Blog Luciana Lacerda Burigo Trindade: Quando você percebeu que a vida é agora?

Não precisa muita perspicácia ao olhar para minha vida pra perceber o quanto sou privilegiada. O que meus pais não puderam me dar em saúde física, compensaram em estrutura econômica, mental e emocional.

Cresci cercada por carinho e validação.

Já parti de uma matriz afiada por uma genética poderosa, com inteligência emocional e paz de espírito direto de fábrica e fui moldada por dois seres sábios, um que falava muito sobre ética e filosofia e outro sobre felicidade e amor.

Bom, sobre a saúde, nos últimos 6 anos tenho feito tratamento para o câncer de mama. Entre idas e vindas, o cansaço físico, a moleza nas pernas e aquele suspiro profundo pra tomar um pouco mais de ar têm sido meus fieis companheiros, lado a lado da obstinação, que todo mundo que me conhece, sabe bem a que me refiro.

Foi um longo aprendizado até aqui, eu mal melhorada e já estava correndo no trabalho, entre uma sala e outra. Não estava ainda em posse de todas as minhas forças mas estava já, do jeito que era possível, prestando atendimento médico para pessoas na maioria com muito mais saúde física do que eu.

Então finalmente, de forma muito mais veloz do que eu poderia imaginar, contra todas as minhas expectativas, precisei me ver em quimioterapia de novo. Foi exatamente por causa desse curto espaço de tempo que pela primeira vez em todos esses anos eu fiquei em choque, paralisada, arrasada e surtada!

O tratamento agora seria pra sempre, parecia desesperador. Isso não é tempo demais? Depende, porque quando a nossa única saída é viver em tratamento, a gente quer mais é que seja eterno mesmo.

Eu finalmente aceitei que precisava de um tempo e reduzi drasticamente minhas agendas. Meu tratamento que inicialmente era semanal, exigia bastante repouso físico, mas não mental. Então, a medida que as dores e as lesões da pele iam melhorando, meu cérebro ia ficando cada vez mais afiado!

Enquanto alguns poderiam enxergar uma notícia dessas como o fim da linha, um motivo para aquietar e suspender planos, eu aproveitei todo o tempo livre para melhorar, estudar, projetar algo novo e junto com pessoas muito especiais pra mim, criamos a Lutrim! Clínica de ultrassonografia, que vai atender Araranguá e região com todo o carinho, acolhimento e medicina de qualidade que eu como paciente de doença crônica tanto prezo e preciso!

Espero que esse espaço ajude pessoas com dificuldade de lidar com a própria realidade, porque é a minha especialidade na vida, fiquem a vontade pra mandar perguntas e boas energias!

Beijos de luz!

Não precisa muita perspicácia ao olhar para minha vida pra perceber o quanto sou privilegiada. O que meus pais não puderam me dar em saúde física, compensaram em estrutura econômica, mental e emocional.

Cresci cercada por carinho e validação.

Já parti de uma matriz afiada por uma genética poderosa, com inteligência emocional e paz de espírito direto de fábrica e fui moldada por dois seres sábios, um que falava muito sobre ética e filosofia e outro sobre felicidade e amor.

Bom, sobre a saúde, nos últimos 6 anos tenho feito tratamento para o câncer de mama. Entre idas e vindas, o cansaço físico, a moleza nas pernas e aquele suspiro profundo pra tomar um pouco mais de ar têm sido meus fieis companheiros, lado a lado da obstinação, que todo mundo que me conhece, sabe bem a que me refiro.

Foi um longo aprendizado até aqui, eu mal melhorada e já estava correndo no trabalho, entre uma sala e outra. Não estava ainda em posse de todas as minhas forças mas estava já, do jeito que era possível, prestando atendimento médico para pessoas na maioria com muito mais saúde física do que eu.

Então finalmente, de forma muito mais veloz do que eu poderia imaginar, contra todas as minhas expectativas, precisei me ver em quimioterapia de novo. Foi exatamente por causa desse curto espaço de tempo que pela primeira vez em todos esses anos eu fiquei em choque, paralisada, arrasada e surtada!

O tratamento agora seria pra sempre, parecia desesperador. Isso não é tempo demais? Depende, porque quando a nossa única saída é viver em tratamento, a gente quer mais é que seja eterno mesmo.

Eu finalmente aceitei que precisava de um tempo e reduzi drasticamente minhas agendas. Meu tratamento que inicialmente era semanal, exigia bastante repouso físico, mas não mental. Então, a medida que as dores e as lesões da pele iam melhorando, meu cérebro ia ficando cada vez mais afiado!

Enquanto alguns poderiam enxergar uma notícia dessas como o fim da linha, um motivo para aquietar e suspender planos, eu aproveitei todo o tempo livre para melhorar, estudar, projetar algo novo e junto com pessoas muito especiais pra mim, criamos a Lutrim! Clínica de ultrassonografia, que vai atender Araranguá e região com todo o carinho, acolhimento e medicina de qualidade que eu como paciente de doença crônica tanto prezo e preciso!

Espero que esse espaço ajude pessoas com dificuldade de lidar com a própria realidade, porque é a minha especialidade na vida, fiquem a vontade pra mandar perguntas e boas energias!

Beijos de luz!

Compartilhe

Voltar ao blog