Blog Rolando Christian Coelho: justiça suspende sessão que afastaria vereador

Rolando Christian Coelho, 15/05/2020

Câmara de Vereadores de Balneário Arroio do Silva iria se reunir, de forma extraordinária, ontem à noite, para votar o afastamento do vereador Wanderlei de Souza, o Lei do Mar Azul (PSL), por 90 dias.

Em depoimento ao Ministério Público, Lei teria afirmado que, para votar favoravelmente ao projeto Avançar Cidades, que objetivava destinar R$ 10 milhões em investimento para Arroio do Silva, vários vereadores teriam tido direito de indicar obras a serem executadas pelo executivo. Na prática, isto significaria que os votos dos vereadores de certa estariam sendo comprados.

De posse do depoimento, foi proposto processo de afastamento do vereador. Após ouvir depoimento de Lei do Mar Azul, a Comissão de Ética da Câmara Municipal, que é presidida pelo vereador Dionei de Souza Teixeira, o Moranguinho (PSDB), e tem como relator Márcio Macan, um dos citados nas acusações, decidiu pelo pedido de afastamento, que seria votado ontem. Em seu relatório final, a Comissão considerou as acusações de Lei do Mar Azul constituíram quebra de decoro parlamentar. Por conta disto, com base no Regimento Interno do legislativo, Lei ficaria, num primeiro momento, afastado de suas funções por 90 dias, sem receber vencimentos. Neste período, quem ocuparia sua cadeira na Câmara de Arroio do Silva seria o suplente Gila Borges (PSD).

Lei do Mar Azul, no entanto, conseguiu um Mandado de Segurança junto a justiça da Comarca de Araranguá, que suspendeu a votação e garantiu sua permanência no cargo.Clima no legislativo do município é extremamente pesado, por conta dos fatos.

CPI pretende pegar pesado contra governo

Se depender da CPI que está investigando a compra irregular de 200 respiradores para o governo catarinense, ao custo de R$ 33 milhões, governador Carlos Moisés da Silva (PSL) pode ir arrumando as malas. Ontem, durante oitiva de testemunhas, deputados que compõe a CPI não aliviaram. Em princípio, o foco pareceu ser nitidamente a figura do ex-secretário da Casa Civil, Douglas Borba, que, em sendo responsabilizado diretamente, por óbvio responsabiliza também o governador. Deputado João Amim (PP), em especial, pareceu fortemente imbuído do desejo de levar as investigações as últimas consequências.

Teco Silvério é lançado como pré-candidato em Sombrio

Democratas de Sombrio irá oficializar a pré-candidatura do empresário Teco Silvério ao executivo municipal. O partido vem trabalhando de forma afincada, desde o início do ano passado, na construção de um projeto majoritário e proporcional com vistas a eleição deste ano No que diz respeito à Câmara de Vereadores, a sigla já conta com os 17 nomes necessários para disputar no pleito legislativo. Em relação ao executivo, o Democratas trabalha com três possibilidades: lançar chapa pura, lançar candidato na cabeça de chapa com outro partido de vice, ou, em última instância, concorrer como vice de outra legenda. Em 2016 Teco chegou a ser elencado entre os pré-candidatos a prefeito do Progressistas, mas se retirou do processo, adotando, desde então, uma posição de neutralidade na política local.

Democratas de Gaivota integrará grupo de oposição

Democratas de Balneário Gaivota deverá anunciar nos próximos dias que integrará o grupo de oposição, que está buscando construir uma candidatura robusta, com vistas ao comando do executivo e do legislativo municipal. Já fazem parte deste grupo MDB, PSDB, PSL, PDT, PSB e Podemos. Com a vinda do Democratas, serão sete os partidos irmanados ao projeto oposicionista. Emissários de várias destas siglas também têm conversado com o PTB, partido que, em princípio, pode tanto permanecer na situação, apoiando uma dobradinha a ser composta pelo Progressistas e PSD, como ir para a oposição, como já desejam vários de seus filiados.

Adelírio Monteiro começa a se consolidar no MDB de Praia Grande

MDB de Praia Grande tem tentando entendimento entre as pré-candidaturas, ao executivo, do vereador Eliseu Pereira, o Colonão, e do ex-vereador Adelírio Monteiro. Num primeiro momento, as tratativas parecem se encaminhar para a consolidação de Adelírio como candidato, por conta de sua bagagem dentro do partido. Além de vereador, ele já foi presidente do MDB e também secretário municipal. Em 2008 e 2016 figurou entre os pré-candidatos do MDB para a disputa executiva, o que o credenciou novamente a ser referenciado neste ano de forma natural. Partido de oposição no atual cenário praiagrandense, o MDB aguarda para saber quem irá enfrentar. O prefeito Henrique Maciel (PSL) diz que irá à reeleição, mas, por enquanto, os partidos que o apoiaram em 2016 dizem querer outro nome para a disputa.

Câmara de Vereadores de Balneário Arroio do Silva iria se reunir, de forma extraordinária, ontem à noite, para votar o afastamento do vereador Wanderlei de Souza, o Lei do Mar Azul (PSL), por 90 dias.

Em depoimento ao Ministério Público, Lei teria afirmado que, para votar favoravelmente ao projeto Avançar Cidades, que objetivava destinar R$ 10 milhões em investimento para Arroio do Silva, vários vereadores teriam tido direito de indicar obras a serem executadas pelo executivo. Na prática, isto significaria que os votos dos vereadores de certa estariam sendo comprados.

De posse do depoimento, foi proposto processo de afastamento do vereador. Após ouvir depoimento de Lei do Mar Azul, a Comissão de Ética da Câmara Municipal, que é presidida pelo vereador Dionei de Souza Teixeira, o Moranguinho (PSDB), e tem como relator Márcio Macan, um dos citados nas acusações, decidiu pelo pedido de afastamento, que seria votado ontem. Em seu relatório final, a Comissão considerou as acusações de Lei do Mar Azul constituíram quebra de decoro parlamentar. Por conta disto, com base no Regimento Interno do legislativo, Lei ficaria, num primeiro momento, afastado de suas funções por 90 dias, sem receber vencimentos. Neste período, quem ocuparia sua cadeira na Câmara de Arroio do Silva seria o suplente Gila Borges (PSD).

Lei do Mar Azul, no entanto, conseguiu um Mandado de Segurança junto a justiça da Comarca de Araranguá, que suspendeu a votação e garantiu sua permanência no cargo.Clima no legislativo do município é extremamente pesado, por conta dos fatos.

CPI pretende pegar pesado contra governo

Se depender da CPI que está investigando a compra irregular de 200 respiradores para o governo catarinense, ao custo de R$ 33 milhões, governador Carlos Moisés da Silva (PSL) pode ir arrumando as malas. Ontem, durante oitiva de testemunhas, deputados que compõe a CPI não aliviaram. Em princípio, o foco pareceu ser nitidamente a figura do ex-secretário da Casa Civil, Douglas Borba, que, em sendo responsabilizado diretamente, por óbvio responsabiliza também o governador. Deputado João Amim (PP), em especial, pareceu fortemente imbuído do desejo de levar as investigações as últimas consequências.

Teco Silvério é lançado como pré-candidato em Sombrio

Democratas de Sombrio irá oficializar a pré-candidatura do empresário Teco Silvério ao executivo municipal. O partido vem trabalhando de forma afincada, desde o início do ano passado, na construção de um projeto majoritário e proporcional com vistas a eleição deste ano No que diz respeito à Câmara de Vereadores, a sigla já conta com os 17 nomes necessários para disputar no pleito legislativo. Em relação ao executivo, o Democratas trabalha com três possibilidades: lançar chapa pura, lançar candidato na cabeça de chapa com outro partido de vice, ou, em última instância, concorrer como vice de outra legenda. Em 2016 Teco chegou a ser elencado entre os pré-candidatos a prefeito do Progressistas, mas se retirou do processo, adotando, desde então, uma posição de neutralidade na política local.

Democratas de Gaivota integrará grupo de oposição

Democratas de Balneário Gaivota deverá anunciar nos próximos dias que integrará o grupo de oposição, que está buscando construir uma candidatura robusta, com vistas ao comando do executivo e do legislativo municipal. Já fazem parte deste grupo MDB, PSDB, PSL, PDT, PSB e Podemos. Com a vinda do Democratas, serão sete os partidos irmanados ao projeto oposicionista. Emissários de várias destas siglas também têm conversado com o PTB, partido que, em princípio, pode tanto permanecer na situação, apoiando uma dobradinha a ser composta pelo Progressistas e PSD, como ir para a oposição, como já desejam vários de seus filiados.

Adelírio Monteiro começa a se consolidar no MDB de Praia Grande

MDB de Praia Grande tem tentando entendimento entre as pré-candidaturas, ao executivo, do vereador Eliseu Pereira, o Colonão, e do ex-vereador Adelírio Monteiro. Num primeiro momento, as tratativas parecem se encaminhar para a consolidação de Adelírio como candidato, por conta de sua bagagem dentro do partido. Além de vereador, ele já foi presidente do MDB e também secretário municipal. Em 2008 e 2016 figurou entre os pré-candidatos do MDB para a disputa executiva, o que o credenciou novamente a ser referenciado neste ano de forma natural. Partido de oposição no atual cenário praiagrandense, o MDB aguarda para saber quem irá enfrentar. O prefeito Henrique Maciel (PSL) diz que irá à reeleição, mas, por enquanto, os partidos que o apoiaram em 2016 dizem querer outro nome para a disputa.

Compartilhe

Voltar ao blog