Blog Rolando Christian Coelho: Zé Milton caiu nas graças do governador Carlos Moisés 

Desde que votou contra o prosseguimento do processo de impeachment que objetiva cassar o governador Carlos Moisés da Silva (PSL), deputado estadual José Milton Scheffer (PP) vem sendo tido em alta conta dentro do Palácio do Governo. Ele foi um dos sete parlamentares a defender a tese de que Carlos Moisés não cometeu crime de responsabilidade ao promover o aumento dos salários de procuradores do Estado, e que, por conta disto, não merece ser cassado. Outros 33 deputados votaram pelo prosseguimento do processo, o que deixou o governador com a cabeça na guilhotina. Por conta da boa relação que mantém com Carlos Moisés, deputado Zé Milton já é até mesmo cotado para ocupar uma das vagas de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. A indicação cabe ao governador.


Prefeito de Timbé diz que Rocinha mudará município  


Prefeito de Timbé do Sul, Beto Biava (PP), acredita que conclusão da pavimentação asfáltica da Serra da Rocinha irá colocar seu município numa das principais rotas econômicas do país. Estudos feitos pelo Dnit indicam que passarão pela Rocinha, e, por conquência por Timbé do Sul, nada menos do que quatro mil veículos por dia após a conclusão da obra. Boa parte deste contingente composto por caminhões, da região serrana gaúcha, que passarão a utilizar a rodovia para carga e descarga no porto de Imbituba, ao invés do porto do Rio Grande, no Rio Grande do Sul.


Para o chefe do executivo, o futuro de seu município é promissor. “Se apenas dez por cento desses veículos parar em Timbé, para consumir em nossos restaurantes, postos de combustíveis, lanchonetes, e no comércio de maneira em geral, teremos um movimento de pelo menos dez mil pessoas a mais por mês incrementando nossa economia, o que corresponde ao dobro de nossa população”, avalia o prefeito, ressaltando que “a Rocinha mudará Timbé do Sul definitivamente, para melhor”. Beto Biava acredita que, em uma cenário bem conservador, seja possível incrementar a economia local com pelo menos R$ 5 milhões a mais por ano, em decorrência do futuro trânsito da Rocinha.


Em princípio, a rodovia deverá estar concluída até meados de 2021. Grande parte dela, no entanto, já está pronta, o que contempla, também, as chamadas obras artesanais, a exemplo de viadutos e pontes, que sugerem os investimentos mais volumosos em qualquer rodovia.


Sete vices estão tentando majoritária novamente  


Sete vice-prefeitos de nossa região, eleitos em 2016, estão disputando novamente a majoritária neste ano. Três deles irão tentar ser vice mais uma vez. Os outros quatro vão tentar conquistar o comando da prefeitura. Os vices que tentarão se manter em suas funções são Áureo André Henrique (MDB), em Passo de Torres, Carlos Scarsanella (PSL), em Balneário Arroio do Silva, e Edson Trajano (PP), em São João do Sul. Já os vices que tentarão comandar os executivos são Gislaine Cunha (MDB), em Sombrio, Pisca Dagostin (MDB), em Turvo, Nelmo Emerim (PP), em Santa Rosa do Sul, e Rogildo Bordignon (PSDB), em Meleiro.


Eder acredita que vai bipolatizar com Rogildo  


Candidato à reeleição em Meleiro, prefeito Eder Mattos (PL) acredita que campanha majoritária em seu município irá bipolarizar entre as candidaturas dele, e a de Rogildo Bordignon (PSDB), que, no atual mandato, é seu vice. Além dos dois, o ex-prefeito Vitor Hugo Coral (PP) também está disputando o comando do executivo. De acordo com Eder, “nas ruas o que se sente é uma divisão de opiniões entre as candidaturas do PL e do PSDB”. De acordo com o prefeito, o nome de Vitor Hugo “até pode crescer nas próximas semanas, mas, por enquanto, não é isto que se sente”. Por óbvio, o candidato progressista não concorda com este ponto de vista, e ressalta que seu projeto sairá vitorioso das urnas neste ano. Em Meleiro temos o único caso da região em que o prefeito e o vice-prefeito estão disputando um contra o outro o comando do executivo.


Jonas e Pisca têm se ressaltado nas redes sociais 


Prefeito de Passo de Torres, Jonas Souza (MDB), tem feito uma campanha inovadora. Detentor de um singular poder de comunicação, o chefe do executivo tem apresentado as obras e ações de seu atual mandato, e ressaltado seus projetos para um eventual segundo mandato, de forma muito eloquente via redes sociais. Em nossa região, quem também se expressa com muita empatia via redes sociais é o candidato do MDB à Prefeitura de Turvo, Pisca Dagostin. Tratam-se, os dois, de casos peculiares, onde a desenvoltura, a linha de raciocínio e o conhecimento técnico se completam. Isto não tira o brilho das exposições de uma dúzia de outros candidatos, cujas aparições são bastante convincentes, e também agradam pela desenvoltura.


Desde que votou contra o prosseguimento do processo de impeachment que objetiva cassar o governador Carlos Moisés da Silva (PSL), deputado estadual José Milton Scheffer (PP) vem sendo tido em alta conta dentro do Palácio do Governo. Ele foi um dos sete parlamentares a defender a tese de que Carlos Moisés não cometeu crime de responsabilidade ao promover o aumento dos salários de procuradores do Estado, e que, por conta disto, não merece ser cassado. Outros 33 deputados votaram pelo prosseguimento do processo, o que deixou o governador com a cabeça na guilhotina. Por conta da boa relação que mantém com Carlos Moisés, deputado Zé Milton já é até mesmo cotado para ocupar uma das vagas de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. A indicação cabe ao governador.

Prefeito de Timbé diz que Rocinha mudará município  

Prefeito de Timbé do Sul, Beto Biava (PP), acredita que conclusão da pavimentação asfáltica da Serra da Rocinha irá colocar seu município numa das principais rotas econômicas do país. Estudos feitos pelo Dnit indicam que passarão pela Rocinha, e, por conquência por Timbé do Sul, nada menos do que quatro mil veículos por dia após a conclusão da obra. Boa parte deste contingente composto por caminhões, da região serrana gaúcha, que passarão a utilizar a rodovia para carga e descarga no porto de Imbituba, ao invés do porto do Rio Grande, no Rio Grande do Sul.

Para o chefe do executivo, o futuro de seu município é promissor. “Se apenas dez por cento desses veículos parar em Timbé, para consumir em nossos restaurantes, postos de combustíveis, lanchonetes, e no comércio de maneira em geral, teremos um movimento de pelo menos dez mil pessoas a mais por mês incrementando nossa economia, o que corresponde ao dobro de nossa população”, avalia o prefeito, ressaltando que “a Rocinha mudará Timbé do Sul definitivamente, para melhor”. Beto Biava acredita que, em uma cenário bem conservador, seja possível incrementar a economia local com pelo menos R$ 5 milhões a mais por ano, em decorrência do futuro trânsito da Rocinha.

Em princípio, a rodovia deverá estar concluída até meados de 2021. Grande parte dela, no entanto, já está pronta, o que contempla, também, as chamadas obras artesanais, a exemplo de viadutos e pontes, que sugerem os investimentos mais volumosos em qualquer rodovia.

Sete vices estão tentando majoritária novamente  

Sete vice-prefeitos de nossa região, eleitos em 2016, estão disputando novamente a majoritária neste ano. Três deles irão tentar ser vice mais uma vez. Os outros quatro vão tentar conquistar o comando da prefeitura. Os vices que tentarão se manter em suas funções são Áureo André Henrique (MDB), em Passo de Torres, Carlos Scarsanella (PSL), em Balneário Arroio do Silva, e Edson Trajano (PP), em São João do Sul. Já os vices que tentarão comandar os executivos são Gislaine Cunha (MDB), em Sombrio, Pisca Dagostin (MDB), em Turvo, Nelmo Emerim (PP), em Santa Rosa do Sul, e Rogildo Bordignon (PSDB), em Meleiro.

Eder acredita que vai bipolatizar com Rogildo  

Candidato à reeleição em Meleiro, prefeito Eder Mattos (PL) acredita que campanha majoritária em seu município irá bipolarizar entre as candidaturas dele, e a de Rogildo Bordignon (PSDB), que, no atual mandato, é seu vice. Além dos dois, o ex-prefeito Vitor Hugo Coral (PP) também está disputando o comando do executivo. De acordo com Eder, “nas ruas o que se sente é uma divisão de opiniões entre as candidaturas do PL e do PSDB”. De acordo com o prefeito, o nome de Vitor Hugo “até pode crescer nas próximas semanas, mas, por enquanto, não é isto que se sente”. Por óbvio, o candidato progressista não concorda com este ponto de vista, e ressalta que seu projeto sairá vitorioso das urnas neste ano. Em Meleiro temos o único caso da região em que o prefeito e o vice-prefeito estão disputando um contra o outro o comando do executivo.

Jonas e Pisca têm se ressaltado nas redes sociais 

Prefeito de Passo de Torres, Jonas Souza (MDB), tem feito uma campanha inovadora. Detentor de um singular poder de comunicação, o chefe do executivo tem apresentado as obras e ações de seu atual mandato, e ressaltado seus projetos para um eventual segundo mandato, de forma muito eloquente via redes sociais. Em nossa região, quem também se expressa com muita empatia via redes sociais é o candidato do MDB à Prefeitura de Turvo, Pisca Dagostin. Tratam-se, os dois, de casos peculiares, onde a desenvoltura, a linha de raciocínio e o conhecimento técnico se completam. Isto não tira o brilho das exposições de uma dúzia de outros candidatos, cujas aparições são bastante convincentes, e também agradam pela desenvoltura.

Compartilhe

Voltar ao blog