Blog Rolando Christian Rolando: governador entra na lista dos investigados

Rolando Christian Coelho, 22/05/2020

Situação do governador Carlos Moisés da Silva (PSL) se complicou, ontem, na CPI que investiga a suposta compra fraudulenta de 200 respiradores para o combate a covid-19, ao custo de R$ 33 milhões para o Estado. O depósito deste valor para a empresa fluminense Veigamed, que vendeu os respiradores, foi realizado no dia 2 de abril, depois de um apressado processo que teria envolvido agentes da Secretaria de Estado da Saúde, e da Casa Civil, então comanda por Douglas Borba, figura que vem dispensando um olhar diferenciado por parte das autoridades que investigam o caso.

Até ontem, Carlos Moisés vinha passando incólume pelo processo de investigação, afinal de contas não se conseguia ligar ele diretamente a nenhuma ilicitude no caso. Todavia, a CPI instaurada na Assembleia Legislativa recebeu documento da empresa catarinense Intelbrás, oferecendo 100 respiradores ao custo de R$ 7 milhões. Subentende-se que 200 respiradores custaram R$ 14 milhões, menos da metade do preço da Veigamed. Tal proposta foi entregue ao governo no dia 24 de março e, de acordo com a CPI, tem a assinatura do governador. Em princípio, oito dias antes do governo ter pago R$ 33 milhões para a Veigamed, já era sabido que outra empresa poderia vender os respiradores por um valor bem inferior. Tecnicamente, como a proposta inferior tem a assinatura do governador, a CPI supõe que ele era sabedor dos fatos, o que o coloca, também, na condição de investigado.

Pisca diz que aceita decisão que MDB tomar

Ainda que disposto a correr ao comando do executivo de Turvo, vice-prefeito Edson Dagostin, o Pisca (MDB), diz que o partido tem total liberdade para escolher o nome que achar ser mais conveniente para o embate eleitoral deste ano. Pisca diz que endossa até mesmo uma candidatura emedebista de alguém totalmente fora do cenário político. “É claro que tenho vontade de ser candidato a prefeito, mas minha vontade nunca será maior do que a vontade do partido. Se este não for o meu momento, apoio integralmente o caminho que tiver que ser seguido. O importante é darmos continuidade a um trabalho exitoso que foi iniciado há três mandatos”, comenta o vice.

Região Sul lidera ranking de covid-19 no Estado

Com cerca de mil casos, Sul de Santa Catarina lidera o ranking de covid-19 no Estado, como também o número de óbitos, que já chega a quase 30. Em nossa região, na próxima semana é muito provável que já tenhamos cerca de 200 casos confirmados. Os órgãos de saúde têm trabalhado com a estimativa de que, para cada caso confirmado, existam pelo menos outros dez ativos, mas não confirmados. A expressiva marca no Sul do Estado, e especificamente aqui no Extremo Sul, serve de alerta para que os cuidados em relação a covid em nossa região sejam redobrados. Vale lembrar que os leitos de UTIs de Santa Catarina já estão praticamente lotados, com projeções dando conta de que até o final do mês não haja mais vagas para casos de covid.

Evandro Scaini confirma que será candidato em Arroio

Ex-prefeito de Balneário Arroio do Silva, Evandro Scaini (PSL), confirmou, oficialmente, que será candidato a prefeito em seu município neste ano. Egresso do PSD, Evandro diz que seu projeto já está sendo construído, ainda que de forma cautelosa, por conta dos fatos ligados a pandemia de covid-19. “Por enquanto estamos naquelas conversas de esquina, mas minha decisão de concorrer novamente ao executivo já está tomada”, comenta o ex-prefeito. Ele ressalta que as tratativas para a formação de uma ampla coligação já estão em andamento, mas prefere não revelar quais siglas estariam irmanadas a seu projeto.

MDB está negociando com PSD e Progressistas de Gaivota

MDB de Balneário Gaivota deve se reunir hoje para definir seu futuro político. Líderes da sigla tem conversado com lideranças do PSD e do Progressistas do município, de forma muito próxima, nos últimos dias. As conversas de bastidores dão conta de uma possível aliança majoritária entre PSD e MDB. Neste sentido, o atual vice-prefeito Evânio Iris Machado, o Machadinho (PSD), seria lançado candidato a prefeito, tendo o vereador Guidi Matos (MDB) como seu candidato a vice. A dupla seria apoiada pelo Progressistas. Há uma ala do MDB, no entanto, que defende uma aliança com o PSDB, partido que deve lançar o ex-vereador Everaldo dos Santos, o Kekinha, como candidato a prefeito. Neste viés, o MDB indicaria também o candidato a vice.

Situação do governador Carlos Moisés da Silva (PSL) se complicou, ontem, na CPI que investiga a suposta compra fraudulenta de 200 respiradores para o combate a covid-19, ao custo de R$ 33 milhões para o Estado. O depósito deste valor para a empresa fluminense Veigamed, que vendeu os respiradores, foi realizado no dia 2 de abril, depois de um apressado processo que teria envolvido agentes da Secretaria de Estado da Saúde, e da Casa Civil, então comanda por Douglas Borba, figura que vem dispensando um olhar diferenciado por parte das autoridades que investigam o caso.

Até ontem, Carlos Moisés vinha passando incólume pelo processo de investigação, afinal de contas não se conseguia ligar ele diretamente a nenhuma ilicitude no caso. Todavia, a CPI instaurada na Assembleia Legislativa recebeu documento da empresa catarinense Intelbrás, oferecendo 100 respiradores ao custo de R$ 7 milhões. Subentende-se que 200 respiradores custaram R$ 14 milhões, menos da metade do preço da Veigamed. Tal proposta foi entregue ao governo no dia 24 de março e, de acordo com a CPI, tem a assinatura do governador. Em princípio, oito dias antes do governo ter pago R$ 33 milhões para a Veigamed, já era sabido que outra empresa poderia vender os respiradores por um valor bem inferior. Tecnicamente, como a proposta inferior tem a assinatura do governador, a CPI supõe que ele era sabedor dos fatos, o que o coloca, também, na condição de investigado.

Pisca diz que aceita decisão que MDB tomar

Ainda que disposto a correr ao comando do executivo de Turvo, vice-prefeito Edson Dagostin, o Pisca (MDB), diz que o partido tem total liberdade para escolher o nome que achar ser mais conveniente para o embate eleitoral deste ano. Pisca diz que endossa até mesmo uma candidatura emedebista de alguém totalmente fora do cenário político. “É claro que tenho vontade de ser candidato a prefeito, mas minha vontade nunca será maior do que a vontade do partido. Se este não for o meu momento, apoio integralmente o caminho que tiver que ser seguido. O importante é darmos continuidade a um trabalho exitoso que foi iniciado há três mandatos”, comenta o vice.

Região Sul lidera ranking de covid-19 no Estado

Com cerca de mil casos, Sul de Santa Catarina lidera o ranking de covid-19 no Estado, como também o número de óbitos, que já chega a quase 30. Em nossa região, na próxima semana é muito provável que já tenhamos cerca de 200 casos confirmados. Os órgãos de saúde têm trabalhado com a estimativa de que, para cada caso confirmado, existam pelo menos outros dez ativos, mas não confirmados. A expressiva marca no Sul do Estado, e especificamente aqui no Extremo Sul, serve de alerta para que os cuidados em relação a covid em nossa região sejam redobrados. Vale lembrar que os leitos de UTIs de Santa Catarina já estão praticamente lotados, com projeções dando conta de que até o final do mês não haja mais vagas para casos de covid.

Evandro Scaini confirma que será candidato em Arroio

Ex-prefeito de Balneário Arroio do Silva, Evandro Scaini (PSL), confirmou, oficialmente, que será candidato a prefeito em seu município neste ano. Egresso do PSD, Evandro diz que seu projeto já está sendo construído, ainda que de forma cautelosa, por conta dos fatos ligados a pandemia de covid-19. “Por enquanto estamos naquelas conversas de esquina, mas minha decisão de concorrer novamente ao executivo já está tomada”, comenta o ex-prefeito. Ele ressalta que as tratativas para a formação de uma ampla coligação já estão em andamento, mas prefere não revelar quais siglas estariam irmanadas a seu projeto.

MDB está negociando com PSD e Progressistas de Gaivota

MDB de Balneário Gaivota deve se reunir hoje para definir seu futuro político. Líderes da sigla tem conversado com lideranças do PSD e do Progressistas do município, de forma muito próxima, nos últimos dias. As conversas de bastidores dão conta de uma possível aliança majoritária entre PSD e MDB. Neste sentido, o atual vice-prefeito Evânio Iris Machado, o Machadinho (PSD), seria lançado candidato a prefeito, tendo o vereador Guidi Matos (MDB) como seu candidato a vice. A dupla seria apoiada pelo Progressistas. Há uma ala do MDB, no entanto, que defende uma aliança com o PSDB, partido que deve lançar o ex-vereador Everaldo dos Santos, o Kekinha, como candidato a prefeito. Neste viés, o MDB indicaria também o candidato a vice.

Compartilhe

Voltar ao blog