Blog Rolando Christian Coelho: CIS/Amesc volta a ser discutido hoje

Rolando Christian Coelho, 25/05/2020

Está programada para hoje à tarde reunião da Amesc, a Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense, para discutir novamente a situação do CIS/Amesc.  O CIS/Amesc é o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Amesc, que foi criado em 1995 para facilitar e baratear, principalmente, a compra de remédios e de serviços de profissionais da saúde.

O grande problema é que o CIS/Amesc foi criado como sendo uma empresa privada, algo com o que o Tribunal de Contas do Estado não concorda, a ponto de realizar uma auditoria nas contas do Consórcio, apontar várias irregularidades, e encaminhar punições. Ainda que o Consórcio funcione a mais de 25 anos, foi na gestão dos atuais prefeitos que esta situação estourou.

Em reunião realizada na quarta-feira passada, os prefeitos da Amesc encaminharam tratativa dando conta de que o CIS/Amesc não será mais uma figura autônoma. Em princípio, a partir de 2021 o Consórcio passaria a funcionar diretamente ligado a Amesc, sendo de integral responsabilidade da Associação. Até agora ele vem funcionando como se fosse uma empresa privada, ainda que gerindo negócios públicos.

O grande problema da história é que a Amesc também é uma empresa privada, a exemplo do CIS/Amesc. Ainda que seja uma Associação que represente as prefeituras, a Amesc não é uma entidade pública, tanto é que não precisa realizar concurso para contratar funcionários e recentemente construiu uma sede nova, em Araranguá, sem qualquer processo licitatório. Sendo assim, no ponto de vista jurídico, ao encampar o CIS/Amesc, a Associação dos Municípios não estaria resolvendo problema algum e, talvez, só criando outro para as futuras gestões municipais.

Em princípio, a solução só viria mesmo se o CIS/Amesc fosse reconstituído como uma empresa pública, tendo as prefeituras de nossa região como signatárias. A grande questão é saber se o custo operacional desta empresa pública justificaria sua existência.

PSL de Praia Grande não descarta aliança com MDB

PSL de Praia Grande vai tentar convencer o Progressistas a compor como seu vice, no pleito eleitoral deste ano. Em princípio, o Progressistas pretende lançar a candidatura do empresário de Elizandro Machado, o Fanica, à cabeça de chapa. Em 2016, o prefeito Henrique Maciel, que deixou o PSDB e se filiou ao PSL, foi apoiado pelo grupo de Fanica, que agora também pretende disputar o executivo. Caso a negociação não de certo, o PSL de Henrique não descarta a possibilidade de se aproximar do MDB.

Janguinha diz que disputará novamente em Sombrio

Ex-presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Sombrio, Janguinha Duarte (MDB), diz que irá disputar a reeleição. Ele é um dos seis vereadores que foram afastados no legislativo, no segundo semestre do ano passado, por conta de suposta fraude eleitoral cometida por suas coligações, na eleição de 2016. Dos seis afastados, quatro irão disputar o pleito deste ano. Além de Jaguinha, enfrentarão novamente as urnas: Nego Gomes (MDB), Carlinhos Gomes (MDB) e Fabiano Pinho (MDB). Os vereadores afastados Som da Garuva (MDB) e Daniel Palito (PSB) dizem que não estão dispostos a uma nova disputa.

Cresce pressão para que Adelor seja candidato em Jacinto

Tem crescido no Progressistas de Jacinto Machado pressão para que o ex-vice-prefeito Adelor Emerich concorra ao executivo novamente. Ele, por sua vez, tem referenciado, principalmente, o nome do empresário Renato Zanatta (PP) para a disputa. A base do partido, no entanto, o que inclui o próprio Renato, ressalta que Adelor já tem o caminho da candidatura pavimentado, por ter disputado o pleito passado como candidato a prefeito. Mesmo sem assumir a candidatura, Adelor diz que pode pensar a respeito.

PSD de Gaivota deve decidir seu candidato mês que vem

Ex-prefeito de Balneário Gaivota, Valcir Ferreira Pereira (PSD), diz que seu partido pretende realizar uma pesquisa eleitoral no início de junho, para saber quem dentre os seus pré-candidatos teria melhor desempenho nas urnas. Em princípio, são pré-candidatos declarados pelo PSD, o atual vice-prefeito Evânio Machado, o Machadinho, a ex-vice-prefeita Terrimar Ramos Pereira e o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Nando Santos. O PSD gaivotense tem articulado uma aliança com Progressistas, PTB e MDB. Os três primeiro partidos já parecem nitidamente fechados. Já no MDB, há quem queira aliança com o PSD, e quem queira com o PSDB.

Está programada para hoje à tarde reunião da Amesc, a Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense, para discutir novamente a situação do CIS/Amesc.  O CIS/Amesc é o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Amesc, que foi criado em 1995 para facilitar e baratear, principalmente, a compra de remédios e de serviços de profissionais da saúde.

O grande problema é que o CIS/Amesc foi criado como sendo uma empresa privada, algo com o que o Tribunal de Contas do Estado não concorda, a ponto de realizar uma auditoria nas contas do Consórcio, apontar várias irregularidades, e encaminhar punições. Ainda que o Consórcio funcione a mais de 25 anos, foi na gestão dos atuais prefeitos que esta situação estourou.

Em reunião realizada na quarta-feira passada, os prefeitos da Amesc encaminharam tratativa dando conta de que o CIS/Amesc não será mais uma figura autônoma. Em princípio, a partir de 2021 o Consórcio passaria a funcionar diretamente ligado a Amesc, sendo de integral responsabilidade da Associação. Até agora ele vem funcionando como se fosse uma empresa privada, ainda que gerindo negócios públicos.

O grande problema da história é que a Amesc também é uma empresa privada, a exemplo do CIS/Amesc. Ainda que seja uma Associação que represente as prefeituras, a Amesc não é uma entidade pública, tanto é que não precisa realizar concurso para contratar funcionários e recentemente construiu uma sede nova, em Araranguá, sem qualquer processo licitatório. Sendo assim, no ponto de vista jurídico, ao encampar o CIS/Amesc, a Associação dos Municípios não estaria resolvendo problema algum e, talvez, só criando outro para as futuras gestões municipais.

Em princípio, a solução só viria mesmo se o CIS/Amesc fosse reconstituído como uma empresa pública, tendo as prefeituras de nossa região como signatárias. A grande questão é saber se o custo operacional desta empresa pública justificaria sua existência.

PSL de Praia Grande não descarta aliança com MDB

PSL de Praia Grande vai tentar convencer o Progressistas a compor como seu vice, no pleito eleitoral deste ano. Em princípio, o Progressistas pretende lançar a candidatura do empresário de Elizandro Machado, o Fanica, à cabeça de chapa. Em 2016, o prefeito Henrique Maciel, que deixou o PSDB e se filiou ao PSL, foi apoiado pelo grupo de Fanica, que agora também pretende disputar o executivo. Caso a negociação não de certo, o PSL de Henrique não descarta a possibilidade de se aproximar do MDB.

Janguinha diz que disputará novamente em Sombrio

Ex-presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Sombrio, Janguinha Duarte (MDB), diz que irá disputar a reeleição. Ele é um dos seis vereadores que foram afastados no legislativo, no segundo semestre do ano passado, por conta de suposta fraude eleitoral cometida por suas coligações, na eleição de 2016. Dos seis afastados, quatro irão disputar o pleito deste ano. Além de Jaguinha, enfrentarão novamente as urnas: Nego Gomes (MDB), Carlinhos Gomes (MDB) e Fabiano Pinho (MDB). Os vereadores afastados Som da Garuva (MDB) e Daniel Palito (PSB) dizem que não estão dispostos a uma nova disputa.

Cresce pressão para que Adelor seja candidato em Jacinto

Tem crescido no Progressistas de Jacinto Machado pressão para que o ex-vice-prefeito Adelor Emerich concorra ao executivo novamente. Ele, por sua vez, tem referenciado, principalmente, o nome do empresário Renato Zanatta (PP) para a disputa. A base do partido, no entanto, o que inclui o próprio Renato, ressalta que Adelor já tem o caminho da candidatura pavimentado, por ter disputado o pleito passado como candidato a prefeito. Mesmo sem assumir a candidatura, Adelor diz que pode pensar a respeito.

PSD de Gaivota deve decidir seu candidato mês que vem

Ex-prefeito de Balneário Gaivota, Valcir Ferreira Pereira (PSD), diz que seu partido pretende realizar uma pesquisa eleitoral no início de junho, para saber quem dentre os seus pré-candidatos teria melhor desempenho nas urnas. Em princípio, são pré-candidatos declarados pelo PSD, o atual vice-prefeito Evânio Machado, o Machadinho, a ex-vice-prefeita Terrimar Ramos Pereira e o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Nando Santos. O PSD gaivotense tem articulado uma aliança com Progressistas, PTB e MDB. Os três primeiro partidos já parecem nitidamente fechados. Já no MDB, há quem queira aliança com o PSD, e quem queira com o PSDB.

Compartilhe

Voltar ao blog