao chegar, foi recepcionado por um grupo de protestantes em frente a à residência da missão brasileira na ONU, além disso, documentou-se pelas ruas da cidade um caminhão exibindo em um telão mensagens contra o atual governo. Também polêmica é a decisão de não se vacinar por parte do líder do país, que como tal, é impedido de residir em ambientes fechados e foi criticado pelo prefeito de Nova York, Bill de Blasio, que anteriormente havia declarado que os lideres mundiais ainda sem a vacina não deveriam comparecer a reunião. Bolsonaro entretanto, manteve seu posicionamento de vacinar-se apenas quando toda a população brasileira já estiver imunizada.

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Compartilhe

Voltar às notícias