Blog Luis Vicente: Rede de apoio!

Nestes 11 anos envolvidos com o autismo, com a paralisia cerebral, tive o prazer de conhecer muitas pessoas, muitos exemplos de vida, muitas pessoas dedicadas a seus filhos, muitas pessoas que ajudam mesmo sem ter filhos com alguma comorbidade  física, cerebral, enfim, assim como também conversei com muitas pessoas que precisavam e precisam de apoio.

Muitas destas conversas, seguem um mesmo padrão, sentimento de abandono, sentimento de duvida, medo, inquietação, insegurança, e depois de um período de conversa, e acompanhando muitas destas pessoas, percebo que assim como em minha casa, eu e minha esposa e nossa filha, as coisas vão melhorando, vamos todos nos adaptando a nova realidade.

Todos passam pelos mesmos estágios: Negação, raiva, barganha, luto e aceitação.
Uns de forma mais acentuadas em algumas fases que outros, uns mais tempo que outros, mas enfim, todos de uma forma ou de outra passam por estas fases, entretanto, outra coisa que percebo muito, é a importância da rede de apoio.

Mas o que é a rede de apoio?

São as pessoas ou profissionais, que lhe amparam neste momento. Conversar, desabafar, chorar, compartilhar experiências, tudo isso faz com que estes sentimentos se amenizem, e todas as fases que comentei acima, sejam suavizadas e com tempo de duração menor!

Busque por ajuda, busque alguém de sua confiança para conversar, você não precisa guardar tudo para si! Você não está sozinho(a), e muitas vezes, estas pessoas, podem ser pessoas “estranhas” que você irá conhecer ao longo da caminhada!

Posso te ajudar?

@musicoterapeuta.luisvicente

@associacaoamaesc

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Nestes 11 anos envolvidos com o autismo, com a paralisia cerebral, tive o prazer de conhecer muitas pessoas, muitos exemplos de vida, muitas pessoas dedicadas a seus filhos, muitas pessoas que ajudam mesmo sem ter filhos com alguma comorbidade  física, cerebral, enfim, assim como também conversei com muitas pessoas que precisavam e precisam de apoio.

Muitas destas conversas, seguem um mesmo padrão, sentimento de abandono, sentimento de duvida, medo, inquietação, insegurança, e depois de um período de conversa, e acompanhando muitas destas pessoas, percebo que assim como em minha casa, eu e minha esposa e nossa filha, as coisas vão melhorando, vamos todos nos adaptando a nova realidade.

Todos passam pelos mesmos estágios: Negação, raiva, barganha, luto e aceitação.
Uns de forma mais acentuadas em algumas fases que outros, uns mais tempo que outros, mas enfim, todos de uma forma ou de outra passam por estas fases, entretanto, outra coisa que percebo muito, é a importância da rede de apoio.

Mas o que é a rede de apoio?

São as pessoas ou profissionais, que lhe amparam neste momento. Conversar, desabafar, chorar, compartilhar experiências, tudo isso faz com que estes sentimentos se amenizem, e todas as fases que comentei acima, sejam suavizadas e com tempo de duração menor!

Busque por ajuda, busque alguém de sua confiança para conversar, você não precisa guardar tudo para si! Você não está sozinho(a), e muitas vezes, estas pessoas, podem ser pessoas “estranhas” que você irá conhecer ao longo da caminhada!

Posso te ajudar?

@musicoterapeuta.luisvicente

@associacaoamaesc

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Compartilhe

Voltar ao blog